Tempo de leitura: < 1 minuto

Cinco anos de tentativas depois, finalmente o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) reconheceu o direito de dona Edna Oliveira Melo, 48 anos, à aposentadoria (na verdade, Benefício de Prestação Continuada). Dona Edna tem úlcera crônica na perna e hoje passou por mais uma perícia do INSS em Itabuna.

Foram várias.

Em cada uma delas, um sonho seguido de frustração. Hoje foi diferente. Desta vez, o perito atestou a incapacidade da senhora que sobrevive (?) com apenas R$ 100,00 por mês, dinheiro conseguido – com muito sacrifício – com a venda de papelão e outros materiais recicláveis.

Dona Edna passou pela perícia há pouco. O INSS já forneceu à catadora de papel nome do banco e a agência onde receberá, todo mês, o seu benefício previdenciário. Quem acompanha o Diário Bahia e o Pimenta, conheceu a realidade desta mulher em narrativas emocionantes (o jornalismo cidadão está aí para cumprir o seu papel) da repórter Celina Santos.

Finalmente, reconheceram as dificuldades de dona Edna e, melhor que isso, o seu direito ao benefício. O dinheiro não é grande coisa se comparado à realidade de tantos outros, mas para a catadora de papel e mulher com M assim, maiúsculo, dará a segurança necessária para a compra de remédio e uma vida um pouco mais tranquila – ou menos sofrida.

Atualizado às 12h42min 10/09

Tempo de leitura: 2 minutos
.
Será desta vez, Dona Edna? Só o deus INSS nos dirá...

Você se lembra da história de Edna Oliveira Melo, a mulher de 48 anos que tem uma úlcera crônica na perna e tenta, desde 2004, um amparo do INSS? Pois é. Nesta quarta-feira (9), ela se submeterá a mais uma perícia médica no INSS, às 11h40min.

Desta vez, Dona Edna passou por uma assistente social do próprio INSS, profissional que elaborou relatório atestando a condição socio-econômica da mulher. Ela sobrevive com menos de R$ 100,00 por mês, dinheiro obtido com a venda de material reciclável.

Ultimamente, porém, pouco tem se deslocado para procurar o material. Motivo: O médico que a está acompanhando (voluntariamente, é bom frisar), Dr. Rebouças, foi taxativo ao dizer que ela precisa de repouso para conseguir uma melhora no seu quadro.

O laudo de Dr. Rebouças, atestando a incapacidade de Dona Edna para o trabalho, está anexado à documentação que ela apresenta ao INSS, assim como o parecer da Secretaria de Assistência Social de Itabuna, setor que já lhe concedeu, inclusive, o direito à gratuidade no transporte, por considerá-la deficiente.

Com tantas provas em mãos, resta agora saber se o perito terá bom senso e concederá ou não o direto a um amparo da Seguridade Social. Esse benefício, aliás, é crucial para que Dona Edna compre os remédios que podem lhe garantir dias sem dor e o tão esperado alívio após tantos anos de enfermidade.

Confira o drama de Dona Edna aqui e aqui.

Tempo de leitura: 2 minutos
.

O drama de Dona Edna Oliveira Melo, 48 anos, pôde ser acompanhado aqui no Pimenta em excelente artigo da jornalista Celina Santos, do Diário Bahia. Esperava-se que a via-crúcis da mulher que vive há seis anos com uma úlcera crônica na perna tivesse fim hoje. Não teve.

Há quase cinco anos ela recorre ao INSS na esperança do auxílio-doença. A perícia nega o benefício, apesar da úlcera e das dificuldades mais do que visíveis de Dona Edna. Hoje, foi à agência da Previdência Social e não conseguiu atendimento.

Na agência local do INSS, foi informada que deverá aguardar uma visita de assistente social da Previdência. Só após a visita da assistente é que poderá ser submetida a nova avaliação de peritos do órgão.

