Tempo de leitura: < 1 minuto

Em entrevista publicada nesta terça (10) no Correio, o deputado federal Geraldo Simões (PT) deu um ultimato ao PMDB. “O PMDB precisa definir o que quer. Eles não podem ficar enrolando a gente e deixar para anunciar uma possível candidatura mais tarde. Esse é o posicionamento da maioria dos dirigentes que estavam no encontro”, relatou Simões, referindo-se à reunião do diretório estadual do PT que ocorreu neste final de semana.
Simões é o parlamentar petista que mais quer ver o ministro da Integração, Geddel Vieira Lima, provável candidato do PMDB ao governo do estado em 2010, longe da gestão Wagner. “O PMDB está sendo contraditório em alguns momentos e acredito que, se eles permanecerem assim, os cargos deveriam ser entregues. Mas, realmente, não sinto que eles desejem manter a aliança”, declarou Simões.
Os peemedebistas ocupam hoje duas secretarias no governo Wagner – Infraestrutura e Indústria, Comércio e Mineração – além de cargos no segundo e terceiro escalções. Geddel respondeu afirmando que quem faz a hora do PMDB é o próprio partido. A reunião do diretório definiu como prioridade a aproximação com siglas como o PSB e o PCdoB e intensificar o diálogo com PSB e PCdoB. (Bahia Notícias)

6 respostas

  1. Onde estava Geraldo Simão quando o PT dele sugou o governo do prefeito João Henrique – do PMDB – até a última hora e depois saiu com candidatura própria?
    Gente sem o que fazer fica fazendo bobagem a-toa.
    No fundo, GS quer se vingar do Governador por tê-lo varrido do seu governo mal terminou a eleição, levando-o a perder o importante PMDB de sua base.
    Vai te catar Geraldo.

  2. O sr. gerealdo simões já decidiu se ele é candidato?
    Será que ele já sabe se vai pelo mesnos poder concorrer?
    Ele já decidiu se vai cumprir o acordo com o dep Fabio ou se vai lançar a mulher candidata?

  3. Continua o mesmo o menino de ferradas. Instigando a discórdia pra reinar sozinho. Por essas e outras é que o Governador o quer longe dele.

  4. hahahahaha, não é Geraldo que quer que o PMDB tome uma decisão caro Ricardo, é toda a cúpula baiana do PT.

  5. Só sei de uma coisa:
    Mesmo o PMDB sendo quem é, o Gedel aprntando todas, ainda está no governo do Wagner, ao contrário de quem já foi, digamos, …, preterido, logo após o pleito de 2008, …!!!
    Lugar de chorar é na cama, que é lugar quente, …!!!
    buá! Sniff!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.