Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital Geral de Coaraci vai ser gerido pelo município, segundo decisão do secretário estadual de saúde, Jorge Solla. O médico sanitarista ficou ruborizado com as denúncias de falta de atendimento na unidade hospitalar.
Ontem, uma criança morreu de dengue após os pais a levarem ao hospital por três vezes e os médicos darem diagnóstico errado. Ezequias Oliveira Santos, 5 anos, estava com dengue hemorrágica e a equipe médica diagnosticou amidalite.
Um dossiê sobre supostas irregularidades cometidas no hospital também caiu nas mãos do secretário. Solla esteve ontem à tarde no município sulbaiano para entregar um pronto-atendimento a pacientes vítimas da dengue.
Além da morte suspeita registrada ontem, Coaraci acumula cerca de 220 notificações da doença só este ano. A secretária de saúde Alessandra Borges  atribui os números altos à falta de combate à dengue na gestão passada.
Com a decisão de Solla, o hospital passa a ser gerido pela prefeitura de Coaraci. O risco é de rusgas políticas. A cidade é administrada pelo PT e o hospital estava em mãos do PMDB.

3 respostas

  1. Ele também deveria radicalizar em Salvador, onde uma família foi buscar um cadáver no Hospital Estadual Roberto Santos e encontraram o corpo com o rosto desfigurado, roído por ratos, dentro do necrotério do hospital, …!!!
    Em Feira de Santana, mandaram a criança para casa e, depois, veio a falecer. O pai estava inconsolável, …!!!
    A epidemia de miningite está aí, infelizmente, a todo vapor, …!!!
    É isso aí, Sr. Secretário, tem que “radicalizar” no estado como um todo, inclusive aqui no sul. Terá todo meu apoio, …!!!

  2. MUNICIPALIZAR O HOSPITAL É MUITO LINDO. MAIS QUEM VAI A SUMIR OS 48 TRABALHADORES QUE TEM SUA CARTEIRA ASSINADA PELA SANTA CASA DE COARACI. A PREFEITURA E O ESTADO FALÃO QUE NÃO SÃO O PAI DESSA CRIANÇA.QUEM VAI SE RESPONSABILIZAR PELOS FUNCIONARIO.

  3. O que o secretario deveria fazer era cuidar da saude do estado verdadeiramente ao invés de fazer politicagem barata para o grupo geraldista na egiao do cacau., probvlemas para ele resolver é o que nao falta medicos recebendo uma carga horaria fantasma , quer dizem recebem por trabalha integral no mes mas nao comparecxem ao trabalho como em coaraci os medicos sao todos funcionarios do estado e nao vem trabalhando nos plantaso de quem é a culpa , as denuncias sao feitaqs a ouvidoria mas solla passa a mao pela cabeças dos amiguinhos .

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.