Bahia é rebaixado no Campeonato Brasileiro|| Foto Bruno Queiroz/EC Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia lutou muito na última rodada do Campeonato Brasileiro, mas perdeu de virada para o Fortaleza e foi rebaixado para a segunda divisão. O Tricolor de Aço precisava vencer o adversário para seguir na elite e até saiu na frente, com gol de Rodriguinho, mas cedeu empate no final do primeiro tempo.

Mesmo com empate, o Bahia estava se garantindo na série A porque o Juventude não saia do 0 a 0 com Corinthians. O castigo veio aos 32 minutos do segundo tempo, quando o VAR recomendou um pênalti para o Fortaleza, que foi convertido por Yago Pikachu. Logo depois, o Juventude também teve um pênalti assinalado e não perdoou.

Além de Bahia, foram rebaixados Grêmio, que venceu o campeão Atlético Mineiro por 4×3, mas dependia de uma combinação de resultados; Sport e Chapecoense. Esses dois últimos times já estavam rebaixados. Os seis primeiros colocados do Brasileirão deste ano e classificados direitos para a Libertadores são Atlético Mineiro (84 pontos), Flamengo (71), Palmeiras (66), Fortaleza (58), Corinthians (57) e Bragantino (56).

Competição será disputada em Itacaré, no próximo domingo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais de 200 atletas baianos estão inscritos na 1ª Copa Open de Jiu-Jitsu de Itacaré, que será disputada no próximo domingo (12). O evento é promovido pela Academia Jadson Machado de Jiu-Jitsu, com o apoio da Prefeitura de Itacaré e da Federação Baiana de Jiu-Jitsu e MMA.

A competição começa às 9 horas da manhã, na quadra da Pituba, que será palco de um dos maiores eventos de jiu-jitsu da Bahia. O evento também tem caráter beneficente, com a arrecadação de alimentos para famílias carentes. Já estão inscritos atletas das academias e cidades de Uruçuca, Itacaré, Una, Jequié, Ilhéus, Itabuna, Ubatã, Canavieiras, Itajuípe e diversos outros municípios da Bahia, segundo a organização.

A competição terá disputas nas categorias Absoluto Masculino e Feminino, faixas branca Masculino Adulto até 75kg e acima de 75 kg, Azul e Roxa até 75 kg e acima 75 kg, Faixa Branca Feminino até 75 kg e acima de 75 kg 100 prêmio, além de todas as categorias do infantil.

De acordo com o professor Jadson Machado, o objetivo é divulgar cada vez mais o esporte, além de reunir da cidade desportistas de vários municípios da Bahia, possibilitando o intercâmbio e a troca de informações entre os atletas. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, ressaltou que iniciativas como essa contribuem com o estímulo ao esporte, atraindo cada vez mais crianças e jovens e ainda possibilita formar grandes campeões e novos talentos do jiu-jitsu.

Isaquias Queiroz (centro) assina contrato de exclusividade com o Banco do Brasil
Tempo de leitura: < 1 minuto

O canoísta Isaquias Queiroz, de 27 anos, obteve mais uma grande conquista em sua carreira na noite desta terça-feira (7). O jovem do sul da Bahia foi eleito, pela quarta vez, o atleta do ano. Na premiação do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), ele superou o também baiano Hebert Conceição (ouro no boxe nas últimas Olimpíadas ) e Ítalo Ferreira (ouro no surfe).

O Prêmio Brasil Olímpico foi na noite de hoje, no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, Sergipe. A festa de gala teve sua edição de 2021, depois da de 2020 ser cancelada por causa da pandemia, e celebrou a melhor campanha do esporte brasileiro na Olimpíada de  Tóquio-2020.

Isaquias Queiroz foi eleito o atleta masculino do ano pelo COB pela quarta vez em sua carreira (2015, 2016, 2018 e 2021). Com isso, o baiano de Ubaitaba superou a marca de César Cielo, que foi eleito em 2008, 2009, e 2011. O prêmio é concedido pelo COB desde 1999.

