Tempo de leitura: < 1 minuto

O afiado Agulhão analisa o metabolismo do governo Newton Lima, que começou com feijão com arroz e agora, segundo Eduardo Anunciação, está com gases.
Aquele “arroz com feijão”
(prefeito, não se enfureça!)
decidiu a eleição,
não há quem não reconheça…
Porém a ninguém mais choca
esse “Governo Minhoca”,
que não tem pé nem cabeça!…

Tempo de leitura: < 1 minuto

A partir desta segunda-feira (30), Carlos Barbosa assume o comando do programa Bom Dia Bahia, na Rádio Nacional de Itabuna. Ele substitui o experiente Gonzalez Pereira, que segundo informações vai se afastar para submeter-se a uma cirurgia.
Há quem jure que Gonzalez não tem agradado à direção da Nacional, que há algum tempo vem sondando outros profissionais para o substituí-lo. A cirurgia pode ser um bom pretexto para afastar-se em definitivo.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A derrota em casa para o Fluminense derrubou o técnico do Vitória, Mauro Fernandes. O anúncio da demissão foi feito pela diretoria do clube rubro-negro, há pouco. Fernandes cai mesmo com o time na liderança do Campeonato Baiano, com 36 pontos.
O time, no entanto, perdeu cinco de seis pontos disputados entre domingo e ontem à noite. Primeiro, empatou com o Bahia (e o adversário jogou com um atleta a menos, por quase todo o jogo) e perdeu para o Flu, ontem, por 2×1, no Barradão, em Salvador.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O jornalista Eduardo Anunciação considera o prefeito Newton Lima, de Ilhéus, sem consistência e diz que o seu governo “não tem cheiro, nem gosto”. Ele fez essa avaliação ao participar do programa O Tabuleiro, da Conquista FM, de Ilhéus. O comentário de Anunciação, aliás, contraria a imagem de governo “feijão com arroz” de Newton.
Clique aqui e ouça a análise do colunista político.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Segundo fontes insuspeitas, é grande a chance do vereador Milton Gramacho perder o mandato, no julgamento do mérito da ação que apura o seu envolvimento em um esquema de compra de votos nas últimas eleições. Mas Gramacho não está disposto a entregar os pontos.
Caso realmente venha a perder o mandato, o vereador vai exigir um cargo no primeiro escalão no governo Azevedo. E ele está de olho na disputada Secretaria de Esportes, aquela onde tudo é interino.
Gramacho pode não ter perfil, mas dizem que tem um requisito forte: informações com alto teor explosivo.
Afirma-se, inclusive, que o vereador pode se antecipar e reunciar ao mandato antes da sentença do TRE.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Itabuna fez bonito ontem contra o Madre de Deus, mas aquela turma que corre atrás da bola fora de campo – os gandulas – está na bronca com a equipe.
Cada gandula recebe R$ 10,00 por jogo, mas há três partidas que eles só agarram as bolas. Dinheiro que é bom, nada.
Quem é responsável pelos pagamentos é o diretor Eduardo Simões.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Adinailton Gomes Chaves, de 29 anos, era o piloto da moto Suzuki 125, placa JRF-9670, que bateu com o Celta JRR-0665, ontem à noite, na rodovia Ilhéus – Itabuna, em frente à loja Tá Limpo.
Socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros, Adinailton foi levado para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, mas não sobreviveu.  Ele morava em Ilhéus e era funcionário da loja Columbia Veículos em Itabuna.

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

O vereador Ricardo Bacelar (PSB) criticou publicamente a postura do colega Solon Pinheiro (PSDB). A ‘zanga’ tem a ver com a sessão de terça, 24, quando o vereador tucano votou a favor da nomeação da advogada Juliana Burgos para a Procuradoria-Geral do Município.
Segundo Bacelar, Solon teria garantido ao grupo dos sete vereadores independentes (o G-7) que votaria contra a nomeação por conta da lei antinepotismo aprovada pela Câmara, ano passado. Na hora, Solon decidiu votar com os vereadores governistas, o que deu 7×6 a favor da nomeação. Juliana precisa de nove votos, na sessão da próxima quarta, dia 1º de abril, para ser mantida no cargo.
As críticas de Bacelar foram feitas em sua participação no “Programão do Amigão”, apresentado pelo ex-pastor Reginaldo Silva, na rádio Difusora, ontem, no quadro Pra quem você tira o chapéu.
O vereador do PSB também criticou o deputado federal Geraldo Simões (“poderia ter feito mais por Itabuna”), e desaprovou a candidatura de Clóvis Loiola para deputado estadual pelo PPS, em 2010. Mas Bacelar tirou o chapéu para o trabalho de Loiola como presidente da Câmara de Itabuna.
As informações são do blog Políticos do Sul da Bahia.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Juarez perdeu o controle do carro, lançado sobre o barranco (Foto Radar 64).

A forte chuva que caiu no fim da tarde desta quarta-feira (25), entre os municípios de Eunápolis e Itabela, causaram alagamentos na BR-101 e contribuíram para a ocorrência de um grave acidente na altura do km 734 da rodovia. O desastre, ocorrido por volta das 17h20, matou o empresário eunapolitano Juarez Alves Moreira, 49 anos, dono da loja de material esportivo Esporte Total.

Segundo informa a Polícia Rodoviária Federal, ele estava retornando para Eunápolis, quando, em uma curva, perdeu o controle do veículo, um Gol, placa JOV-5282/BA, que foi para a pista contrária e bateu no eixo lateral traseiro de um caminhão baú, que seguia no sentido oposto. Com o impacto, o Gol foi jogado pra cima de um barranco e ficou parcialmente destruído.