E aí, outro martírio. A agência de Itabuna não possui assistente social. Uma profissional da área chegará somente em setembro. O fato da mulher já ter sido submetida a uma visita e análise de uma assistente social da prefeitura não ajudou em muita coisa.

A frustração de Dona Edna aumenta ainda mais à medida que a perícia, prevista para as 16h do dia 22, fora marcada pela Secretaria de Assistência Social de Itabuna. Era só chegar e fazer a avaliação para, então, saber se teria, enfim!, direito ao auxílio-doença.

A alegação do INSS, agora, é que a senhora, antes da perícia, precisa passar por uma avaliação sócio-econômica feita pela assistente social. Só que este trabalho foi feito pelo município, também apto para este tipo de avaliação. Trabalho, aparentemente, descartado.

A isso tudo, junte-se o fato de que Dona Edna já passou por duas avaliações que indicam a sua incapacidade para o trabalho. Até aqui, realmente, não dá para entender a situação a que está sendo submetida a catadora de papéis e outros materiais recicláveis.

Nesta quinta-feira, às 8h, Dona Edna retornará à agência do INSS para ver se consegue uma resposta definitiva. Alguém, finalmente, vai se compadecer da situação desta mulher ou será mais uma vítima (e de novo) dos burocratas do órgão?

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Mas hoje, 7 de abril, Dia do Jornalista, vamos exaltar os mágicos resultados do trabalho feito com compromisso. Aquele que permite ver a alegria de uma mulher aposentada após penar por anos com uma doença crônica e saber que um texto seu contribuiu com tal resultado.

 

Celina Santos

Em plena era da liberdade de expressão, o jornalista não pode fazer perguntas alusivas a assuntos de interesse público? Precisa mesmo responder de forma grosseira quando algo provocou constrangimento em nossas autoridades? Que democracia é essa, para vermos exaltação ao tempo em que não se podia formar um grupo de amigos no meio da rua para bater o bom e velho papo?

Desculpem o desabafo, mas é doloroso ver um companheiro de trabalho apurar um fato o dia inteiro, com RESPONSABILIDADE, para dar a notícia ao vivo no dia seguinte e ver duas pessoas saltarem em frente à câmera berrando que aquele veículo era lixo.

Como assim? O trabalho exercido há anos, com toda dignidade, não merece atenção e respeito? Eis um exemplo recente em Itabuna, sul da Bahia, mas sabemos de acontecimentos semelhantes em vários estados, Brasil afora. La-men-ta-vel-men-te!

Esta semana, vimos uma manifestação pública pelas tão perigosas redes sociais fazendo piada com o passado de uma jornalista que fora presa grávida, por três meses, durante a Ditadura Militar (sem eufemismos, por favor!). Parte desse tempo, testemunhou, na companhia nada aprazível de uma cobra.

A ironia recordando o tal episódio na prisão deu-se um dia após a profissional exercer a liberdade de criticar uma autoridade (sim, posição conferida pelo voto popular a cada quatro anos). A vontade é ralhar: “seus pais não lhe deram educação?”. Opa …

É triste ver que o trabalho sério daqueles que buscam averiguar os fatos antes de noticiá-los (sim, eis um dos papéis do verdadeiro jornalista) relegado à suspeita de “fake” (termo norte-americano para designar o que é falso). Tudo aquilo que não cabe num legítimo veículo de comunicação, vale reiterar.

O mais perverso é ver tantas pessoas acreditando no que leem por aí; colocando a própria saúde e/ou o bem-estar dos filhos em risco; alguns até confessando que não se informam pelos canais onde haja jornalistas (diferente dos que espalham boatos, pois a esses cabe apenas o velho termo fofoqueiro).

Mas hoje, 7 de abril, Dia do Jornalista, vamos exaltar os mágicos resultados do trabalho feito com compromisso. Aquele que permite ver a alegria de uma mulher aposentada após penar por anos com uma doença crônica e saber que um texto seu contribuiu com tal resultado.

