Tempo de leitura: 2 minutos

Exclusivo

Esteira de 2.500 metros transportará o minério até a embarcação.
Porto ficará a 2.500 metros da praia.

A Bahia Mineração desistiu de construir um mineroduto para transportar a produção de Caetité – onde está situada a jazida de ferro – para o porto off shore em Ilhéus. Em vez deste investimento, a empresa usará a ferrovia Oeste-Leste para escoar a produção.
A ferrovia integra o complexo intermodal Porto Sul e deverá estar pronta assim que a usina de beneficiamento entrar em atividade. O ferro chega beneficiado ao município.
A Bahia Mineração utilizará um espaço de 80 hectares para estocagem do minério, na zona norte de Ilhéus.
Dos 1.771 hectares desapropriados pelo governo baiano para a construção do complexo intermodal, 200 serão utilizados pela empresa de mineração.
Uma esteira rolante totalmente coberta e situada a 7 metros de altura, levará o minério até o navio. Na ponta da esteira, uma mangueira transportará o minério até o porão do navio. Na opinião de técnicos, essa opção evita a suspensão de pó, prejudicial à saúde.
De acordo com técnicos, a esteira terá extensão de 2.500 metros, saindo direto da área de estocagem para o navio. Ela será sustentada por colunas, e não pedras, para evitar alterações de corrente marítima.
Há mais de seis meses, técnicos monitoram as correntes marítimas. Segundo a empresa, estes estudos têm a permissão da Marinha. Os resultados vão auxiliar o projeto e serão cedidos gratuitamente à Capitania dos Portos.
A coordenadora de comunicação e desenvolvimento sustentável do projeto no sul da Bahia, Sabrina di Branco, disse que a Bahia Mineração investirá em qualificação profissional. “Assim, não haverá necessidade de trazer gente de fora”.
A empresa também qualificará profissionais da comunidade da áreas de serviço, “até mesmo para atender ao próprio projeto, como restaurantes, pousadas, padarias”…

16 respostas

  1. Seria mais uma “obra virtual”, tais como: ZPE, CEFET, dentre muitas outras, …?!?!?!
    O município vizinho até parece uma “grande igreja”, de tantas “promessas” que por lá são feitas. O problema é que promessas de políticos, …, “já sabe”, …!!!
    O lugar é tão bacana que até o Sérgio Naya escolheu a referida cidade para morrer, digamos, “misteriosaMENTE”, …!!!

  2. Impressionante…
    A turma do ontem não teve essa idéia de investir em obras de infra-estrutura estratégicas na Região Cacaueira!?
    Não precisava. O dinheiro fácil da lavoura – digo dos penhores – e do ralo das prefeituras e do estado ocupavam toda ma$$a cefálica do povinho do coronel e apadrinhados.
    Então temos que fazer algo para soerguer essa região.
    …Enquanto isso a turma que não tem moral esperneia com o êxito do governo.
    Esperneia,esperneia,esperneia, esperneia!!!

  3. “disse que a Bahia Mineração investirá em qualificação profissional. “Assim, não haverá necessidade de trazer gente de fora”.”
    E o que a empresa ganha com isso?? Vai “mandar fazer” se já pode “encontrar pronto” e sem custos de capacitação……

  4. Ninguém entende as coisas mesmo!
    Não estou sendo contra, muito peoo contrário!
    Estou apenas alertando para as promessas que os políticos fazem e não cumprem.
    Se nós não ficarmos vigilants e cobrarmos sempre, será mais uma obra virtual, sim,…!!!
    Meu Deus. Quanta falta de capacidade em interpretar as coisas, …!!!
    Quanta gente fraca, de entendimento difícil, …!!!
    Não cobrem não, depois todos ficarão com a cara grande, chorando mais uma promessa não cumprida, …!!!
    Será que entenderam agora, …?!?!?!

