Fiscalização do período defeso do Caranguejo-uçá na Bahia || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) inicia na Bahia, no próximo domingo (22), o combate à pesca predatória do Caranguejo-uçá durante a andada deste ano de 2023. Período conhecido como de defeso.

A “andada” é o nome dado ao período reprodutivo do caranguejo-uçá, no qual os machos e fêmeas saem das tocas para o acasalamento e andam pelo manguezal para a liberação de ovos, tornando-se vulneráveis à pesca predatória. Ela pode ocorrer de novembro a março, com picos em janeiro, e geralmente se inicia um dia após a lua cheia ou nova, prolongando-se por até seis dias.

As ações acontecerão de forma simultânea, com fiscalização nos portos, mangues e feiras livres de várias cidades. O objetivo é coibir a captura, armazenamento e comercialização da espécie no período da andada.

BARREIRAS NAS ESTRADAS

Barreiras de fiscalização serão instaladas em postos da faixa litorânea da Bahia visando impedir o transporte e comercialização irregular do caranguejo nas estradas. Além disso, serão realizadas ainda ações de educação ambiental e sensibilização junto às comunidades marisqueiras das regiões. Neste ano a fiscalização acontecerá entre os dias 22 a 27 de janeiro, 21 a 26 de fevereiro e 22 a 27 de março.

Em caso de flagrante, o indivíduo que não apresentar a declaração de seu estoque junto às Superintendências Federais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento terá o material apreendido e estará sujeito ao pagamento de multa de R$ 500,00, por indivíduo da espécie protegida, conforme previsto no Decreto Estadual 14.024/2012.

Para denunciar crimes ambientais, basta acionar o Disque Denúncia do Inema, pelo número 08000 71 1400. Em caso de necessidade, a denúncia também pode ser realizada anonimamente.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.