Bahia registra saldo de empregos formais em fevereiro || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia gerou, em fevereiro, 6.249 postos de trabalho com carteira assinada. Foram contabilizados 79.199 contratações e 72.950 demissões, conforme dados divulgados nesta quarta-feira (27), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. Trata-se do segundo mês seguido com saldo positivo.

Com o resultado do segundo mês do ano, a Bahia passou a contar com 2.061.843 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,30% sobre o quantitativo do mês anterior. Salvador registrou um saldo de 4.741 postos de trabalho celetista.

No mês passado, quatro dos cinco grandes grupamentos de atividades econômicas registraram saldo positivo de postos de trabalho com carteira assinada. O segmento de Serviços (+3.114 vagas) foi o que mais gerou postos dentre os setores. Em seguida, Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+1.257 postos), Construção (+884 empregos) e Indústria geral (+839 vagas).

BRASIL

No mês, o Brasil computou um saldo de 306.111 vagas, enquanto o Nordeste registrou 10.571 novos postos – representando variações relativas de 0,67% e 0,14% comparativamente ao estoque do mês anterior, respectivamente. Dentre as 27 unidades federativas do país, apenas três não apontaram crescimento do emprego celetista em fevereiro deste ano.

Em termos absolutos, com 6.249 novos vínculos formais, a Bahia ocupou a primeira posição na geração de postos entre os estados nordestinos no mês. Dentre os todos estados, ficou na décima colocação. Em termos relativos, com variação percentual de 0,30%, situou-se na segunda posição no Nordeste.Leia Mais

Nascimentos no Brasil nos últimos anos
Tempo de leitura: 2 minutos

O Brasil registrou 2,54 milhões de nascimentos em 2022, uma queda de 3,5% em relação a 2021, quando o número foi de 2,63 milhões. Este é o quarto recuo consecutivo no total de nascimentos do país, que chegou ao menor nível desde 1977. Nordeste (-6,7%) e Norte (-3,8%) tiveram os recuos mais intensos. Os dados são das Estatísticas do Registro Civil, divulgadas nesta quarta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A série histórica foi iniciada em 1974.

 

Em 2018, o Brasil havia registrado 2,89 milhões de nascimentos. Em comparação com a média dos cinco anos anteriores à pandemia de COVID-19 (2015 a 2019), há uma diminuição de 326,18 mil nascimentos, ou 11,4%. “A redução da natalidade e da fecundidade no país, já sinalizada pelos últimos Censos Demográficos, somada, em alguma medida, aos efeitos da pandemia, são elementos a serem considerados no estudo sobre a evolução dos nascimentos ocorridos no Brasil nos últimos anos”, explica a gerente da pesquisa do IBGE, Klívia Brayner.

Ao todo, 2,62 milhões de nascimentos foram registrados em 2022, sendo que 2,54 milhões são relativos a crianças nascidas em 2022 e registradas até o primeiro trimestre de 2023, em conformidade com a legislação, enquanto outros 78,7 mil registros foram de nascimentos que ocorreram em anos anteriores ou com ano de nascimento ignorado.

Todas as regiões apresentaram queda nos registros de nascimentos ocorridos em 2022. Porém, o percentual foi superior à média nacional no Nordeste (-6,7%) e no Norte (-3,8%). Sudeste (-2,6%), Centro-Oeste (-1,6%) e Sul (-0,7%) completam a lista. Dentre os estados, a Paraíba apresentou a maior queda (-9,9%), seguida pelo Maranhão (-8,5%), Sergipe (-7,8%) e Rio Grande do Norte (-7,3%). Santa Catarina (2,0%) e Mato Grosso (1,8%) foram os únicos estados que apresentaram aumento de registros de nascimentos.

MESES COM MAIS E MENOS NASCIMENTOS

Março foi o mês com mais nascimentos, com 233,17 mil, seguido por maio (230,79 mil), enquanto outubro teve o menor número, 189 mil. “Esse comportamento confirma a tendência de anos anteriores de um maior volume de nascimentos ocorridos no primeiro semestre do ano, especialmente no mês de março”, afirma a pesquisadora.

Na análise dos registros de nascimentos ocorridos em 2022, de acordo com a idade das mães, a pesquisa confirma a tendência de mulheres tendo filhos mais tarde, embora a predominância ainda seja na faixa de 20 a 29 anos (49,2%). Entretanto, em 2010, esse percentual era de 53,1%. A tendência de queda na faixa de menos de 20 anos também se manteve: o percentual, que era de 18,5% em 2010, foi para 13,2% em 2021 e caiu para 12,1% em 2022.

