Rui durante visita a estação de novo trecho do metrô || Foto Elói Côrrea/GovBA
Tempo de leitura: < 1 minuto

Durante viagem teste de novo trecho Salvador-Lauro de Freitas do metrô da Região Metropolitana, nesta segunda-feira (26), o governador Rui Costa falou das eleições de 2022. O mandatário baiano se mostrou empolgado com a mobilização no estado e até cravou vitória de Jerônimo Rodrigues (PT) em primeiro turno.

E foi além:

– A confiança é grande. Arrisco até um placar: 53% dos votos válidos para Jerônimo – disse o governador, ainda afirmando crer que Lula saia da Bahia com mais de 70% dos votos válidos.

Provocando o principal rival na disputa baiana, o petista ainda acrescentou:

– O outro candidato (ACM Neto) está despencando e ele [Jerônimo] tá subindo.

As eleições deste ano ocorrem no próximo domingo (2) em todo o país. O governo baiano é disputado por ACM Neto (UB), Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL), Kleber Rosa (PSOL), Marcelo Millet (PCO) e Giovani Damico (PCB).

O QUE DIZEM AS PESQUISAS

De acordo com as pesquisas Ipec/Rede Bahia e Datafolha/Metrópole, Neto lidera a disputa. Já a pesquisa AtlasIntel/A Tarde aponta empate técnico entre Neto e Jerônimo, porém com o petista 4 pontos à frente.

Tempo de leitura: 2 minutos

Rosemberg Pinto (PT), deputado estadual e líder do Governo Rui Costa na Assembleia Legislativa, disse aprovar a escolha do vereador soteropolitano Geraldo Jr. (MDB) como o vice na chapa do pré-candidato a governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues (PT). “[É] Uma chapa moderna e representativa”, avaliou. A majoritária está fechada tendo o senador Otto Alencar (PSD) pré-candidato à reeleição.

Os nomes ao governo baiano e ao Senado serão pré-lançados em evento com a participação do ex-presidente Lula (PT), no Wet, na Paralela, em Salvador, às 14h desta quinta-feira (31). Do ato também participam o governador Rui Costa e o senador Jaques Wagner, ambos do PT, além de prefeitos, vereadores, deputados e pré-candidatos. O senador Angelo Coronel (PSD) também é esperado. O evento deverá reunir em torno de 3 mil pessoas, a capacidade máxima do espaço de eventos.

– Estou satisfeito com a escolha de uma pessoa jovem na idade e nas ideias. Agora, temos um nome do interior (Jerônimo), outro da capital (Geraldo Jr) e, no Senado, contamos com a experiência do amigo e atual senador Otto Alencar (PSD). Temos um histórico de grupo, de vitórias, e a certeza de que cuidamos da Bahia melhor do que todos os anos anteriores a 2006 – afirmou Rosemberg.

Do MDB, Geraldo Jr (à esq.) foi escolhido o vice de Jerônimo Rodrigues (PT)

Novato no grupo, Geraldo Jr. é o nome que o MDB apresentou para compor a chapa. Vereador e presidente reeleito da Câmara de Salvador, Geraldinho, como também é chamado, teve o “aprovo” dos caciques petistas. Consta que o senador Jaques Wagner trabalhou pela reeleição de Geraldinho à presidência da Câmara de Salvador, na terça (29), assegurando votos de vereadores da oposição para ele.

ACM Neto atinge 41% com apoio de Ciro e Jerônimo alcança 33% com apoio de Lula e Rui
Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa encomendada pela Nova Salvador FM ao Instituto Opnus mostra apenas 8 pontos percentuais de diferença entre o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) e o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues (PT), na corrida ao Governo da Bahia quando combinados aos nomes de presidenciáveis. Os números do levantamento foram divulgados nesta segunda-feira (21).

Neto aparece com 41% das intenções de voto quando associado a Ciro Gomes (PDT) e Jerônimo chega a 33% se associado a Lula e ao governador Rui Costa. João Roma, apoiado por Bolsonaro, atinge 14% das intenções de voto, enquanto Kleber Rosa (PSOL) chega a 1%.

Neste cenário, brancos e nulos representam 4% e não responderam apenas 7%.

CENÁRIO SEM OS APOIOS

Quando o cenário testado não tem os apoios federais, ACM Neto atinge 65% das intenções de voto. João Roma alcança 8% e Jerônimo angaria 5%, enquanto Kléber Rosa pontua com 1%. O percentual de branco e nulo chega a 6% e o de não sabe ou não respondeu 14%.

O Opnus aferiu, também, a rejeição aos nomes postos na corrida à sucessão de Rui Costa. Kléber Rosa tem 34% de rejeição, seguido por João Roma (33%), Jerônimo (28%) e ACM Neto (20%).

A pesquisa ouviu 1,5 mil pessoas, por telefone, no período de 16 a 18 de março e tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais. Ela está registrada sob o número BA-097/2022 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).