Tempo de leitura: < 1 minuto

Cerca de 360 dos 400 funcionários da fábrica da Malwee em Camacan cruzaram os braços na manhã desta quinta-feira (19). Os trabalhadores se encontram em campanha salarial, cobrando reajuste de 16,27%. O piso dos operários está em R$ 430,00 e eles querem aumento para R$ 500,00.
Mas a empresa não quer abrir a mão da maneira que os funcionários desejam e oferece reposição de 10,46%, o que elevaria os salários para R$ 475,00.
Por enquanto, nada feito. Hoje pela manhã, o sindicato da categoria, o Sintratec, promoveu assembléia em frente à fábrica, mas o ato terminou em pancadaria.
As vias de fato teriam sido comandadas por um preposto da Malwee, identificado como Maicon, que promoveu farta distribuição de tabefes. Uma das vítimas foi o presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, Jairo Araújo, que está em Camacan dando apoio aos operários, juntamente com outros sindicalistas.
Enquanto os ânimos não esfriam e as negociações não são retomadas, os grevistas permanecem concentrados na Praça do Bené, no centro de Camacan. Araújo e outras vítimas de agressão registraram ocorrência policial e logo mais serão submetido a exame no Complexo Policial de Itabuna.

7 respostas

  1. Aproveitem, pois nem o “Governo da mudança” deu um “aumento” desses. Lá, os barnabés só receberam 5,9%.
    Agora calculem: Quanto é 5,9% de nada, …?!?!?!
    “Tem gente que é feliz e não sabe”. A “venda de carros” irá disparar na Bahia, …!!!

  2. Jairinho, meu filho,
    sai já daí. vc é magrinho demais pra aguentar porrada desses leões de chácara.
    Primeiro, vá pras aulas de musculação e ginástica, querido.
    Sua tia.

  3. Jairo meu more
    Saiba q com aquela pancadaria de ontem 19/02 fortaleceu nossa amizade ainda mais q virei uma onça mesmo… arranharei sempre ousar passar querer te machucar vc sabe disso …… hehehe bjs da mulher gata

  4. eu falo. nos trabalhamos muito e ganhamos pouco muito pouco gostariamos muito de ser reconhecidas. eles podem a malwee e uma empresa muito rica te condições de pagar bem sim . só uma pessa vendida paga o meu salario.equanto as puxa saco todo lugar tem e la não poderia se diferente. mais quero q saibam . q patrão né um gosta de fucionario puxa saco nos somos muito umilhados pela pessõas q ja foram como nós equanto a paralisação foi muito justa
    quem ta la sabé mais muito não querem ver… mais sei q ficam muito feliz rindo no escondido.. .. um abraço .

  5. paula… eu fiquei muito feliz em saber que os fucionarios na empresa malwee abriro os olhos para reividicar os seus direitos, pois os fucionarios que trabalhavam na malwee sempre reclamavam de trabalhar muito e ser pouco remunerado eles trabalham muito sobre pressão eles veiu pra bahia achando q aq só tem baiano burro , um bando de ignorante ja foi tempo acabou. comtinui lutado esse e um direito seu um direito nosso eu apoio………..

  6. ‘taty diz. eu apoio muito continui juntos não parem operários unidos jamais sera veçido…………

  7. Povo, antes de reinvidicar aumento, se especializem na area, pois somente assim vçs terão poder para reinvidicar aumento salarial.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.