Justiça determina desocupação irregular em Morro de São Paulo || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A Justiça Federal de Ilhéus determinou a imediata desocupação e interdição de 17 imóveis localizados próximos do Morro da Mangaba, na Segunda Praia de Morro de São Paulo, na Ilha de Tinharé, em Cairu. A decisão deve ser cumprida pela Prefeitura e União em até 30 dias. Laudo pericial produzido pelo Ministério Público Federal (MPF) indica alto risco de deslizamento de blocos rochosos no local.

A decisão liminar também fixa multa de R$ 10 mil para cada imóvel não desocupado e interditado no prazo estipulado. A justiça acatou uma ação civil pública ajuizada pelo MPF em 2021.

Na ação, o MPF relata a omissão dos entes federal e municipal em adotar providências concretas para mitigar riscos de desabamento de blocos de falésias situadas em Morro de São Paulo, seja mediante a devida capacitação da defesa civil municipal (com criação de protocolos de alerta e planos de contingência), seja por meio da fiscalização efetiva da ocupação do território municipal.

A apuração demonstrou a existência de ocupações desordenadas e irregulares em áreas da União e nas proximidades de falésias, onde há riscos de deslizamentos. A região está inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) das Ilhas de Tinharé e Boipeba.

Em fevereiro deste ano, o MPF anexou ao processo laudo pericial produzido por engenheiro civil do órgão. O documento constatou a “extrema urgência” da evacuação e desocupação de imóveis localizados no sopé do Morro da Mangaba e áreas próximas, tendo em vista a ineficácia e a insuficiência de sistemas de alerta ou planos de contingência que venham a ser criados, no caso de ruptura abrupta de algum bloco na falésia.

NENHUMA MEDIDA PRÁTICA

De acordo com o laudo, mesmo após a concessão de tutela de urgência, há mais de um ano, para que fossem adotadas providências efetivas para a desocupação dos locais em situação de risco e para que a prefeitura não concedesse alvará de construção e funcionamento a tais locais, “nenhuma medida prática (mais efetiva) foi adotada”.

Com base no parecer técnico, o MPF requereu a concessão de tutela de urgência complementar. Em 6 de março, foi proferida nova decisão judicial que obriga a União e a Prefeitura de Cairu a realizarem a desocupação e interdição dos imóveis em situação de risco no prazo de 30 dias.

Leia Mais

Arieldon Oliveira foi encontrado morto nesta quarta-feira (27)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um homem foi encontrado morto, deitado numa rede, no interior da residência onde morava, nesta quarta-feira (27), no bairro Mangabinha, em Itabuna. O tecnólogo em radiologia Arieldon Santos Oliveira, de 44 anos, era prestador de serviço na Unidade de Hemodinâmica do Hospital Calixto Midlej Filho, de Itabuna,  e também trabalhava no Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus.

Arieldon Santos vinha enfrentando complicações de saúde nos últimos dias. Recentemente, ele queixou-se de uma dor na panturrilha. A região do corpo ficou roxa. Ele fez exames e tratamento médico. Teve suspeita de trombose. Internado no Hospital Calixto Midlej Filho, apresentou melhoras e recebeu alta médica depois de apresentar evolução no quadro clínico.

O tecnólogo em radiologia era considerado um profissional dedicado e prestativo. Colegas relatam que o profissional era uma pessoa muito amiga, que não criava obstáculo quando solicitado. “Era profissional que pensava sempre em ajudar o próximo. Estava sempre disponível para a urgência e emergência na Unidade de Hemodinâmica. Era carismático, alegre, brincalhão. Nunca deixava um colega na mão”, conta a enfermeira Érica Santos da Silva.

O corpo de Arieldon Santos foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica de Itabuna (DPT). Solteiro, ele deixa dois filhos e uma neta. O velório ocorre na noite desta quarta-feira, na funerária Santa Fé, situada à lateral do Cemitério Campo Santo, no bairro Pontalzinho. O sepultamento será nesta quinta-feira (28). Atualizado às 19h35min para inclusão de informação.

Prazo de descontos do Regulariza Itabuna termina nesta quinta-feira (28)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Contribuintes em débito com o município podem quitar dívidas de IPTU e demais tributos até esta quinta-feira (28), quando poderão usufruir dos benefícios do Programa Regulariza Itabuna.