  5. Fico realmente muito surprendido de tudo isso.
    E’ possivel que no mundo inteiro esses complexo nao sao mais aceitos em lugar nehum e em Ilheus em um paraiso tropical com
    tantos recursos vao construir um projeto tao devastador?
    Realmente nao da’ para entender! E’ uma vergogna para quem sabe das consequencias que isso vai trazer para Ilheus!
    Um Porto offshore e onshore, ferrovia e aeroporto internacional.
    E’ as pessoas convencidas que isso vai criar qualidad de vida para Ilheus e trabalho??
    Para quem nao conhece esses projeto posso ate´ entender a ignorancia, mais para pessoas instruidas como um Governador, Assessores, arquitetos de porte, etc.. sabem muito bem as consequencias dramaticas.
    Doencas, pobreza para nao dizer miseria, o meio ambiente destruido, a populacao doente, aumento dos gastos com a saude,
    vai afeitar a pesca, reduzindo drasticamente a presencia de varios tipos de animais ja em instincao, favelizacao da regiao toda ao longo da ferrovia, porto, aeroporto, etc.
    Fico mais ainda surprendido que pessoalmente vivi 8 anos no Rio aonde podem ser vistas diretamente essas consequencias da miseria desses projetos. E Ilheus vai copiar exatamente isso?
    Quem nao accredita, pode visitar na Europa a Italia, Franca, Alemanga come esemplos aonde se instalou esse tipo de projetos.
    Querem conhecer os resultados? Sao exatamente quanto descrito acima. Em varias regioes aonde foram instalados esses projetos nao cresce mais nada!! Sim, voce entenderam muito bem, nao cresce mais nada!! As pessoas estao doente da respiracao, bronchitis, ate´com certas deformacoes.
    Nao e’ maravilhoso um projeto desse para ILheus!!
    O pior nao e’ ser ignorante, mais bem pior e copiar a ignorancia dos outros!!

  6. Prezado Silvano,
    Estou esta semana em visita ao Politecnico di Torino (Italia) – http://www.polito.it.
    Podes me citar os nomes destes lugares que vc comentou em que não cresce nada?
    Eu os desconheço (não estou dizendo que não existem, apenas que desconheço). Seria melhor para o debate que exemplos concretos fossem postos à mesa para que as pesssoas possam demandar a correção de eventuais falhas no projeto em evitar a repetição de eventuais problemas ambientais, etc.
    Por enquanto, acredito que uma infra-estrutura de transportes mais moderna (especialmente aeroporto internacional) faria muito bem à região e ao país. É importante lembrar que o país como um todo carece destes instrumentos para a sua competitividade e estes têm que ser construídos em algum lugar. Se corretamente feitos (não vejo razão tecnológica, hoje, para não o serem), pode-se perfeitamente mitigar danos e encontrar-se um planejamento ideal.
    Há outras conseqüências potencialmente positivas de um projeto como este, como, principalmente, a abertura de novas possibilidades de carreiras para nossos jovens e a viabilização, de fato da ZPE.
    O turismo é potencialmente uma fonte importantíssima de empregos e riqueza e devemos preservar nosso potencial nesta área, mas não podemos ficar apenas focados em um ou poucos setores da economia. Já fizemos isso com o cacau e o resultado todos conhecemos.

  7. Só para exlicar, Silvano. Quando falei do Politecnico, é porque é uma instituição de ensino e pesquisa em engenharia. Certamente há alguém aqui que pode ajudar a explicar o que aconteceu em algum destes lugares que falaste, especialmente se me citar qual e por que acha que foi ruim.
    Sei, por exemplo, que Tokio já foi um exemplo de lugar prejudicado desta forma nos anos 70, assim como Londres, mas ambos hoje aprenderam a resolver seus problemas.

  8. Concordo plenamente com Gesil. A região está parada no tempo. Há mais de 10 anos tentam alavancar o turismo, a informática, o cacau (de novo), mas as coisas parecem não andar por aqui. A própria sociedade já rejeitou muita coisa e hoje Ilhéus tem muito a contar sobre o que perdeu ou deixou de ganhar. Quanto tempo ainda vamos fazer isso? Está na hora de acordarmos para o novo. Além do que, as novas tecnologias estão aí e a fiscalização também. Com certeza o novo porto terá uma tecnologia bastante avançada, o investimento é alto, então não tem porque ficarmos tão preocupados. E as compensações ambientais e sociais com certeza serão grandes. Vamos pensar no bem comum e não só no individual. O que tenho visto hoje são pessoas brigando por seus próprios interesses. Gente que recebe dinheiro de investidores para financiar coisas que venham prejudicar o projeto. Quando houverem reais interesses em cuidar de alguma coisa, o dinheiro das ONGs e instituições privadas serão utilizados para fazer algo pelça comunidade e não apenas para combater. A gente passa o ano inteiro sem ver a cara dessas pessoas, mas qdo estamos prestes a receber algo bom para a região, eles aparecem para combater. Sem comentários….que venha o porto sul!

