Fórmula desenvolvida pela FGV-SP aponta Jerônimo com mais de 80% de chance de vencer disputa contra Neto
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma fórmula criada pelo Centro de Política e Economia do Setor Pública, da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP) mostra o petista Jerônimo Rodrigues com 81,4% de chance de ser eleito o novo governador da Bahia em 30 de outubro.

ACM Neto teria 18,6% de chance de levar a disputa nesta segunda rodada eleitoral.

A eleição em primeiro turno na Bahia terminou com Jerônimo à frente – e a menos de 45 mil votos de liquidar a disputa ainda em 2 de outubro, quando obteve 49,45% dos votos válidos. Na outra ponta, ACM Neto ficou com 40,8% dos votos válidos.

O cálculo é feito levando em conta o percentual de votos válidos recebidos pelo líder do primeiro turno e a diferença em relação ao segundo colocado, segundo seus criadores.

A fórmula foi criada pelos cientistas políticos George Avelino, Guilherme Russo e Jairo Pimentel Junior. O modelo, aponta a Folha de São Paulo, tem taxa de acerto elevada e funciona também para disputas municipais e nacionais.

DISPUTA PRESIDENCIAL

Na disputa à presidência da República, a fórmula da FGV-SP aponta o ex-presidente Lula com 76,7% de chance de faturar a disputa. Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, teria, por essa fórmula, 23,3% de chance.

3 respostas

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.