MEDALHA DE OURO EM 2020

O canoísta baiano foi medalha de ouro em 2021, nos 1000m da categoria C-1 da canoagem de velocidade na Olimpíada de Tóquio-2020. Isaquias Queiroz já havia conquistado duas medalhas de prata e uma de bronze nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

Prêmio Brasil Olímpico 2021 foi concedido ao Melhor Atleta do Ano, Atleta da Torcida, onde o público votou em seu atleta favorito, Melhor Técnico. Além disso, entregou o Troféu Adhemar Ferreira da Silva para personalidades do esporte que representem os valores que marcaram a vida e a carreira do saltador, como ética, espírito coletivo, eficiência técnica e física, respeito ao próximo e companheirismo, entre outras.

O Brasil Olímpico é a maior premiação do esporte brasileiro, além de prestar homenagens aos principais atletas do passado, personalidades do esporte, treinadores.

Atletas do sul da Bahia são destaque no Brasileiro de Canoagem
Tempo de leitura: 2 minutos

Os atletas do sul da Bahia tiveram mais um dia de festa neste domingo (5). A delegação baiana conquistou mais 22 medalhas no Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, que está sendo realizado no Parque Municipal Paulo Gorski, em Cascavel, no Paraná.

Neste domingo, os atletas da canoagem conquistaram mais oito medalhas de ouro, cinco de prata e nove de bronze. Com isso, subiu para 43 medalhas conquistadas no Campeonato Brasileiro neste fim de semana, no Paraná. Ontem,  a delegação baiana já havia ganhado 21 medalhas, sendo cinco ouro, oito prata e oito bronze.

Nas disputas de hoje, na categoria Mini C1 Infantil Feminino, Lorrane Souza ( AUEC-ACC) ficou com ouro e Ariadne Barreto ( AMC), com a prata. Na C1 menor Feminino, Alana dos Santos (ACC) foi bronze. Na K4 Menor Masculino, o quarteto Tailon Nascimento, Cristian dos Santos, Wevison dos Santos e Kawê Araújo (ACI) ficou com a medalha de prata. O quarteto João Victor  Ferreira,  Yure de Jesus, Ruan Evangelista e Uenderson Coutinho (ACC) ficou com o bronze.

MAIS OURO

Na modalidade C4 Masculino Júnior, a conquista foi dourada com o quarteto Aquila Nascimento, Izaquiel Santos, Edenilton Martinho e Sérgio Gabriel Rosário (AUEC-ACC).  C4 Cadente Masculino, o ouro ficou com o quarteto Rai dos Santos, Gabriel Nascimento, Victor Lucas Máximo e Luís Assunção (AUEC-ACC).  Na modalidade Mini K1 Infantil Masculino, Lázaro dos Santos ficou com o bronze.

Na modalidade Mini C1 Infantil Masculino, os três lugares do pódio foram ocupados por Hiago dos Santos (ACC), Carlos Vinícius dos Santos (AMC) e Maurício Paixão (AUEC-ACC). Na C2 Cadete Feminino, o ouro ficou com a dupla Jeniffer Raela e Adriely Santos (AUEC-ACC).  O terceiro lugar foi para a dupla Isteice de Jesus e Natália de Jesus (AUEC-ACC).
MAIS PÓDIO
A canoagem baiana foi ouro nas categorias C2 Júnior Feminino, com a dupla Evely Gomes e Emmily Santos (ACI); e C2 Sênior, com a dupla Camila Lima e Luciana Costa, e com o quarteto Dalvan Oliveira, Milton Oliveira, Felipe Vinícius Santana, Evandilson Neto (ACC), na C4 Sênior Masculino.
A lista de medalhistas inclui ainda Ellem Thayssa e Tais Paixão (ACI), na categoria K2 Feminino, com o bronze; Luiza Silva e Ianny da Silva (ACI), na C2 Júnior Feminino, com prata; Ueguida Silva e Ludmilly Sthefani (ACC), com bronze, e Nicole de Jesus e Yasmin Araújo (ACI), no K2 Júnior Feminino em dupla, com bronze.
As demais medalhas no Campeonato Brasileiro de Canoagem foram conquistadas pelo quarteto Maicon Santos, Rodrigo Santos, Alberto Júnior e Cleiton Gonçalves (ACI), com prata na categoria C4 Sênior Masculino, e Edivan Santos, José Ramos, Clebson Ribeiro e Helton Silva (AMC), com bronze.

