Tempo de leitura: < 1 minuto

O Pimenta recebeu comentários, inclusive de parentes, explicando que Desireé Brito de Melo, vítima de acidente ocorrido ontem na rodovia Ilhéus-Itabuna, era aluna e não professora da Universidade Estadual de Santa Cruz.
Fica o registro.

4 respostas

  1. Pouco mais de um ano se passou desde o acidente que vitimou 4 jovens filhas de famílias tradicionais de Itabuna, e mais uma tragédia ocorre na rodovia Ilhéus-Itabuna.

  2. Concordo com o comentarista acima, mas as tragédias tornam-se mais notórias quando envolvem pessoas presumivelmente “de nível”. Daí a pouca importância qua a sociedade dá aos boias frias que morrem à míngua pelas estradas da vida… Tradicionais ou não, são vidas e vidas são diamantes…
    Com a palavra os detentores do poder nas cidades de Ilhéus e Itabuna. E agora, dá pra enxergar a necessidade de duplicação da rodovia ou vamos esperar o próximo acidente ?!

  3. Olá,
    Eu só gostaria de esclarecer que, em nenhum momento, pretendi dar mais destaque aos acidentes com as meninas e com a aluna da UESC em detrimento de inúmeros que ocorrem pelo País. Espero ter sanado o mal entendido.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.