Tempo de leitura: < 1 minuto

João Marcos diz que índice é "altamente grave".
João Marcos diz que índice é gravíssimo.

O diretor da Sétima Diretoria Regional de Saúde (7ª Dires/Sesab) demonstrou preocupação com o novo índice de infestação predial de dengue em Itabuna, aferido em levantamento rápido (LIRAa) realizado nos dias 25, 26 e 27 de março. João Marcos de Lima disse que o percentual de 16,8% de infestação é “altamente grave”.
Segundo ele, o município precisa reforçar as suas ações de combate à larva do mosquito. “Nós (governo do estado), intensificamos a aplicação de fumacê e caiu o número de pacientes vítimas da dengue”, exemplificou. João Marcos diz que o “trabalho de prevenção focal tem deve ser feito urgentemente” para impedir maior avanço da doença.
Para o diretor do órgão estadual da Sesab na região, ainda existem itabunenses que resistem aos trabalhos de eliminação de focos da doença nas residências, mas o governo municipal deve fazer a sua parte, “eliminando o foco em áreas como canais de macrodrenagem”.
Devido à situação de emergência, lembrou, o estado fez oito e não cinco ciclos de aplicação do fumacê em Itabuna. O trabalho será encerrado esta semana.

17 respostas

  1. Enquanto isso…
    Medica que não aparecia no posto para trabalhar, mas assinou o ponto recebe “afastamento” de 30 dias (ou seria férias?) mas não terá nenhum desconto no salário. E os outros funcionário que foram afastados será que vão receber seus salários também ou a demissão?

  2. Perguntaram, por acaso, ao Senhor Diretor da DIRES, se o tanque que reserva água para esta mesma DIRES, mostrado aqui mesmo no Pimenta, já foi coberto?

  3. Que irresponsabilidade deste órgão afastar o fumacê da cidade com um índice tão alto como este apresentado. É uma falta de respeito para com a cidade e o povo porque João Marcos assim como o Governador e o secretário de saúde do Estado tem ciência que Itabuna atende na área de saúde mais de 100 cidades e estas por sua vez estão com infestação em menor peso, mas estão e os seus casos acabam vindo parar aqui na cidade o que colabora para a super lotação nos hospitais.
    Que todos os meios de comunicação gritem pelo povo e cobrem para que o fumacê não suma daqui neste momento delicado, pois do contrário poderemos ver uma cidade com índices bem maiores devido as chuvas prometidas para o mês de abril e muitas mais mortes. Contamos com vocês!

  4. É facil falar e créditar o insucesso no combate a dengue a prefeitura de Itabuna. Esses aproveitadores da Dires só querem fazer a parte deles.Então por que retirar os carros Fumacê se o indice de infestação, segundo esses marketeiros da saúde do Estado, esta crescendo na cidade.Vamos trabalhar para debelar a epidemia e não falar de quem tem responsabilidade com a saúde do povo,cuidado Marcão, a dengue pode te pegar, falastrão!

  5. Um exemplo claro do descaso do município:na rua FIRMINO ALVES, Alto da Lua na Mangabinha, existe um baita buraco com esgoto com água parada e as ditas “autoridades” não tomam providências! Não passa mais carros! Intensificou uma óva!
    Postos de saúde um cáos! Consulta só dia primeiro de cada mês e tem que estar nas filas, seja criança ou idoso! Têm que chegar às três da madruga!

  6. Cadê o Direito do Idoso!? O Direito da Criança! Estão passando por cima da lei! SÒ PODEMOS RECORRER AO PROMOTOR CLODOALDO QUE ESTÀ TRABALHANDO MAIS DO QUE OS VEREADORES QUE DEVERIAM FISCALIZAR OS NOSSOS DIREITOS! Cheguei a chorar ao ver os nossos idosos na fila da “saúde!”

  7. Itabuna urgente precisa saber que:
    1 – O ciclo de aplicação de fumacê atinge cinco semanas
    2 – emergencialmente, aplicamos o inseticida por oito semanas
    3 – fumacê além deste período cria instabilidade ecológica e ameaça outras espécies
    4 – junho e julho do ano passado houve aplicação do fumacê em itabuna
    5 – aplicações do fumacê não pode ocorrer em intervalo de um ano entre uma e outra, porém, assim o fizemos devido à epidemia de itabuna
    6 – está comprovado pelos números que o fumacê fez a sua parte
    sem mais, agradecemos
    comissão do fumacê da inteligencia.