Gilberto marcou os gols da vitória contra o Fluminense|| Foto Felipe Oliveira/E.C. Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia manteve a esperança de seguir na Série A do Campeonato Brasileiro em 2022. Jogando na tarde deste domingo (5) contra o Fluminense (RJ), na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Tricolor de Aço venceu, com dois gols de Gilberto, o time carioca por 2 a 0, e precisa torcer contra Cuiabá e Juventude, que jogam pela 37ª rodada nesta segunda-feira (6).

O Juventude enfrenta o São Paulo, no Morumbi, às 19h. Já o Cuiabá recebe o Fortaleza, às 20h, na Arena Pantanal, no Mato Grosso. Assim como o Bahia, Juventude e Cuiabá têm 43 pontos na série A do Brasileirão. Já o Fortaleza soma 55 pontos e disputa uma vaga direta para a Libertadores de 2022.

O time cearense será decisivo para a permanência do Bahia na série A. Na última rodada, o Tricolor de Aço enfrenta o Fortaleza, na quinta-feira (9), na Arena Castelão. A partida está prevista para as 21h.

Canoístas baianos conquistam 21 medalhas no primeiro dia do Brasileiro de Canoagem|| Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

Os atletas do sul da Bahia deram um show no primeiro dia de provas nas águas do Parque Municipal Paulo Gorski, em Cascavel, no Paraná, neste sábado (4), pelo Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem. A competição é disputada por 380 atletas de diferentes estados.

A delegação baiana conquistou 21 medalhas. São cinco ouros, oito pratas e oito bronze. Na categoria C1 menor Masculino, o ouro foi conquistado por Adalberto Assunção (AUEC-ACC), seguido de Lucas Santos ( ACI) e Tailom Nascimento ( ACI). No C1 Júnior Masculino, o atleta Magno Coutinho (AMC) foi prata e Izaquiel Santos ( AUEC – ACC) bronze.

Na categoria C1 Cadete Masculino, o ouro foi conquistado por Jonata dos Santos (ACC), que foi seguido de Gabriel Nascimento ( AUEC-ACC) e Cauan dos Santos (ACI). No C2 Menor Masculino, a dupla Adalberto Assunção e Diógenes Lopes (AUEC-ACC) ficou com ouro e, Max dos Santos e Guilherme Nery ( AMC) conquistaram a prata. O bronze foi para a dupla Pedro Henrique Silva e Cauan Pimentel ( ACC)

MAIS MEDALHAS

No C2 Cadete Masculino, o ouro foi conquistado pela dupla Jonata dos Santos e Victor Lucas Máximo ( ACC). A prata ficou com Gabriel Nascimento e Luiz Fernando Assunção (AUEC-ACC) e o bronze com Cauan Ivo dos Santos e Andrique Santos (ACI). No C2 Júnior Masculino, a delegação baiana conquistou prata com a dupla Izaquiel Santos e Edenilton Martinhos (AUEC-ACC) e o bronze foi para Aquila Nascimento e Sérgio Gabriel (ACC).

Na categoria C2 Sênior Masculino, a dupla Filipe Vinícius Santana e Evandilson Avelar (ACC) faturou o ouro. A prata ficou com Dalvan Oliveira e Milton Oliveira (ACC) e, bronze foi conquistado por Mateus Cruz e Diego Nascimento (ACI).

Na categoria K1 Menor Masculino, a medalha de prata foi conquistada por Cristian dos Santos (ACI). No K2 Cadete masculino, a dupla Caio Rosário e Nicolás Ferreira (ACI) ficou com o bronze.

Bahia em casa e fica mais perto do rebaixamento|| Foto divulgação Atlético MG
Tempo de leitura: < 1 minuto

Jogando na noite desta quinta-feira (2), na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Bahia abriu 2 a 0, mas levou três gols em menos de sete minutos e perdeu o jogo para o Atlético Mineiro. Com a derrota por 3 a 2, o Tricolor segue na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos.