Aqui falamos de dona Edna Oliveira Melo. Lembram dela? (Essa história foi tornada pública em 2009, a partir de um texto assinado por esta que vos escreve e logo abraçada pelos colegas jornalistas em Itabuna. No ano passado, em tempos de pandemia, ela seguiu para outro plano).

E a alegria de alguém que encontra um familiar desaparecido, quando foi vista a imagem dele em uma reportagem escrita ou em vídeo? Ou a festa quando entrevistamos um centenário ou centenária, dali colhendo lições de vida que não têm preço…?

Eu poderia citar (com licença para encerrar na primeira pessoa do singular) “n” exemplos, mas fico por aqui celebrando nossa valorosa profissão. Ao mesmo tempo, rogando para prevalecer na sociedade a certeza de que são maioria, sim, aqueles a honrar nossa profissão.

Celina Santos é chefe de redação do Diário Bahia e, concursada, integra a assessoria da Câmara de Itabuna. Formada em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Uesc; Jornalismo pela UniFTC; e pós-graduada em Jornalismo e Mídia pela então FacSul (Unime).

Tempo de leitura: 3 minutos

Celina Santos

.

As cenas da novela das oito, mostrando a sociedade indiana dividida entre pessoas de casta e pessoas sem casta (os dalits), causam repulsa em muitos telespectadores. Naquele país é visível o preconceito que relega aos extremamente pobres a condição de mera poeira. Mas seria hipocrisia não reconhecermos que aqui no Brasil também temos os nossos dalits. Assim como na Índia, por aqui eles somam milhões. Na prática, são discriminados de inúmeras formas, enquanto na teoria têm o amparo do artigo 5º da Constituição, que apregoa: Todos são iguais perante a lei.

Em Itabuna, Sul da Bahia, um exemplo gritante dessa condição é a vida de Edna Oliveira Melo (foto), de 48 anos, moradora do bairro Fátima. Em primeiro lugar, ela é dalit diante da casta dos Beneficiários dos Planos de Saúde. Porque não tem dinheiro para custear um tratamento adequado contra a úlcera crônica que traz na perna há mais de seis anos.

O resultado da enfermidade é que essa mulher se arrasta pelas ruas, convivendo dia e noite com o fantasma da dor. Esse fantasma a acompanha até o posto médico, quando vai fazer curativo, até a farmácia, quando busca um analgésico qualquer, até qualquer canto da rua, onde haja uma garrafa pet que possa vender.

Diante da casta das Madames, que podem comprar uma calça jeans por 1500 reais, Dona Edna talvez seja mesmo tratada como poeira. Porque sobrevive com menos de 100 reais por mês, graças à venda do material reciclável que consegue catar. Isso, é claro, quando a dor lhe permite dar algum passo.

Dona Edna é dalit até mesmo diante da casta dos Empregados com Carteira Assinada, porque a vida inteira trabalhou em subempregos e nunca pôde contribuir para assegurar sua aposentadoria, ou um auxílio, um amparo na hora da doença. Tudo isso apesar de pagar impostos desde a hora que escova os dentes.

Hoje, dona Edna, pela enésima vez,

estará diante de um perito do INSS.

__________

Hoje (22), pela enésima vez, essa senhora estará diante de um legítimo representante da casta dos Peritos do INSS. Respaldados pelos poderes do ‘deus’ Previdência Social, eles analisam se a pessoa precisa ou não ser beneficiada com o auxílio-doença de 415 reais.

Incrivelmente, até então, as tentativas junto ao órgão da Seguridade Social foram frustradas. Porém, assim como em todas as oportunidades anteriores, Dona Edna vai para o encontro cheia de esperança. Afinal, foi novamente encaminhada pela secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Itabuna (que já lhe concedeu, inclusive, o direito à gratuidade no transporte por considerá-la deficiente). Além disso, na hora da perícia, terá em punho dois laudos médicos que atestam sua incapacidade para o trabalho.

