Gustavo Batista, Ana Caroline e Ted Silva, com o acompanhante Luiz Arthur, em Harvard
Tempo de leitura: 2 minutos

Quatro estudantes da rede estadual desembarcaram nos Estado Unidos para participar da Model United Nations (Harvard MUN), maior e mais prestigiada simulação da Organização das Nações Unidas (ONU), promovida pela Universidade de Harvard. O evento será de 26 a 29 de janeiro e contará com mais de quatro mil participantes de 50 países diferentes, escolhidos em rigoroso processo seletivo. Durante a Harvard MUN, jovens líderes mais promissores de todo o mundo vão discutir problemas globais em mais de 30 comitês.

Ana Caroline Oliveira dos Santos, 16, 2º ano do Colégio Estadual João Pessoa, de Itaquara; Gustavo de Jesus Souza Batista, 17, concluinte em 2022 do Colégio Estadual Edvaldo Brandão Correia, Salvador; e Ted Martins Paulo da Silva, 16, concluinte em 2022 do Colégio Estadual Professor Rocha Pita, em Aratuípe, viajaram na semana passada para um outro evento, também nos EUA, a Yale Model United Nations (Yale MUN) – conferência que visa debater questões globais complexas entre estudantes do Ensino Médio de todo o mundo. A Yale MUN foi criada por alunos da Yale University, terceira instituição privada americana de Ensino Superior mais antiga dos EUA, situada em New Haven.

Nesta terça-feira (24), Isac Costa Lima, 16, 3º ano do Centro Educacional Deocleciano Barbosa de Castro – Tempo Integral, em Jacobina; embarcou para se juntar aos outros três estudantes, na HarvardMUN.

Isac embarcou hoje (24) para os Estados Unidos

“Milhares de jovens de todo o planeta participam dessa experiência multicultural. Como pretendo fazer graduação no exterior, essa experiência magnífica fortalecerá o meu currículo, aumentando as minhas chances de aceitação em uma universidade fora e até mesmo vai me capacitar para orientar outros estudantes de escola pública a participarem de espaços mais elitizados”, declarou o estudante.

A coordenadora de Políticas Públicas para Juventude em Processos Educacionais da SEC, Larissa Lima, que acompanha o grupo na viagem, disse que esta será uma experiência inesquecível e motivadora para os estudantes. Ela reforçou que os delegados aprovarão dezenas de resoluções de questões que vão desde segurança cibernética até sistemas globais de saúde.

“Os estudantes participantes tiveram a oportunidade de aprender com os alunos de Yale, por meio de workshops interativos; de assistir a palestras instigantes ministradas por professores de Yale; e de visitar a Ivy League School (grupo de faculdades nos Estados Unidos reconhecidas mundialmente). Além disso, os delegados encontrarão futuros líderes mundiais por meio de conversas ponderadas”, acrescentou a coordenadora.

A Bahia é o único estado brasileiro que promove simulações da ONU para estudantes da rede pública, por meio da qual os alunos são selecionados para o evento internacional, de acordo com a Secretaria da Educação do Estado.  Trata-se da Bahia Model United Nations (BaMUN), promovida em parceria com o Instituto DiploMUN. Sua última edição foi realizada em Salvador, em novembro passado, quando jovens de diversos municípios baianos tiveram a oportunidade de debater problemas globais, atuando como diplomatas. Um dos participantes foi o itabunense Igor Bastos, que teve sua história contada pelo PIMENTA (relembre).

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.