Segundo a Prefeitura, podem ser negociados os débitos fiscais em conformidade com os seguintes critérios: 100% de desconto a incidir sobre os encargos de juros e multas de mora e de infração para pagamento em até três parcelas; 80% de desconto, quando o pagamento for efetuado em cinco parcelas; 60% de desconto para operação em até 10 parcelas; e 40%, quando efetuado em até 24 parcelas. Há, também, a opção do acerto em 36 vezes, com 20% de redução.

A Prefeitura oferece vantagens com base na Lei Municipal nº 2.643. A legislação estabelece que o valor mínimo de cada parcela não poderá ser inferior a R$ 50 para pessoa física e microempresário individual; de R$ 100 para microempresa e empresa de pequeno porte, optantes do Simples Nacional; e R$ 500 para os demais contribuintes.

Para usufruir dos benefícios, a formalização do pedido deverá ser feita no Departamento de Tributos da Secretaria da Fazenda e Orçamento até amanhã (28), das 8h às 14h. Já o pagamento da parcela única ou da primeira parcela deverá ser efetivada em até cinco dias da assinatura do Termo de Adesão.

Diego fugiu após ser alvo de operação do MP-BA e da SSP-BA, nesta quarta (27)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O soldado da Polícia Militar Diego Kollucha Santos Vasconcelos, principal suspeito de matar a gerente de um mercado, Juliana de Jesus Ribeiro, de 30 anos, em Saubara, no Recôncavo Baiano, fugiu do Batalhão da Polícia Militar, localizado em Lauro de Freitas, nesta quarta-feira (27), logo após ser alvo da Operação Sangue Frio (veja aqui).

Segundo a Polícia Militar, uma operação para prender o soldado, que é suspeito de cometer outros dois homicídios na região de Feira de Santana, está em curso. Na operação de hoje, as autoridades policiais cumpriram novo mandado de prisão preventiva contra o réu, pouco antes da fuga.

O soldado estava preso desde outubro passado, quando o Ministério Público da Bahia e as forças de segurança do estado deflagram a Operação Salobro, que investiga a participação de cinco policiais militares, inclusive Diego, em uma quadrilha acusada de execuções e extorsão (relembre).

Equipe responsável pela captação de órgãos no HRCC, em Ilhéus || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Brasil tem mais de 40 mil pessoas aguardando doação de órgão para transplante, segundo o Ministério da Saúde. Por isso, apesar da disponibilidade de órgãos para doação ser acompanha pela dor de um ente querido, quando uma família decide se tornar doadora, a esperança de continuidade de uma ou mais vidas se renova. É a consciência dessa relação que motiva profissionais de saúde de todo o País a se dedicarem ao cuidado de pacientes à espera de transplante e ao delicado e complexo procedimento de coleta e conservação de órgãos doados.

Não é diferente na Bahia, onde cerca de três mil pessoas aguardam doação de órgãos, diz a enfermeira Naama Ramos e Silva, da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus. A profissional revelou que, no domingo (24), a unidade fez a primeira captação múltiplos órgãos de 2024.

“Isso, com certeza, transformou a vida de muitas famílias. Espero que a gente continue tendo êxito em nossos protocolos de captação para ajudar a diminuir a fila de espera por transplante”, acrescentou.

TOP 10

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em 2023, pelo segundo ano consecutivo, o Costa do Cacau liderou a captação de córneas no sul da Bahia e ficou no Top 10 do ranking estadual.

O desempenho de destaque na saúde baiana só foi possível graças ao trabalho da equipe habilitada para atuar na captação de órgãos, formada pelos enfermeiros Naama Ramos e Silva, Názio Santana da Silva, Kamayura Vasconcellos, João Henrique Araújo Andrade (gerente de Enfermagem), Vânia dos Santos Oliveira, Hercília Bonfim da Silva e Jessica de Jesus Silva.

Homem foi preso em outro ônibus da mesma linha || Foto ilustrativa/Bruno Samuel
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Militar prendeu um homem suspeito de assaltar passageiros de ônibus que faz a linha Salobrinho (Uesc)/Centro, em Ilhéus. De acordo com a 70ª Companhia Independente (CIPM), responsável pela prisão, ele teria cometido outro crime, um furto no Assentamento Frei Vantuir, às margens da BR-415, pouco antes de ser detido.

O assalto ao ônibus ocorreu na noite de segunda-feira (25), quando estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) voltavam para casa após a aula. O suspeito foi preso ontem (26), em outro ônibus da mesma linha, que foi interceptado pelo policiais militares próximo à entrada de Ilhéus.

Com o homem, os policiais apreenderam balança de precisão, maconha, celular, perfumes que teriam sido furtados no Assentamento, carregador de pistola e 18 munições. A guarnição apresentou o suspeito e o material apreendido à Polícia Civil.

