Tempo de leitura: < 1 minuto

Um justiceiro conhecido como Pedrão Matador (Pedro Henrique Esteves de Araújo), de 44 anos, foi assassinado ontem (dia 20) na cela 1 da ala correcional do Complexo Policial de Itabuna.
Pedrão havia sido preso às 16h40min desta sexta, na Vila Zara, por ordem do juiz Marcos Antônio Bandeira. Conduzido para a correcional, o justiceiro foi colocado em uma cela com mais 11 detentos, alguns dos quais seus velhos conhecidos e inimigos.
Por volta de 20 horas, o delegado plantonista foi avisado de que Pedrão agonizava na cela. O Samu foi acionado e o médico já encontrou o justiceiro sem vida. Ele foi alvejado nas costas com dois golpe de “chuncho”, uma faca artesanal bastante usada em acertos de contas nas cadeias.
Há suspeita de que 5 dos 11 presos que estavam na cela participaram assassinato.

2 respostas

  1. O cara é um justiceiro = matador de bandido. Botarão o cara lá para ser morto. Tem um ditado que diz “botaram a ovelha, na boca do lobo”.
    Justiceiro é bandido? Para a lei é. Não se pode sair matando por ai, para isso existe a “lei”… Só que a dele era mais rápida. Bang…

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.