Cientes dessa história, nós, da casta dos jornalistas (profissionais que sonham em ser olheiros da sociedade), só podemos estar vigilantes. Entretanto, vigilância à parte, fica aqui a torcida para que, desta vez, diferentemente dos dalits da Índia, nossa dalit brasileira não seja tratada como poeira, e sim como uma cidadã que precisa – e é merecedora – de amparo. Fica a torcida para que não seja necessário recorrer à casta dos Procuradores do Ministério Público Federal.

Celina Santos é redatora do jornal Diário Bahia e, no caso em questão, também se sente poeira frente à chaga da desigualdade social.

Tempo de leitura: 2 minutos
Prémio por mérito profissional já foi entregue a 170 educadores em seis edições || Foto Divulgação

Na próxima quarta-feira (16) a Rede FTC concederá o Mérito Educacional FTC 2019 para 26 professores itabuneses e de outras seis cidades do sul da Bahia. O prêmio, criado em 2011 por iniciativa do Conselho Superior Acadêmico da instituição, é concedido em reconhecimento à dedicação, ao empenho e à abnegação de professores e professoras que, ao longo da história, contribuíram para o desenvolvimento regional por meio da Educação.

Segundo o diretor-geral da FTC Itabuna, Kaminsky Mello Cholodovskis, o objetivo é resgatar e preservar a memória da educação regional, homenageando os principais protagonistas na construção da história do ensino no sul da Bahia.

O evento, que chega a sua 7ª edição, marca também as comemorações pelo Dia do Professor, celebrado em 15 de outubro. A entrega do prêmio será no espaço Terceira Via Hall, na Avenida J.S. Pinheiro, bairro Lomanto, às 19h da próxima quarta (16).

HOMENAGEM A LUIZ ALFREDO OMENA

Até o ano passado, 170 professores foram agraciados com a distinção. Este ano, além de conferir a premiação aos 26 educadores indicados pela Comissão Organizadora, a FTC Itabuna também concederá homenagem póstuma à família do professor Luiz Alfredo Cortez de Omena, ex-diretor da unidade falecido em julho de 2017. Estão sendo convidados a participar da solenidade do Mérito Educacional FTC familiares dos homenageados, ex-alunos, autoridades, profissionais de imprensa e líderes regionais ligados a área educacional.

Integrante da Comissão Organizadora, o professor Edmundo Dourado relembra que, em 2011, quando foi homenageado, o Mérito Educacional FTC foi uma surpresa muito agradável. “Eu não acreditava mais que alguém fosse lembrar do velho professor. Nós, os professores, somos sempre verbalizados com importantes, mas não somos realmente promovidos na nossa importância. Eu me encontrei novamente depois de 70 anos de idade e quase 60 anos de atuação como professor”, declarou Dourado.

CONFIRA A RELAÇÃO DOS HOMENAGEADOS

1. Ana Cristina de Oliveira Guimarães (Itabuna)
2. Ana Maria de Mello (Gandu)
3. Cosme Santos Araújo (Canavieiras)
4. Denise de Oliveira Kruschewsky (Ilhéus)
5. Edna Monteiro Gonçalves Novais (Itabuna)
6. Eleuzina Maria Santos Melo (Itajuípe)
7. Elna Ettinger de Menezes (Itabuna)
8. Ilce Tourinho da Silva (Camacan)
9. Janete Nascimento Carvalho (Itabuna)
10.José Geraldo da Silva Ribeiro (Itabuna)
11.Lindóia Coutinho Kruschewisky (Itabuna)
12.Luiz Antônio Teixeira Carilo (Itabuna)
13.Manoel Renato de Souza (Ilhéus)
14.Maria Anália São Mateus (Itabuna)
15.Maria da Conceição Veloso (Itabuna)
16.Maria das Graças Amaral da Silva (Itabuna)
17.Maria Laura Oliveira Gomes (Itabuna)
18.Mariângela Montalvão Souza Oliveira (Itabuna)
19.Marta Regina de Oliveira Sousa (Ubaitaba)
20.Neide Brito da Silva (Itabuna)
21.Nildenice Ramos Costa (Itabuna)
22.Norma Clara Batista Pereira (Itabuna)
23.Rilvan Batista de Santana (Itabuna)
24.Rita de Cássia Conrado Almeida (Itabuna)
25.Shirley Vitória Pinto Leal Costa (Itabuna)
26.Tereza Cristina Galeão Costa Pereira (Itabuna)

