Tempo de leitura: < 1 minuto

A ex-prefeita de Camacan, Débora Borges, será a dirigente da ONG Transparência Municipal no sul da Bahia. Ela se reuniu com o secretário de ações governamentais e comunicação da prefeitura de Itabuna, Josias Miguel.
Nos três primeiros anos de sua gestão em Camacan, as contas da administração da ex-prefeita foram aprovadas sempre com ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios.
Já em 2006, o presidente da Amurc à época, Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, saiu de licença para tratamento de saúde e Débora assumiu o cargo.
Nos quase três meses na presidência, quase afunda a entidade em dívidas que renderam ainda mais dissabores a Pedrão. A sua principal obra no período foi organizar o Levante do Cacau, um movimento político partidário que deixou dívidas impagáveis para a entidade.
O ‘papagaio’ de Débora só foi quitado no final do ano passado pela benevolência do ex-presidente Orlando Filho, para não ‘negativar’ a entidade. Os maiores calotes foram dados em veículos de comunicação.

2 respostas

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.