A vitória garantiu o título antecipado do Campeonato Brasileiro ao Atlético Mineiro, que chegou aos 81 pontos e não poderá mais ser alcançado pelo Flamengo, que tem 70 pontos a três jogos do fim da edição deste ano da competição nacional. Os gols do Bahia foram marcados por  Luiz Otávio e Gilberto. Os mineiros diminuíram com atacante Hulk, de pênalti. Em seguida, Keno marcou duas vezes e garantiu o título.

O Bahia volta a campo no domingo (5), quando recebe o Fluminense, na Fonte Nova. A partida será às 16h.  O Tricolor encerra a participação no Brasileirão no dia 9, em Fortaleza, contra o time cearense. O Bahia precisa vencer o Fluminense para não ser rebaixado já no domingo.

Bahia vai para zona de rebaixamento|| Foto Felipe Oliveira
Tempo de leitura: < 1 minuto

O que dirigentes, jogadores e comissão técnica e torcida do Bahia temiam aconteceu na noite desta terça-feira (30), no Estádio Alfredo Jaconi, no Rio Grande do Sul. O Juventude venceu o Bragantino por 1 a 0 e empurrou o Tricolor de Aço para zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O time de Caxias do Sul chegou aos 43 pontos.

Com 40 pontos, o Bahia entra em campo na quinta-feira (2), quando fará um jogo atrasado da 32ª rodada do Brasileirão. A partida está marcada para às 18h, na Arena Fonte Nova, contra Atlético Mineiro, líder isolado (78 pontos), que pode torna-se campeão nacional em Salvador.

Além de vencer seus próximos jogos, o Bahia precisa ultrapassar uma das seguintes equipes: Atlhetico Paranaense, que tem 42 pontos; Cuiabá (43), Juventude (43) e Atlético (GO), que chegou aos 44 pontos. Neste momento, o Cuiabá enfrenta o Palmeiras e vai perdendo por 2 a 1.

Jogadores do Bahia comemoram gol de Rodallega|| Foto Heber Gomes
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia lutou até o fim, mas acabou derrotado por 2 a 1 pelo Atlético (GO), na noite desta segunda-feira (29), no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marlon Freitas e Janderson marcaram os gols do Rubro-Negro, enquanto Rodallega descontou para o Tricolor.

O Bahia saiu atrás no placar, chegou a empatar, mas levou um gol aos 48 minutos do segundo tempo. Com a derrota, o Tricolor de Aço estacionou na 16ª colocação, com 40 pontos, a mesma pontuação do Juventude, que nesta terça-feira (30) enfrenta o Bragantino, às 19h, no Estádio Alfredo Jaconi, no Rio Grande do Sul.

Caso vença a partida, o Juventude abrirá três pontos para o Bahia e empurrará o Tricolor para a zona de rebaixamento. O time baiano volta a campo no próximo domingo (5), quando receberá o Fluminense na Arena da Fonte Nova, em Salvador. A partida está marcada para às 16h.

Delegação da Canoagem de Itacaré embarcou no domingo (28)
Tempo de leitura: 2 minutos

Com uma delegação composta por 44 atletas, a Associação de Canoagem de Itacaré (ACI) seguiu, na tarde de domingo (28), para Cascavel (PA), onde disputará o Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem. A competição acontecerá de 2 a 5 de dezembro, no Lago Municipal. A equipe conta com o apoio da Prefeitura de Itacaré e leva na bagagem a força e a experiência de grandes atletas, que neste ano conquistaram várias medalhas em campeonatos na Bahia e outros estados.

Atletas viajaram para o Paraná para o Brasileiro de Canoagem

Na semana passada a equipe de Itacaré conquistou a 3ª etapa do Campeonato Baiano de Canoagem Velocidade, disputada na Orla I de Juazeiro, banhada pelas águas do Rio São Francisco. A competição reuniu cerca de 130 atletas dos municípios de Ubaitaba, Ubatã, São Félix, Itacaré, Maraú e Salvador.

