Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo do Capitão Azevedo estuda, junto com técnicos da Sesab, a ampliação dos serviços do Samu para outros municípios. O objetivo é a implantação do Samu Regional, com base em Itabuna e atendendo a diversos municípios que pactuarem o serviço.
A ampliação vai demandar o aumento da estrutura atual, aquisição de novas viaturas e a melhoria dos serviços prestados atualmente. Mas não deixa de ser uma bola dentro do atual governo. Porém, o pensamento nem sempre foi esse.
Durante a campanha eleitoral de 2008, a candidata a prefeita derrotada Juçara Feitosa (PT), apresentou como uma de suas propostas para Itabuna a regionalização do Samu. Na época, essa proposta foi duramente criticada por Azevedo e sua assessoria, que a taxaram de utopia, inclusive promovendo sua desmoralização pública em debates no rádio e na TV. A justificativa era que Itabuna precisava de ações concretas e exequíveis.

12 respostas

  1. primeiro é necessario que ele mande consertar as ambulancias que estão sucateadas na ADEI,pois a semana passada houve um acidente no bairro são caetano ligamos para o samu, o medico informou que infelismente não podia nos atendemos porque as ambulancias estavam todas quebradas e a solução foi pegar um taxi,pois a crianca corria risco de morte, é lamentavel que a nossa cidade esteja passado por isto.

  2. Zelão Diz: – Quem não tem cão caça com gato.
    Por completa falta de projetos de governo, o governo do “capitão prefeito”, está a pongar em qualquer idéia, venha de onde vier. Não importa se “exequivel” ou não. O que importa é ter algo para apresentar ao povo.
    No caso específico da regionalização dos serviços do SAMU, tendo a saúde de Itabuna como referencia e base, a adesão pura e simples da idéia pelo “capitão prefeito”, mas nos parece um ato temerário, desde quando é público e notório que nada foi feito pelo atual governo, para restruturar os serviços que continuam sendo oferecidos à população com as mesmas deficiências dos governos anteriores.

  3. vcs não perdem uma oprtunidade de darem uma “petezada”, hein! o sonho acabou, rapaziada.

  4. Tudo isso demostra que esse desgoverno só sabe meso é copia tudo nunca vi tanta gente sem criatividade com tudo pobre Itabuna mais quatro anos não é possivel sobreviver.

  5. Gente, é o fim da picada precisar do SAMU e obter a informação de q as ambulancias estão quebradas…se não somos capazes de cuidar nem da atenção aos nossos moradores, como podemos assumir essa responsabilidade regional? Quem se habilitará a gerenciar serviços assim? vejam que já cargos na saúde q os que são daqui não querem assumir neste complicado setor sem cérebro.

  6. rsssss o blog divulga isso com um sabor de “P”imenta “T”ermelha rssssss mais ta bom a ideia é boa, independente de quem vêm!

  7. Na époa da campanha, os candidatos se comportam da mesma forma que o consumidor esperto quando está interessado em comprar uma casa ou um carro, por exemplo, …!!!
    Coloca defeito, pois poderá fazer com que o preço caia. Depois que adquiriu, supervaloriza, …!!!
    Assim acontece com as idéias, na política. O PT, por exemplo, criticou o PROER, na éoca do governo FHC. Hoje, é só elogios, …!!!

  8. Para o Ricardo “TEIMOSO” Kruschewsky:
    Aorda, cara, …!!!
    Já está sonhando há muito tempo. Acorda, …!!!
    Esse, tal qual os cartolas antigos, acredita até em “virada de mesa”, para chegar ao poder, …!!!
    “Que sede, que sede”, …!!!

  9. Vamos ser práticos:
    Já pensou uma ligação de outra cidade? De Buerarema ou Itapé?,,,,
    Até a ambulância do SAMU chegar lá, (se chegar),,,,a pessoa já foi pro saco,,,,
    Não que eu defenda uma unidade do SAMU nessas cidades de pequeno porte, mas, me refiro a lentidão do atendimento do SAMU para ocorrências dentro de Itabuna,,,,o caso aqui é grave,,,,tentar assumir essa responsabilidade com outros municipios demanda compromisso, coisa que anda na administração local.
    Outra coisa:
    discutir quem é o pai da idéia é besteira.
    Lembram do ditado: “Pai não é quem faz, é quem cria”

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.