  9. Gesil e Marcelo,
    Parabéns pela lucidez. Não é possível que tenhamos passado décadas mendingando desenvolvimento, e de uma hora para outra recebemos de presente aeroporto internacional, porto competitivo, ZPE e aí aparece parcela da comunidade remando contra.
    E o pior de tudo são as especulações de que os investimentos redundarão em “desastres ecológicos”. Não haverá desastre algum. Ao contrário, as medidas compensatórias fortalecerão nosso ecosistema e o turismo sairá ganhando. Quem viver verá.

  10. Sinceramente eu torço para que tudo se realize, se concretize, pois eu pessoalmente não acredito mais em promessas de políticos há muito tempo, Se fosse um investimento privado eu até poderia acreditar, …!!!
    Nasci e me criei aqui na região – claro – tive que sair algumas vezes em função de fazer a Graduação e, também, as Pós-Graduações fora daqui, mas nunca vi tantas promessas falsas, sobretudo quando se aproximam os períodos eleitorais.
    Creio que, assim como eu, há um grupo de pessoas com a mesma opinião, …!!!
    Se desta vez for verdade mesmo, que a região saiba aproveitar e fazer as coisas da melhor forma, …!!!
    Desculpem a minha sinceridade, mas eu continuo não acreditando (é um direito que eu tenho), apesar de estar torcendo muito para que tudo dê certo, …!!!
    Mais uma vez: Tomara que eu esteja completamente errado, …!!!

  11. Prezado Gesil
    Entendo muito bem a frustracao do povo de Ilheus depois tantas promessas. Mais lembra-se nao e´somente Ilheus, mais muitas regioes do Brasil estao vivendo a mesma situacao. A razao principal e´gagnar votos com promessas!
    Mais se o Governo/Prefeitura realmente queriam valorizar essa regiao de Ilheus podian ter realizado isso ja muito tempo atrás, investindo (nunca fizeram e´por isso que nao deu certo) dinheiro como fizeram varias outras lugares/cidades no mundo em varias outras opcoes nos proprios recursos naturais, no turismo, servicios, etc. no lugar de destruir a mata, e nesses lugares esta dando certo. E pode me accreditar que esses locais no exterior nao tem un decimo da riquezas de Biodiversidad/florestas, rios, etc. que tem a regiao cacaueira de Ilheus. Falta somente compromisso, vontade, bom senso e sobretudo onestidade.
    O Porto Sul sera´construido tambem (ja confirmado pelos representante do Governo) para abastecer toda a industria de petrolio so sul da Bahia. Voce sabe que quer dizer isso traduzido? O porto offshore sera´costruido a 2,5km dentro no mar, mais para construir o porto de retroguardia (onshore) sera´devastada toda a aerea (para comencar) para abastecer o porto offshore e serve para o tratamento e preparacao do transporte dos minerios, que serao tratados e preparados com chimicos, petrolchimicos, solventes, etc.
    Respondendo aos exemplos concretos que voce pediu, tem tantos que ate´doi (somente algums exemplos):
    Inglaterra e´ realmente uma. Eu vivi na Inglaterra e pude constatar com os proprios olhos (nao me contaram) a situacao das regioes que exploram o minerio. Aprenderam a resolver os proprios erros? Voce hacha? Convido voce Gesil a visitar esses lugares para ver a degradacao ambiental ate´a que nivel pode chegar. E triste mais nao melhorou a qualidad de vida dessa pessoas. Ao contrario.
    Visite tambem o “Ruhrgebiet” no Nord da Alemagna que conheco muito bem pessoalmente aonde as pessoas morrem ainda hoje (nao estou falando de ontem) de cancer, doencas respiratorias,etc. de maneira brutal e se fala em milhares de pessoas afectadas. As pessoas nascem ja com deficiencas fisicas, respiratorias, cardiacas, etc.
    Italia: Conheco melhor ainda. Exploracao de Minerios na Sardegna (Carbonia, Iglesiais, etc.) e Sicilia (Caltanisetta) a situacao e´catastrofica. Esses lugares aonde estao essas atividades foram consideradas equivalente a depositos de lixo radioactivo de centrales nucleares, poluindo o solo, as aguas, rios, mares, etc. Resultado: o povo esta´ pobre e muito doente.
    Sem falar dos polos Petrolchimicos de Gela, Napoli, Marghera,Sassari, etc.etc. que nao cresce mais nada ao redor dessas areas.
    Convido voce de pedir as pessoas que vivem nesses locais (eu estive) a realidade do dia a dia (nao fantasias, nao lendo nas revistas scentificas), que esta´realmente acontecendo. Mesmo resultados de doencas como descritos acima.
    Com que agua voce cre´vao tratar os minerios? Agua do sub-solo, rios, lagos, etc.. geologicamente falando, incluindo no tratamento os solventes, chimicos, petrolchimicos, etc.
    Como sempre prometen de tratar essas aguas utilizadas antes de reinjecta-las no solo o sub-solo. Sim e´verdade as tecnologias modernas poderiam ajudar nisso,mais na realidad e´um custo muito alto e somente 20-30% sera´ realmente tratada o restante reinjectada sem nehum tratamento diretamente no solo, poluindo o abatecimento das aguas da regiao inteira ate´ chegar ao mar.
    Vamos ser claro e concretos, uma coisas sao as ideas e promessas (ideais) quando querem construir, outra coisa a realidad do dia a dia o que realmente sera´feito. Voce conhece as atividades dos garimpeiros na Amazonia e otros lugares similares? Nao temos suficientemente exemplos disso? Quem realmente fiscaliza tudo isso e impede a devastacao ambiental e da saude do povo? Quem, me diga? Ninguem. A corupcao devasta tudo, infelizemente.