Destaque nacional, a equipe itacareense venceu todas as três etapas do Campeonato Baiano de Canoagem Velocidade disputadas nesse ano. A primeira etapa foi no município de Itapetinga, a segunda na cidade de Itaetê e a terceira em Juazeiro, ambas escolhidas para sediar, pela primeira vez, uma etapa baiana de canoagem velocidade. Em outubro a equipe de Itacaré foi confirmada mais uma vez campeã por equipe da etapa do Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, disputada entre os dias 23 a 25, nas águas do Lago Paranoá, em Brasília.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, desejou sorte à equipe e parabenizou a Associação de Canoagem pelo trabalho que vem desenvolvendo, formando mais atletas e colocando o município no lugar mais alto do pódio. O prefeito destacou que o trabalho desenvolvido pela Associação de Canoagem de Itacaré tem transformado esses atletas em grandes desportistas. Para Anízio, os canoístas são exemplos de superação para crianças e jovens da cidade e motivo de orgulho para todos.

Delegação de Ubaitaba é composta por 38 atletas

Outra equipe do sul da Bahia que embarcou confiante para o Paraná, no final de semana, foi a da Associação Cacaueira de Canoagem. A delegação, que é composta por 38 atletas e três dirigentes, viajou com apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda Esportes da Bahia, Superintendência do Desporto da Bahia (Sudesb) e Prefeitura de Ubaitaba.

Vitória cai para série C do Campeonato Brasileiro|| Foto Bahia Notícias
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais uma página triste na história do futebol baiano. O Vitória perdeu em casa para o Vila Nova e foi rebaixado para Série C do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro chegou à última rodada da série B precisando de uma combinação de resultados para não cair. Isso incluía vencer no Barradão, o que não ocorreu, e torcer pelas derrotas de Londrina e Remo.

O Vitória perdeu de 1 a 0 para o Vila Nova e encerra a sua participação na série B do Campeonato Brasileiro na 18ª colocação, com 40 pontos, quatro a menos que o Londrina, que nesta última rodada bateu o Vasco por 3 a 0.

O Vitória teve um início de série B do Campeonato Brasileiro ruim e, nas últimas rodadas até parecia que iria escapar, mas oscilou muito entre altos e baixos. Mas o clima ruim não foi só dentro das quatro linhas. Jogadores chegaram a reclamar de salários atrasados e o presidente Paulo Carneiro foi afastado por suspeita de irregularidades. Hoje, 5.613 torcedores acompanharam de perto a queda do Rubro-Negro baiano.

Clique aqui para seguir o Pimenta no Instagram

 

Bahia vai para zona de rebaixamento|| Foto Felipe Oliveira
Tempo de leitura: 2 minutos

Lutando pela permanência no Campeonato Brasileiro e com mais de 30 mil torcedores apoiando, o Bahia conquistou, na noite desta sexta-feira (26), em Salvador, uma vitória fundamental. Em confronto direto contra o Grêmio, pela 36ª rodada da competição, o Tricolor de Aço venceu o time gaúcho por 3 a 1, na Arena Fonte Nova.

Com o resultado, o Bahia chegou aos 40 pontos e deixou a zona de rebaixamento, com a mesma pontuação que o Juventude. Enquanto a equipe gaúcha segue na 18ª posição, com 36 pontos. O Tricolor de Aço volta a campo no próximo dia 29, quando enfrenta o Atlético (GO), às 19h, em Goiânia.

INÍCIO EM RITMO ACELERADO

O Bahia começou o jogo em ritmo acelerado, pressionando no ataque desde os primeiros minutos. Não demorou muito e a estratégia surtiu efeito. Aos 12 minutos, Rodriguinho fez o lançamento, que chegou nos pés de Matheus Bahia, o camisa 79 não perdoou e bateu cruzado para o fundo das redes. Ainda rondando o campo ofensivo, o time baiano ampliou a contagem com Raí, depois de um vacilo da defesa adversária, aos 17.

Com a vantagem construída, o Bahia recuou e o Grêmio passou a ter mais a bola. No entanto, a equipe gaúcha encontrou dificuldades para furar a boa marcação do Tricolor de Aço. Na melhor oportunidade gremista, Alisson viu Danilo Fernandes fazer grande defesa, aos 44.