HOMENAGEM PÓSTUMA
Professor Luiz Alfredo Cortez de Omena (Ex-diretor da FTC Itabuna)

Tempo de leitura: 3 minutos
Nova lista convoca profissionais para provas e entrevista no HRCC || Foto Clodoaldo Ribeiro

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Administração Hospitalar (IBDAH) divulgou nova lista de convocados para provas objetiva e discursiva e entrevista do processo seletivo do Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus. A lista foi divulgada há pouco e traz a relação de nomes chamados para provas nesta segunda-feira (25).

As provas e entrevistas serão feitas na Faculdade Madre Thaís, na Avenida Itabuna, 1491, em Ilhéus. As entrevistas e provas começaram na última quinta (21). De acordo com o IBDAH, houve grande número de inscritos, o que demandou mais dias para esta segunda fase do processo seletivo.

Os nomes constantes da lista devem se apresentar no horário determinado. Há tolerância máxima de 15 minutos para os horários de apresentação. Clique no “leia mais” e confira a lista e os horários de apresentação.Leia Mais

Tempo de leitura: 16 minutos
Candidatos são convocados

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) divulgou, nesta quarta-feira (20), a relação de candidatos selecionados na fase de análise de currículos no processo seletivo para o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus. Os convocados para a segunda etapa do processo devem fazer prova e entrevista nesta quinta-feira (21) ou na sexta-feira (22), a depender do horário para o qual foi convocado. A lista com os nomes e os horários de apresentação está publicada no “leia mais” abaixo.

De acordo com o IBDAH, os candidatos devem comparecer ao campus da Faculdade Madre Thaís, na Avenida Itabuna, no Centro Empresarial Gabriela, em Ilhéus. Os testes serão aplicados a partir das 7h30min. A lista com os candidatos convocados para provas em outros horários ou dias ainda serão divulgadas pelo IBDAH. Segundo o instituto, o processo seletivo teve grande número de inscritos.

O candidato não deve se esquecer de levar um documento de identificação oficial com foto e a caneta (azul ou preta) e precisa observar o horário e o dia para o qual foi convocado. Quem perder o horário, não terá outra chance. Clique no “leia mais”, a seguir e confira os nomes convocados e o horário para apresentação na Faculdade Madre Thaís.Leia Mais

Tempo de leitura: 4 minutos
Escola oferece aulas gratuitas em Itabuna.
Escola oferece aulas gratuitas em Itabuna.

A Escola Municipal de Trânsito de Itabuna (Emtran) está convocando alunos da 4ª e da 5ª turmas para apresentação de documentos para matrícula. Os documentos devem ser entregues dia 11 ou 12, das 8h às 16h, na sede da escola, na rua Jorge Amado, 25, Bairro Lomanto, ao lado da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran).

São exigidos fotocópia e original do RG, CPF, título de eleitor, comprovante de endereço, histórico ou atestado escolar, carteira de trabalho e contracheque. O início das aulas está previsto para abril.