  12. Entendo muito bem a frustracao do povo de Ilheus depois tantas promessas. Mais lembra-se nao e´somente Ilheus, mais muitas regioes do Brasil estao vivendo a mesma situacao. A razao principal e´gagnar votos com promessas!
    Mais se o Governo/Prefeitura realmente queriam valorizar essa regiao de Ilheus podian ter realizado isso ja muito tempo atrás, investindo (nunca fizeram e´por isso que nao deu certo) dinheiro como fizeram varias outras lugares/cidades no mundo em varias outras opcoes nos proprios recursos naturais, no turismo, servicios, etc. no lugar de destruir a mata, e nesses lugares esta dando certo! E podem me accreditar que esses locais no exterior nao tem um decimo da riquezas de Biodiversidad/florestas, rios, etc. que tem a regiao cacaueira de Ilheus. Falta somente compromisso, vontade, bom senso e sobretudo onestidade.
    O Porto Sul sera´construido tambem (ja confirmado pelos representante do Governo) para abastecer toda a industria de petrolio so sul da Bahia. Voces sabem realmente que quer dizer isso traduzido? O porto offshore sera´costruido a 2,5km dentro no mar, mais para construir o porto de retroguardia (onshore) sera´devastada toda a aerea (para comencar) para abastecer o porto offshore que serve para o tratamento e preparacao do transporte dos minerios, que serao tratados e preparados com chimicos, petrolchimicos, solventes, etc.
    Respondendo aos exemplos concretos, e tem tantos que ate´doi (somente algums exemplos):
    Inglaterra e´ realmente uma. Eu vivi na Inglaterra e pude constatar com os proprios olhos (nao me contaram) a situacao das regioes que exploram o minerio. Aprenderam a resolver os proprios erros? Voces hacham? Convido voces a visitar esses lugares para ver a degradacao ambiental ate´a que nivel pode chegar. E triste mais nao melhorou a qualidad de vida dessa pessoas.Ao contrario.
    Visitem tambem o “Ruhrgebiet” no Nord da Alemagna que conheco muito bem pessoalmente aonde as pessoas morrem ainda hoje (nao estou falando de ontem) de cancer, doencas respiratorias,etc. de maneira brutal e se fala em milhares de pessoas afectadas. As pessoas nascem ja com deficiencas fisicas, respiratorias, cardiacas, etc.
    Italia: Conheco melhor ainda. Exploracao de Minerios na Sardegna (Carbonia, Iglesiais, etc.) e Sicilia (Caltanisetta) a situacao e´catastrofica. Esses lugares aonde estao essas atividades foram consideradas equivalente a depositos de lixo radioactivo de centrales nucleares, poluindo o solo, as aguas, rios, mares, etc. Resultado: o povo esta´ pobre e muito doente.
    Sem falar dos polos Petrolchimicos de Gela, Napoli, Marghera,Sassari, etc.etc. que nao cresce mais nada ao redor dessas areas.
    Convido voces que nao conhecem essas realidades de pedir as pessoas que vivem nesses locais (eu estive pessoalmente) a realidade do dia a dia (nao fantasias, nao lendo nas revistas scentificas o propaganda fantasiosa), que esta´realmente acontecendo. Mesmo resultados de doencas como descritos acima.
    Com que agua voces creem vao tratar os minerios? Agua do sub-solo, rios, lagos, etc.. geologicamente falando, incluindo no tratamento os solventes, chimicos, petrolchimicos, etc.
    Como sempre prometen de tratar essas aguas utilizadas antes de reinjecta-las no solo o sub-solo. Sim e´verdade as tecnologias modernas poderiam ate´ajudar nisso,mais na realidad e´um custo muito alto e somente 20-30% da agua poluida sera´ realmente tratada o restante reinjectada sem nehum tratamento diretamente no solo, poluindo o abatecimento das aguas da regiao inteira ate´ chegar ao mar. Sem falar da poluicao que o pó criara´para o ser humano. Infernal!!! Vamos ser claro e concretos, uma coisas sao as ideas e promessas (ideais) quando querem construir, outra coisa a realidad do dia a dia o que realmente sera´feito e sofrido pela populacao. Voce conhece as atividades dos garimpeiros na Amazonia e otros lugares similares? Nao temos suficientemente exemplos disso? Quem realmente fiscaliza tudo isso e impede a devastacao ambiental e da saude do povo? Quem, me digam? Ninguem! A corupcao completa o quadro e devasta tudo, infelizemente. Nao desejo isso para Ilheus que merece muito mais que ser a lixeira da Bahia!!!
    Silvano

