Tempo de leitura: < 1 minuto

Aparece a primeira e grande obra de Moacyr Leite em Uruçuca. Ele determinou a nulidade do concurso público municipal de 2006 após uma sindicância que teria apurado irregularidades “insanáveis”. O concurso foi realizado na administração do ex-prefeito Dilson Argolo, o Dica, após acordo com o Ministério Público Estadual (MPE).
Na cidade, a versão é de que Moacyr teria adotado tal decisão para abrir uma nova temporada de contratações sem concurso. A medida compromete os serviços do município, principalmente nas áreas de educação e saúde. A conclusão da sindicância será encaminhada ao Ministério Público, segundo promessa do governo municipal.

2 respostas

  1. Aproveitando o ensejo sobre a suposta anulação do concurso publico em uruçuca vale citar : o prefeito tambem descumpriu o acordo feito com os professores para pagamento do restante dos salarios do mes de Janeiro e Fevereiro e ja se fala tambem em revogar a lei do PLANO DE CARGOS E SALARIOS.
    Imaginem voces um prefeito que quebra dois acordos seguidos que ele mesmo propos ao sindicato dos professores e sua categoria.Salario é sobrevivencia, pobres professores vendo suas contas se acumularem uma apos outra enquanto o prefeito mau para na cidade de tantas viagens.
    Tome cuidado Moacir o Ministerio Publico tem muito a investigar e mexer com o FUNDEB e sua gorda verba que deveria ser usada com os professores te trará GRANDES PROBLEMAS!!!!!!

  2. Mas, quem falou que o concurso público foi anulado?
    Mesmo com a vontade do prefeito em colocar os seus baba ovo, ainda cabe recurso e que deve protelar para a eternidade, amém. O prefeito fica enganando o seu grupo dizendo que “breve o mais breve possível vocês estarão dentro da prefeitura, não precisa fazer curso nem nada, sou eu que mando nessa cidade”. E o pior, não está pagando aos funcionários concursados para sobrar dinheiro, quando os do grupo chegarem. Então, quem vai sobreviver? É uma falta de escrúpulos imensurável. Pobres secretários, não podem fazer nada. Também, se saírem vão passar pelo mesmo motivo dos outros que estão na rua!
    Visto o problema, mesmo assim, ele continua destinando licitações para fora do município. É, a coisa tá preta! Os credores da campanha estão com a faca no gogó dele. Ou paga ou morre!
    Chega, me deu até dor de barriga.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.