A escola abrirá duas turmas com aulas no matutino e no noturno, num total de 120 alunos. As aulas ocorrem no período matutino e noturno. Confira a relação de convocados por turma e turno no “leia mais”, abaixo:

Leia Mais

Tempo de leitura: 92 minutos

As secretarias de Administração e de Segurança Pública divulgaram hoje (10), no Diário Oficial do Estado, o resultado das prova objetivas e o provisório da prova subjetiva do concurso para perito da Polícia Civil. O certame oferece 130 vagas para os cargos de peritos criminalístico (40), médico-legal (60), odonto-legal (10) e perito técnico de Polícia Civil (20). As provas são aplicadas pela Fundação Carlos Chagas.
As vagas serão distribuídas entre seis regiões: Grande Regional Recôncavo (21 vagas), Grande Regional Chapada (20 vagas), Grande Regional Mata Sul (26 vagas), Grande Regional Nordeste (23 vagas), Grande Regional Oeste (20 vagas) e Grande Regional Planalto (20 vagas). A remuneração varia de R$ 3.047,14 a R$ 9.173,31.
Confira resultado completo
Leia Mais

Tempo de leitura: 17 minutos
Uesc oferece 800 vagas pelo Sisu neste ano (Foto Jonildo Glória).

O Ministério da Educação divulgou nesta tarde de sexta-feira (13) a primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2012. Os estudantes aprovados deverão comparecer à instituição de ensino para a qual foi aprovado no dia 19 ou 20 de janeiro para fazer a matrícula.
CLIQUE E CONFIRA LISTA DOS SELECIONADOS
Caso não se apresente na universidade ou escola federal para a matrícula, o estudante perderá a vaga. Quem não foi aprovado agora deverá aguardar a segunda chamada do Sisu, prevista para o dia 26.
No sul da Bahia, a única instituição de ensino superior incluída no Sisu foi a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). As vagas são destinadas a quem apresentou bom rendimento no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2011) e se inscreveu no Sisu. No total, a seleção oferece 108.552 vagas em todo o país, sendo 5.298 delas na Bahia.
CLIQUE NO LEIA MAIS E CONFIRA LISTA DOS APROVADOS PARA A UESC
Leia Mais

Tempo de leitura: 8 minutos

As provas objetivas e discursivas do concurso da Secretaria Estadual de Educação (SEC) serão aplicadas no próximo dia 9, às 8h, em 32 municípios-sede de diretorias regionais de Educação (Direcs).

Os locais de prova foram divulgados neste final de semana. De acordo com a SEC, 45.461 candidatos disputam 3.200 vagas. O salário para carga de 20 horas semanais é de R$ 654,32, mais gratificação de R$ 204,02. Clique em “leia mais” e confira os locais de prova em Itabuna e Ilhéus.

Leia Mais

Tempo de leitura: 30 minutos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acaba de divulgar a relação dos deputados estaduais eleitos para o período 2011-2014. Eis a relação completa dos que passam a fazer morada na Assembleia Legislativa baiana a partir do dia 1º de fevereiro de 2011.