Panorâmica de Ilhéus com a Catedral de São Sebastião em destaque || Foto José Nazal
Tempo de leitura: 3 minutos

 

 

Os clubes que brotaram, até agora, do território-marca de 1534 buscam nos seus nomes de batismo prestígios copiados extraterritorialmente, como Colo-colo, Flamengo, River, Vitória, e agora, um Barcelona menor

 

 

Sérgio Barbosa || serbarsil@gmail.com

A capitania dos Ilhéus foi reconhecida desde 1534 como promissor território capaz de gerar riquezas, uma vez povoado e explorado economicamente. Primeiramente com a cana de açúcar posteriormente com o cacau atravessou quatro séculos e ainda, hoje, agrega possibilidades com a indústria e os serviços da cultura e do turismo. O perfil de atividade econômica, daquele local, foi se ampliando na medida que o processo cultural da civilização foi compreendendo, em etapas ou eras, novas formas de ocupar e explorar o território nas suas potencialidades.

Sem dúvidas que foi a era da agri(cultura) cacaueira que, até agora, mais se expressou como perfil da cultura do território posto que se enraizou, também, na literatura e deu contornos saborosos ao locus com o imaginário da sensualidade e do amor de dois migrantes que se fundiram como uma explosão de sexo, pleno de liberdades e libertinagens num tempo de profunda rigidez social. Uma trama, do diabo que os deuses do cacau – theobroma – abençoaram.

O forjador dessa fundição, um grapiúna de raiz, deu sabores picantes ao território capaz de chamar a atenção do mundo por mais de século para essa terra de felicidade sem fim, cheia de histórias de amor, experiências, picardia e esperanças…

Jorge Amado, Gabriela e Nacib formaram um triângulo, longevo, rico de nuances que poderá impulsionar por mais outros séculos quem queira navegar nesta fórmula capaz de estimular curiosos amantes e consumidores a se interessar pela produção dessas terras de possibilidades, tal qual a cidade turística de Verona na Itália, que perdura no imaginário dos visitantes na sombra dos amantes Romeu e Julieta.

Assim percebeu, no seu tempo, um outro “imigrante suíço” – Hans Schaeppi – que, nos anos 1970/80, se consagrou ilheense, dentre outros feitos, ao batizar sua fábrica de chocolates com a marca raiz ILHEUS e “linkar” sua produção picante de marcas “Cacau do Nacib” e “Flor da Gabriela”.

Um marketing positivo para o território, invocando um registro de 1534 e abrindo vetores futuros de exploração de outras marcas como átomos dinâmicos de bom comércio e bons frutos. Hans Schaeppi estava bem posicionado no seu tempo e com ampla visão de um mentor de desenvolvimento para o território, mas parece não ter conquistado, ainda, bons seguidores no seu exemplo.

Assim dito, a cultura futebolística ilheense parecer ter inspiração inversa ao “suíço-Ilheense”, pois os clubes que brotaram, até agora, do território-marca de 1534 buscam nos seus nomes de batismo prestígios copiados extraterritorialmente como Colo-colo, Flamengo, River, Vitória, e agora, um Barcelona menor, cuja única identidade com a Catalunha, penso, é nenhuma e se apoia tão somente de momento do clube catalão ou talvez no desenho das bandeiras das cidades. E só.

Lastimável exemplo de demarketing territorial, e ausência de pertencimento, pois, uma vez crescendo o futebol desse clube, seus êxitos serão sempre remetidos a lembranças da cidade catalã que nem patrocina, sequer, nosso suor atrás da bola. Colherão, eles, os frutos sem plantá-los nem os regar.

Parece não ser razoável nem inteligente que a cultura das instituições ilheenses, de quatro centrão, se acomode com esses desperdícios de exposição que a mídia futebolística oferece, e, que o Itabuna, o Ceará, o Fortaleza e o Bahia desfrutam, muito bem, capitalizando suas marcas-territórios ao seu locus de berço.

Assim procedeu a indústria vinícola europeia, no século passado, a criar regras restritivas chamadas de “denominação de origem” vinculando as marcas dos seus “terroirs” com suas vinícolas. Cartão vermelho para qualquer um mortal que se atreva, doravante, a produzir um espumante de vinho com o rotulo de Champanhe exclusividade daquela região francesa que os deuses do comercio passaram a chancelar. É a mesma bebida que as corridas automobilísticas faz-nos beber como sinônimo de êxito e por elas pagar.

