A construção civil ajudou no saldo positivo de empregos em novembro
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia gerou, em novembro, 4.425 postos de trabalho com carteira assinada, conforme dados divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foram registrados 64.875 admissões e 60.450 demissões. O estado teve saldo positivo pelo décimo primeiro mês consecutivo.

Com o resultado de novembro, a Bahia passou a contar com 1.933.856 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,23% sobre o quantitativo do mês de outubro. Salvador registrou um saldo de 1.745 postos de trabalho celetista.

Em termos absolutos, com 4.425 novos empregos formais, a Bahia ocupou a terceira posição na geração de postos entre os estados nordestinos no mês. Dentre os entes federativos, ficou na sétima colocação. Em termos relativos, com variação percentual de 0,23%, situou-se na oitava posição no Nordeste e na décima oitava no país.

O DESEMPENHO DO NORDESTE

No Nordeste, o estado de Pernambuco (+8.290 postos) liderou a geração de postos formais e foi acompanhado pelo Ceará (+6.554 postos), Bahia (+4.425 postos), Alagoas (+2.552 postos), Paraíba (+2.544 vagas), Rio Grande do Norte (+1.855 postos), Maranhão (+1.785 vagas) e Sergipe (+1.266 postos). O Piauí, único com perda de postos na região, encerrou 58 postos de trabalho celetista.

No agregado dos onze primeiros meses deste ano, a Bahia preencheu 136.204 novas vagas – aumento de 7,58% em relação ao total de vínculos formais do início do ano. O município de Salvador, por sua vez, registrou 38.343 novos postos no período. O crescimento do emprego celetista também foi observado no Brasil e no Nordeste no acumulado do ano, com 2.466.377 e 435.055 novas vagas, respectivamente.

Ainda em termos de saldo acumulado no ano, a baiana continuou à frente das demais do Nordeste, com Pernambuco (+76.109 postos) e Ceará (+74.370 postos) na segunda e terceira posições, respectivamente. Entre as unidades da Federação, o estado se posicionou na quinta colocação. Todos os estados do país registraram saldos acumulados positivos no período.

BAHIA REGISTROU ALTA DE 7,58% EM TERMOS PROPORCIONAIS

Em termos proporcionais, a Bahia, com alta de 7,58% no ano, ficou na segunda posição dentro da região nordestina, seguindo o estado do Maranhão (+8,73%). No país como um todo, o desempenho relativo baiano posicionou o estado na décima colocação.

Na Bahia, em novembro, três dos cinco grandes grupamentos de atividades econômicas registraram saldo positivo de postos de trabalho celetista. O segmento de Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (+5.017 postos) foi o que mais gerou postos dentre os setores.

Em seguida, Serviços (+1.737 vagas) e Construção (+764 vagas) também foram responsáveis pela geração. Em contrapartida, dois segmentos encerraram postos formais de trabalho: Indústria geral (-1.665 vagas) e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-1.428 postos).

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.