Tempo de leitura: < 1 minuto

O “fator dengue” se transformou em elemento decisivo no campeonato baiano, principalmente para o Itabuna.
Vira e mexe, o time fica desfalcado porque algum atleta foi picado pelo Aedes aegypti. No momento, encontram-se no estaleiro por esse motivo os jogadores Elton (nem estreou) e Fabiano.
A situação é tão preocupante, que a diretoria do Vitória programou a chegada do time ontem a Itabuna para bem perto da hora da partida com o Azulino. Queria reduzir ao mínimo possível a permanência de seus atletas em “campo minado”.

2 respostas

  1. Até parece que em Salvador não há dengue, principalmente na periferia, …!!!
    Eu aceitaria isso de Gaúchos, Catarinenses ou Paranaenses que, devido principalmente ao clima, há limitação de proliferação do mosquito, mas de um bando de bostéticos, metidos a besta, que antes de jogarem bola deviam viver Deus sabe como, …, sendo que muitos deles, por serem jogadores apenas regulares, após encerrar a carreira, voltarão para os morros novamente, …!!!
    É cada um Zé Mané, …!!!
    É por isso que, no campeonato brasileiro, sempre a classificação do time é a mesma, de média para baixo, sem falar que já foi rebaixado, tal qual o Bahia, …!!!
    Outra coisa que não devemos esquecer: O barradão foi construído, literalmente, dentro do lixo, …!!!
    Lá não é apenas dengue que eles podem contrair, mas hepatite e vários outros males, …!!!
    Muita gente deve olhar para suas próprias origens antes de criticar os outros, …!!!
    O pior é que ainda encontram quem dê atenção às bobagens deles, …!!!
    Quando eu digo que “aqui o muro é baixo”, …!!!

  2. “O pior é que ainda encontram quem dê atenção às BOBAGENS deles, …!!!”????????????????
    ISSO É BOBAGEM SEU SERGIO OLIVEIRA???
    SÓ SE FOR PARA VOCÊ, QUEM É QUE QUER RECEBER A VISITA DO MOSQUITINHO? IR PARAR NO HOSPITAL?
    PRA VOCÊ VER ITABUNA ESTÁ SENDO CONHECIDA COMO A CAPITAL DO AEDES!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.