Seq. Nº Cand. Nome Candidato Partido / Coligação Qtde. Votos
1 12012 * PDT – PRB / PP / PDT / PT 139.794 (2,06%)
2 11222 * PP – PRB / PP / PDT / PT 113.398 (1,67%)
3 11234 * PP – PRB / PP / PDT / PT 101.816 (1,50%)
4 13123 * PT – PRB / PP / PDT / PT 81.223 (1,20%)
5 13467 * PT – PRB / PP / PDT / PT 79.858 (1,18%)
6 11011 * PP – PRB / PP / PDT / PT 79.137 (1,17%)
7 12345 * PDT – PRB / PP / PDT / PT 75.873 (1,12%)
8 13222 * PT – PRB / PP / PDT / PT 70.322 (1,04%)
9 13444 * PT – PRB / PP / PDT / PT 70.122 (1,03%)
10 20000 * PSC – PMDB / PSC / PR / PRTB 65.930 (0,97%)
11 17700 * PSL – PSL / PSB 65.297 (0,96%)
12 22123 * PR – PMDB / PSC / PR / PRTB 64.935 (0,96%)
13 12393 * PDT – PRB / PP / PDT / PT 63.013 (0,93%)
14 25161 * DEM 62.391 (0,92%)
15 10123 * PRB – PRB / PP / PDT / PT 62.386 (0,92%)
16 25444 * DEM 60.292 (0,89%)
17 13140 * PT – PRB / PP / PDT / PT 59.456 (0,88%)
18 17777 * PSL – PSL / PSB 58.817 (0,87%)
19 13690 * PT – PRB / PP / PDT / PT 58.059 (0,86%)
20 70456 * PT do B – PPS / PSDC / PMN / PRP / PT do B 58.034 (0,86%)
21 25166 * DEM 57.900 (0,85%)
22 13567 * PT – PRB / PP / PDT / PT 57.843 (0,85%)
23 10456 * PRB – PRB / PP / PDT / PT 56.896 (0,84%)
24 13113 * PT – PRB / PP / PDT / PT 55.761 (0,82%)
25 13139 * PT – PRB / PP / PDT / PT 55.721 (0,82%)
26 44333 * PRP – PPS / PSDC / PMN / PRP / PT do B 55.267 (0,81%)
27 13131 * PT – PRB / PP / PDT / PT 53.792 (0,79%)
28 11111 * PP – PRB / PP / PDT / PT 53.224 (0,78%)
29 44111 * PRP – PPS / PSDC / PMN / PRP / PT do B 52.255 (0,77%)
30 65333 * PC do B 52.057 (0,77%)
31 15015 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 50.469 (0,74%)
32 22555 * PR – PMDB / PSC / PR / PRTB 49.854 (0,74%)
33 15600 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 47.298 (0,70%)
34 12700 * PDT – PRB / PP / PDT / PT 47.083 (0,69%)
35 19678 * PTN – PTB / PTN / PTC 46.990 (0,69%)
36 40333 * PSB – PSL / PSB 46.963 (0,69%)
37 20123 * PSC – PMDB / PSC / PR / PRTB 46.796 (0,69%)
38 22220 * PR – PMDB / PSC / PR / PRTB 46.783 (0,69%)
39 25800 * DEM 46.723 (0,69%)
40 15456 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 46.401 (0,68%)
41 15123 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 46.296 (0,68%)
42 11000 * PP – PRB / PP / PDT / PT 45.505 (0,67%)
43 20456 * PSC – PMDB / PSC / PR / PRTB 45.265 (0,67%)
44 70123 * PT do B – PPS / PSDC / PMN / PRP / PT do B 43.937 (0,65%)
45 20890 * PSC – PMDB / PSC / PR / PRTB 43.588 (0,64%)
46 15678 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 43.202 (0,64%)
47 15155 * PMDB – PMDB / PSC / PR / PRTB 42.927 (0,63%)
48 11456 * PP – PRB / PP / PDT / PT 41.346 (0,61%)
49 25111 * DEM 40.992 (0,60%)
50 13678 * PT – PRB / PP / PDT / PT 40.850 (0,60%)
51 12580 * PDT – PRB / PP / PDT / PT 40.666 (0,60%)
52 20777 * PSC – PMDB / PSC / PR / PRTB 39.738 (0,59%)
53 13613 * PT – PRB / PP / PDT / PT 39.254 (0,58%)
54 13234 * PT – PRB / PP / PDT / PT 38.967 (0,57%)
55 13458 * PT – PRB / PP / PDT / PT 38.825 (0,57%)
56 65321 * PC do B 38.463 (0,57%)
57 22333 * PR – PMDB / PSC / PR / PRTB 38.406 (0,57%)
58 19170 * PTN – PTB / PTN / PTC 37.205 (0,55%)
59 65123 * PC do B 36.141 (0,53%)
60 45450 * PSDB 32.625 (0,48%)
61 45670 * PSDB 31.062 (0,46%)
62 19456 * PTN – PTB / PTN / PTC 28.732 (0,42%)
63 43444 * PV 25.932 (0,38%)

— CONFIRA o resultado completo da votação para deputado estadual. Clique em “leia mais”, abaixo.
Leia Mais