  8. Aedes aegypt, tenho ciência de todos os itens citados, inclusive dos danos que a pulverização do inseticida pode causar provocando o desequilíbrio ambiental, porém, mesmo tendo sido aplicado por 8 semanas o momento é de dar continuidade neste momento assustador ou então mudar o rumo da aplicação sendo necessário pulverizar as casas já que o índice continua alarmante. Se o carro fumacê parar a aplicação, que a “comissão do fumacê da inteligência” apliquem outras medidas no lugar do mesmo, como o uso acirrado de bombas costais para adentrar nas casas, terrenos e locais de difícil acesso.
    Veja, não estou aqui criticando o trabalho de vocês, pois sei do desempenho de toda a equipe da dengue, mas enquanto a epidemia estiver crescendo ao invés de desacelerar, há de se pensar em mudar e melhorar o foco das medidas que ora se aplicam e se for necessário continuar com o fumacê por mais algumas semanas, por quê não? O mosquito cria resistência ao inseticida e passa para suas próximas gerações, sabemos disto, mas prefiro ver menos pessoas doentes e morrendo hoje e o governo educando o povo para não haver uma epidemia no futuro.
    Agradeço a sua atenção!

  9. É bricadeira ler o aviso do Aedes aegypti que não deixa de ser de algum anônimo da SESAB. ¨O fumacê pode atingir outras espécies¨ e a espécie humana e pricipalmente do interior da Bahia que va se lascando com a falta de responsabilidade dos nossos governantes e das nossas entidades publica. Tambem podera nossa cidade representada por esses politicos que ai estão chegar ser uma gozação. ( Azevedo – prefeito / um tal de Loila – presidente da camâra de vereadore$ / Um tal de João Marcos diretor da 7ª Dires ¨ que não sai do shopping Jequitiba ¨ É piada mesmo e ainda diz que a COMISSÃO DO FUMACÊ DA INTELIGENCIA, se voces são tão inteligentes acabe com o mosquito.
    DR. CLODOALDO DO MINISTERIO PUBLICO SALVE ESTE POVO.

  10. Esses que atacam o trabalho do órgão não devem ter conhecimento nem do lar que moram. Não li ninguém assinando como técnico de nada aqui e assim ser conhecedor da causa. Vão fazer um mutirão que ajuda muito, pois o prefeitinho de vocês anterior e amigo do atual prometeu cobrir o Canal da Amélia Amado e hoje estamos colhendo os podres do passado. Não fez nem o básico, quanto mais…
    E quando avisaram e deram até ajuda, este não quis. E agora quem é o prefeito atual?
    Que povo SEMVERGONHA! Vota no candidato do anterior na esperança de que outro governo, o estadual, faça o que eles não fizeram.
    Sem mais.

  11. Nunca vi alguém tão “preocupado” com um sorriso destes, …!!!
    A impressão que dá é que o cidadão acabou de assistir ao vexame da Argentina contra a Bolívia, ontem, …!!!

  12. Muito bem Eduardo!
    É impressionante como é grande o descaso com a nossa espécie (humana)! Por acaso é hora de se pensar em instabilidade ecológica e ameaça a outras espécies? Ora Sr. Aedes aegypt, olhe ao seu redor ou passe em um dos hospitais e perceba a quantidade de pessoas sofrendo com a doença e parentes chorando a falta de quem os deixou.

  13. itabuna tem q por os agentes de edemias na rua, o fumacê nada vai mudar o indice pq so mata o mosquito adulto, a prefeitura tinha q pagar direito os funcionaris e esquecer pelomenos por enquanto sao joao, ô cambada de sanguessuga em.

  14. O aumento do índice de infestação é reflexo da falta de compreensão e comprometimento da sociedade na luta contra a dengue.
    O fumacê cumpriu o seu propósito, e continuar a aplicação seria uma irresponsabilidade e desperdício de dinheiro.
    Àqueles que creditam o aumento do Liraa a falta do fumacê, merecem ser avisados que o inseticida só combate os mosquitos adultos, durante o período de voo.
    A larva só é combatida com o trabalho dos agentes de campo.

  15. Mas tem gente que defende a sua praia, não é mesmo?
    D. Isabel, a senhora ou senhorita? acredita mesmo que os mosquitos adultos já foram todos eliminados? Este povo todo que ainda está adoecendo estão sendo picados por quem? Será que o mosquito agora é outro resistente ao fumacê? Todos nós sabemos que a eliminação dos focos de reprodução do mosquito só pode ser combatido pelos agentes em campo e por toda a sociedade e o que está sendo feito não deixamos de considerar, apenas não é o momento ainda de deixar a pulverização de lado ou, que seja aplicado o inseticida dentro das casas, pois em algumas cidades do país já foi feito este trabalho e o resultado foi maravilhoso.
    Bem, a minha parte estou fazendo e bem feita e uma delas é gritar aqui para que as ações tornem-se melhores e nunca sejam abandonadas, mesmo quando a epidemia passar.

  16. Gostaria de saber se a dires ou coordenador de campo esta fornecendo larvicidas no prazo estabelecido e o Inseticidas para aplicação perifocal, é bom falar, porque a dires não ajudau o municipio antes de acontecer o problema, Peço a quem de direito que retire urgente o coordenador de campo da dires, pois o mesmo é contra a Municipio, o mesmo é do PT, não sabendo ele, que o MUSQUITO NÃO TEM partido politico.
    Gratos: agentes de endemias revoltados com a Estado.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.