Apesar da gravidade da colisão, Juarez ainda foi retirado das ferragens com vida por populares. Quando as equipes do Samu e da PRF chegaram no local, ele já havia sido levado para o Hospital Geral de Eunápolis. O empresário não resistiu. A morte foi causada por um traumatismo craniano.

Leia mais no Radar64

Tempo de leitura: < 1 minuto
jacksonrezende

“Jackson Rezende, candidato a prefeito de Itapé nas eleições do próximo domingo (a de outubro foi anulada, ele enfrenta Humberto Mattos – PV), fez uma declaração de bens no mínimo curiosa. Sócio numa indústria de laticínios, além de um apartamento em Salvador, uma casa em Itabuna e cinco carros, possui dois lotes ‘de terreno baldio’ (um em Itabuna e outro em Eunápolis), e 17 fazendas e sítios em Itapé, 16 deles de ‘terra nua’.
Como gosta de terreno baldio e terra nua…

Tempo de leitura: < 1 minuto

pmbaiana
Está feia a situação dos pelotões especiais de repressão ao tráfico de drogas em Ilhéus. Policiais reclamam da falta de viaturas para fazer as operações nos morros e, para abastecê-las, seriam obrigados a recorrer a empresários, segundo denúncia, no que é conhecido popularmente como “vaquinha”.
O grupo de 45 policiais fica no quartel por falta de viatura e, até, de armamento. A situação preocupa pois o município viu um aumento dos índices de criminalidade no início deste ano, quando foram registrados mais de 30 homicídios em menos de três meses.
Quem acompanha a situação destes pelotões afirma que a situação poderia ser outra se os policiais tivessem condições de trabalho. Os militares também estão apreensivos quanto à transformação do 2º BPM em coordenadoria regional de policiamento do interior.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Prefeito figura na última posição de ranking do Datafolha
Prefeito (d) figura na última posição de ranking do Datafolha

O prefeito de Salvador, João Henrique (PMDB), ocupa a última posição em um ranking do Datafolha sobre a avaliação das gestões em nove das principais capitais brasileiras. Ele recebeu nota 5,1 dos eleitores soteropolitanos ouvidos pelo instituto de pesquisa, e caiu da sétima para a nona posição. A nota anterior foi 5,2 (em setembro do ano passado).

Na segunda, João Henrique ficou ‘chateado’ porque o Datafolha não incluiu seu nome na pesquisa para o Governo do Estado. No levantamento, o seu mentor, Geddel Vieira Lima (PMDB) aparecia em quarto ou quinto na corrida pela cadeira de Jaques Wagner.

O ranking foi divulgado hoje pela Folha de São Paulo. Quem lidera o levantamento é o prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB). João da Costa (PT), de Recife, é o penúltimo, com 5,5. Datafolha pediu aos entrevistados em nove capitais que dessem nota de 0 a 10 ao prefeito de sua cidade. O ranking é feito a partir da nota média de cada um. O desempate leva em conta as taxas de aprovação e reprovação.

Assinante do jornal ou do UOL pode ler a matéria na íntegra (clique aqui).

Tempo de leitura: < 1 minuto

É melhor o juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Federal de São Paulo, colocar as barbas de molho.  No ano passado, ele mandou prender o banqueiro Daniel Dantas. Ontem (25), o homem expediu mandados de prisão de quatro diretores da empresa Camargo Corrêa.
As prisões da vez têm a ver com um esquema que promoveu superfaturamento na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, uma obra da Petrobras. Com a grana extra, segundo provas colhidas pelo juiz, houve farta distribuição de dinheiro público para financiar campanhas  do PMDB, PSDB, PDT, DEM, PP, PPS e PSB, nas últimas eleições municipais.
Foi por ações destemidas desse tipo que o delegado Protógenes Queiroz entrou na mira de poderosos que, numa inversão de valores, esforçam-se para transformá-lo em bandido. Portanto, é bom o nobre magistrado se cuidar e pedir proteção aos céus, pois o mundo (do crime) está para cair em sua cabeça.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O promotor público Clodoaldo Anunciação denunciou nesta quarta-feira que médicos contratados pela Secretaria de Saúde de Itabuna estão recebendo salário sem cumprir a carga horária contratada.
Ele disse que há profissionais dando expediente de uma hora e recebendo salário como se estivessem trabalhando quatro horas. De acordo com Clodoaldo Anunciação, nesse período há médicos atendendo 50 pacientes.
Para o representante do Ministério Público, essa prática deixa o atendimento precário. Ele afirmou que existem indícios de que 45 médicos cedidos ao município pela Secretaria Estadual de Saúde estão recebendo sem trabalhar.
Segundo Clodoaldo, isso tem deixado os postos médicos sem atendimento na maior parte do dia. Ele disse que, por isso, muitas pessoas com suspeita de dengue precisam se deslocar dos bairros para os hospitais.
O Secretário de Saúde, Antônio Vieira, informou que está investigando as denúncias e assegurou que, caso sejam confirmadas as irregularidades, serão tomadas medidas administrativas de imediato.Informações de A Região.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Daniel Thame | www.danielthame.blogspot.com
Neste final de semana estive em Potiraguá, com paradas em Firmino Alves e Itororó.
Em todos esses locais, bastava dizer que era de Itabuna e a pergunta era invariavelmente a mesma:
– Como é que vocês estão vivendo com tanta dengue lá?
Outros chegavam a afirmar que enquanto perdurar a epidemia, não botam os pés em Itabuna.
Além da questão da saúde, com casos de dengue sem fim e mortes contadas às dezenas, há também o impacto econômico, já que Itabuna é um pólo regional de comércio e serviços.
Como se fosse possível, o que já é grave, torna-se mais grave ainda.
Leia mais