Tempo de leitura: < 1 minuto

Não vai ficar barato o rolo compressor usado pela turma do governo municipal para eleger a nova presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Maria das Graças dos Santos Souza. A reunião do conselho que elegeu a nova diretoria foi na tarde-noite desta terça-feira. Ainda na manhã desta quarta o conselheiro Jurandir Nascimento entrega ao promotor Clodoaldo Anunciação um relatório das supostas irregularidades que teriam garantido a vitória da nova presidente. O conselheiro vai pedir a anulação da eleição.
No rosário de denúncias tem de tudo: de ilegalidade do ato – conselheiros sem mandato votaram -, a falsidade na indicação de entidade representativa. De acordo com a denúncia que chegará às mãos do promotor, Maria das Graças se apresentou como candidata com a chancela da CUT Regional. Mas a legislação diz que o candidato deve fazer parte de alguma entidade que tenha endereço e atuação no município, o que, segundo a denúncia, não é o caso da CUT Regional.
Outro problema é o voto dos diretores dos núcleos regionais do Conselho. Estes diretores, que representam a comunidade das quatro regiões em que o município foi dividido, são eleitos pelo voto popular. O mandato de todos expirou no último dia 7 e, como não foi realizada nova eleição, eles não poderiam votar. Mais uma situação esdrúxula: entidades que têm dotação orçamentária da Prefeitura, como o Albergue Bezerra de Menezes, se apresentaram como representantes do segmento comunidade.
Mas, para quem chegou de corpo aberto à reunião que definiu a nova diretoria, o que causou maior estranheza, de verdade, foi a sintonia entre o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região e figuras ilustres do fernandismo – e agora do azevedismo -, como o professor Francisco Carlos, ex-Direc 7.  Articularam e levaram.

3 respostas

  1. Tenho elogiado o Promotor por seu trabalho de fiscalização, no entanto eu tenho uma dúvida:
    Será que ele tem trabalhado com o mesmo “entusiasmo” em outras questões, além de qualquer coisa que esteja ligada à Prefeitura?
    Se sim, realmente ele é 100%. Caso contrário, …?!?!?!
    Afinal de contas, perguntar não ofende, …!!!

  2. Aprecio muito as notícias que leio no pimenta, porem, em se tratando deste assunto Conselho de Saúde é preciso que vocês ouçam as outras partes. Estava presente na reunião e não entendi que houve nenhuma maquiação ou tentativa de se passar o rolo compesor em ninguem. Antes vocês deveriam ouvir a nova diretoria do conselho,composta por pessoas sérias e muito respeitadas. Será que poderíamos dizer o mesmo dos denunciantes?

  3. Ainda bem que o promotor Dr. Clodoaldo é coerente, pois alguns conselheiros que se dizem “conhecedores das Leis”,por picuinhas pessoais, ou querendo aparecer, esqueçem que o Conselho Municipal de Saúde, é composto por vários membros e não por um só que quer que sua vontade seja sempre respeitada e as coisas aconteçam como ele deseja.A eleição foi legal as instituições que lá estão são também legais , se recebem subvenção do município e lá estão representando a comunidade, é porque a lei dá direito a isto, a Resolução 333 é clara no seu artigo IV.
    Parabéns Maria das Graças,conselheira usuária,eleita presidente por merecimento,pelo excelênte trabalho que vem realizando no Conselho Municipal de Saúde.
    Ser conselheirro(a) tem que acima de tudo ter sabedoria, humildade,e pensar sempre em primeiro lugar na queles que alí representam.
    VALEU GRAÇA…NOSSA PRESIDENTA!!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.