  13. O projeto vai alavancar Ilhéus? vai. mas porém saibamos que nunca tentamos realmente de verdade. Deixe-me dar um exemplo: quando aparece
    uma proposta para fazer uma “avenida” e que será preciso retirar algumas casas, moradores logo fazem manifestações contra, isso porque a mente é pequena, se pensarem assim nunca irá crescer em lugar algum, sempre tem um preço a pagar.
    Convenhamos que esse complexo vai mudar totalmente Ilheus, principalmente suas caracteristicas naturais e culturais, mas o beneficio é evidente.
    Porém, o que eu vejo é que ninguém se preocupa com o meio ambiente nem mesmo com tanta mata que irá ser destruida. Para Ilhéus crescer, é simples: reduzam os impostos,( Por que o ATACADÃO que está vindo pra cá, esta logo na divisa de Ilhéus e Itabuna? porque obiviamente se colocado dentro de Ilhéus, que não tem nem espaço, não haveria lucro, pois a maior população não tem renda), cade os governantes dessa cidade que não investem porcaria nenhuma, arrumam um asfalto, paralelepipedos, pintam uma coisa ali, acolá e somente. E o principal, cade a população que nao protesta, não vão atras dos seus direitos? aonde esta? onde esta? não vejo isso!
    Hoje as pessoas só se importam consigo mesmas, hoje o porto, amanha o ferro acaba, e depois? Cursos profissionalizantes? faça me rir, diga cada um deles, onde estam dando esses cursos? curso pra manter a própria renda, so esse. E empregos? Quantas mil pessoas vão vir para Ilhéus atras desses empregos? e o tipo de qualificação? ja temos “favelas” aqui em Ilheus, com o porto, isso vai crescer 3x mais.
    Ninguém investe em Ilhéus, so porque o projeto é mais facil, todo mundo logo lhe abre os braços.
    ja tentaram foi? tentaram com o que? nunca inovamos, so olhamos para o cacau, informática, turismo. cade o cara q governa ilheus pra fazer um carnaval muito bom, para atrair.
    No verão, todos metem a faca nos de fora, eu bem que vivi isso, isso difama a cidade, se não mudarmos, ILHEUS NUNCA MUDARÁ.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.