Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois motociclistas de Itabuna acabaram gravemente feridos em acidentes ocorridos ontem à noite, na BR-101. Alexandro Moraes Ferreira, de 28 anos, morador da Rua Duque de Caxias, no centro, saía do Posto Atalaia, quando bateu na roda traseira de um caminhão e perdeu o controle da moto.
Alexandro foi levado para o Hospital de Base, onde se constatou que ele teve o fêmur direito fraturado. A perna esquerda, mais atingida, teve quer ser amputada.
Herbert Oliveira Santos, de 21 anos, morador da Rua São Jorge, no São Caetano, vinha de São José da Vitória para Itabuna, na garupa de uma moto que colidiu com um Ford Fiesta. Ele foi conduzido para o Hospital de Base e também teve a perna amputada.

4 respostas

  1. Já vi vários casos tipo esse,
    Porém quem tinha plano de saúde o tratamento era outro: geralmente se providenciava uma UTI-móvel, tranferia o paciente e se fazia um tratamento que não precisava ser amputação de membro!
    infelizmente essas duas vítimas não tinham ou não estavam com plano de saúde!
    Indo parar no Hospital de Base, o tratamento é o mais prático!
    Com a palavra, para melhor esclarecer, consultar um médico!

  2. Não quero generalizar e também não estou dizendo que é o caso dos dois rapazes amputados, mas, no geral, os motociclistas de Itabuna são irresponsáveis e mal educados.

  3. Tem gente que ainda não aprendeu que andar de motocicleta exige prudência, direção defensiva, dirigir por você e pelos outros, literalmente, …!!!
    Moto é vestibular para defunto, …!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.