Ex-deputado ataca policiais federais no Rio de Janeiro|| Foto reprodução redes sociais
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) atirou e jogou granada contra policiais federais que tentaram cumprir um mandado de prisão, no início da tarde deste domingo (23). Os agentes foram atacados quando tentavam acessar o imóvel do ex-parlamentar, na cidade de Comendador Levy Gasparian, no interior do estado do Rio de Janeiro. A ação violenta do político deixou dois policiais feridos. Eles foram encaminhados para um hospital e passam bem, segundo nota da corporação.

Logo após atirar nos federais, Roberto Jefferson divulgou vídeo afirmando que não iria ser preso e incitando a violência. Os feridos foram o delegado Marcelo Vilella e a agente Karina Lino Miranda de Oliveira. A policial sofreu ferimentos na cabeça e o delegado teria sido atingido na perna e cabeça. Eles foram atendidos em um hospital da região de Comendador Levy Gasparian e já tiveram alta.

Roberto Jefferson cumpria prisão domiciliar e não poderia utilizar as redes sociais, mas apareceu em gravações, no final de semana, atacando a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-deputado proferiu ofensas de baixo calão contra Cármen Lúcia. Por isso, o ministro Alexandre de Moraes decidiu revogar a prisão domiciliar e mandar o dirigente do PTB do Rio de Janeiro de volta para a cadeia.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Roberto Jefferson alega que não atirou para acertar nos policiais federais, e reforçou que iria continuar resistindo à prisão. Ele também insinuou para outras pessoas seguirem o seu mau exemplo.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.