Depois do intervalo, o duelo ganhou em equilíbrio. Borja, aos seis, assustou para o Grêmio. Enquanto Rossi e Gilberto responderam para o time da casa. Já aos 16, o Grêmio voltou ao ataque com Rafinha, que aproveitou uma sobra, após cobrança de escanteio, e soltou o pé, no meio do caminho Thiago Santos fez o desvio providencial para balançar as redes: 2 a 1.

No minuto seguinte, os donos da casa tiveram a chance do terceiro com Gilberto, mas Gabriel Grando fez a defesa. Aos poucos, o ritmo do duelo diminuiu. Mas, já na marca dos 39 minutos, Daniel apareceu na esquerda e bateu colocado para decretar o triunfo do Bahia.

Só um milagre salva o Vitória do rebaixamento || Foto Célio Junior
Tempo de leitura: < 1 minuto

Jogando no Estádio Rei Pelé, em Alagoas, na noite desta segunda-feira (22), o Vitória perdeu por 3 a 1 para o CRB, pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Rubro-Negro segue na zona de rebaixamento, com 40 pontos, e depende de uma combinação de resultados para não ser rebaixado para Série C.

O Vitória só não cairá para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro se vencer o Vila Nova, no domingo (28), e Londrina e Remo tropeçarem. A partida do Rubro-Negro contra a equipe de Goiás está prevista para às 16h, no Estádio Barradão, em Salvador. O Londrina recebe o Vasco e; o Remo, em casa, joga contra o Confiança, que já está rebaixado.

Já o CRB está na disputa por uma vaga para série A do Campeonato Brasileiro de 2022. A equipe de Alagoas está na quinta colocação na tabela, com 60 pontos, atrás de Avaí (61), Goiás (64), Curitiba (64) e Botafogo (68). Os três primeiros colocados já estão com vagas garantidas na elite do futebol brasileiro. Já o Avaí depende si mesmo para voltar à Série A.

Bahia joga mal e fica no empate com o Cuiabá|| Foto Jhony Pinho
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Bahia segue na zona de rebaixamento. Jogando na noite deste domingo (21), na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time não conseguiu sair do 0 a 0 contra o Cuiabá. Com o resultado, o Tricolor de Aço permanece na 17ª posição, com 37 pontos, e o Cuiabá, com 43, ocupa o 11º lugar.

No primeiro tempo da partida, o Bahia teve mais posse de bola, mas não transformou a vantagem em chances claras de gol. O Cuiabá, por sua vez, foi buscando espaços e criou as principais oportunidades de abrir o placar.

Aos 17 minutos, Max aproveitou sobra após escanteio e finalizou de primeira para tirar tinta da trave de Danilo Fernandes, do Bahia. Depois, o meia deu passe para Rafael Gava, que mandou para o fundo das redes, mas o impedimento foi marcado no início da jogada. O time de Mato Grosso seguiu pressionando mais e quase saiu na frente em duas chegadas de Jenison – em uma delas, o atacante cabeceou sozinho, mas para fora.

PAROU NO TRAVESSÃO

Na volta do intervalo, o Bahia se organizou melhor ofensivamente e passou a levar perigo à meta defendida por Walter. Em uma das chegadas, aos 25 minutos, Rossi finalizou rasteiro de fora da área e exigiu boa intervenção do goleiro visitante. Depois, Rodriguinho ganhou de Uillian Correia e chutou de longe, por cima do gol.

Com uma postura diferente da etapa inicial, a equipe do Mato Grosso não deu trabalho para Danilo Fernandes. A última boa chance do jogo, já nos acréscimos, foi do time baiano. Rossi cruzou na medida para Rodallega, que subiu bem e cabeceou no travessão.

Nikão marcou o gol do título
Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de três anos, o Athletico-PR voltou a vencer a Copa Sul-Americana. Em final brasileira, numa partida truncada, o Furacão superou o adversário por 1 a 0. A decisão foi neste sábado (20), no estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai, mesmo local onde também será decidido o título entre Flamengo e Palmeiras, no próximo sábado (27).

Em jogo marcado por poucas chances claras de gol, Athletico-PR manteve sua estratégia de contra-ataque e foi superior nas poucas oportunidades que teve em campo. O único gol da partida foi marcado por um remanescente do título de 2018, Nikão.