Oxalá os orixás nos ajudem a não permitir que os deuses do futebol não se motivem da mesma maneira das vinícolas e venham a exigir royalties pelo batismo-indevido ao nosso clube ilheense quando este se sagrar campeão.

Quem sabe se nossos orixás se unirem e lançarem fagulhas de criatividade e incendiarem, de espíritos “Schaeppianos” misturando à larva “Amadiana”, as novas lideranças dos traders Ilheensi de modo que doravante estejam vigilantes criando talvez um Ilheus-Theobroma F.C., uma SAF de uso múltiplo e arrendado a novos investidores na nossa Capitania. Uma ideia, bem-humorada, picante de desdobramentos e cheiro de século XXI.

Sérgio Barbosa é ilheense de coração nascido em Salvador.

Juliana foi morta ao deixar mercadinho onde trabalhava, em Saubara || Foto Redes Sociais
Tempo de leitura: 2 minutos

A Justiça recebeu denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o soldado PM Diego Kollucha Santos Vasconcelos, acusado de executar Juliana de Jesus Ribeiro, de 30 anos, no dia 23 de maio de 2023, em Saubara, no Recôncavo Baiano. O militar está preso no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas, desde outubro passado, quando foi um dos cinco alvos da Operação Salobro, que investiga a participação de policiais militares em uma quadrilha acusada de execuções e extorsão no interior do estado.

A decisão da Vara Criminal de Santo Amaro que tornou o PM réu foi publicada nesta terça-feira (26). A Justiça também expediu mandados de busca e apreensão e prisão preventiva contra o soldado, cumpridos hoje (27), pela Operação Sangue Frio, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do MP-BA e da Força Correcional Especial Integrada da Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA).

EXECUÇÃO

Segundo a denúncia do MP, imagens registradas por câmeras de segurança da via pública onde aconteceu o assassinato mostram que o soldado executou a vítima, disparando tiros de armas de fogo contra Juliana, já rendida, totalmente indefesa, de costas para seu executor. Conforme laudos policiais, Juliana foi atingida diversas vezes à queima roupa na cabeça, face, tórax, abdômen e braços.

“As evidências e provas do inquérito policial demonstram que o denunciado planejou, premeditou e executou a ação que culminou na morte de Juliana de Jesus Ribeiro”, afirma o Gaeco na denúncia.

Trezes dias antes da execução, o denunciado foi visto observando a rotina da vítima, percorrendo o mesmo percurso e fazendo as mesmas ações que foram levadas a cabo na data do homicídio, segundo o MP.

A investigação apontou que, por volta das 19h30min do dia do crime, Diogo Kollucha e um comparsa, ainda não identificado, renderam a vítima quando ela saía do trabalho, um mercadinho de Saubara, com técnicas semelhantes às de abordagem policial, obrigando-lhe a por as mãos na cabeça e a ficar de costas para eles. Ainda conforme a denúncia, o soldado alterou as placas do veículo utilizado no crime com a finalidade de dificultar a investigação.

Na decisão que determinou a prisão preventiva para garantia da ordem pública, a Justiça aponta haver fortes indícios probatórios de que o PM “praticou, em ação meticulosamente premeditada, homicídio qualificado, através de recurso que dificultou a defesa da vítima”.

Dentre as vagas desta quarta-feira (27), há oportunidade para professor || Foto UVA
Tempo de leitura: 3 minutos

Três dos principais municípios das regiões sul e sudoeste trazem total de 108 vagas de emprego e Jovem Aprendiz nesta quarta-feira (27). Com intermediação do SineBahia, há 37 vagas em Itabuna, 14 em Ilhéus e 57 em Jequié.

Para hoje, há vagas para vendedor pracista, motorista de ônibus rodoviário, capoteiro, recepcionista de hotel, eletricista de manutenção industrial, professor de Português, pizzaiola e fiscal de caixa, além de Jovem Aprendiz, dentre outras.

Para cadastrar-se e disputar vaga, o candidato deve procurar o SineBahia, sempre munido de carteiras de Identidade e de Trabalho, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. O atendimento é assegurado a quem chega à unidade até as 15h30min, mas a recomendação é ir o quanto antes.

O SineBahia de Itabuna fica no andar superior do Shopping Jequitibá, na Avenida Aziz Maron (Beira-Rio), no Góes Calmon. A unidade de Jequié atende na Avenida Octávio Mangabeira, no Mandacaru. Para quem vai procurar a unidade ilheense, o endereço é a Rua Eustáquio Bastos, ao lado do Mercado do Artesanato, no Centro. Clique em Leia Mais e confira todas as vagas.

Leia Mais