Tempo de leitura: < 1 minuto

iluminacaocenica-1024x6831Quem depende de licença ambiental para implantar qualquer projeto em Ilhéus está para perder os cabelos com o secretário Antônio Olímpio. Não que o homem seja assim, tão cuidadoso com o meio ambiente. Dizem que é falta de habilidade e sensibilidade mesmo.
Um exemplo. Uma comunidade rural próximo ao Cururupe vê, há algum tempo, os postes da Coelba em suas portas, mas não pode ligar a energia. Falta a licença ambiental, que não deve sair, já avisam fontes do palácio.
A Coelba, impedida de fazer as ligações, tentou retirar os postes, no que foi barrada pela comunidade. “E eles estão certos. Mas a prefeitura deveria ser mais sensível ao problema. Hoje aquelas famílias fazem gatos para ter energia, colocando em risco suas vidas”, afirma um funcionário da empresa.
Luz para todos? Em Ilhéus só para os peixes da baía do Pontal (foto).

7 respostas

  1. Se não podem contra eles, unam-se a eles, mudem-se para debaixo da ponte, pelo menos lá há luz, isto em forma de protesto, é claro, …!!!
    Quando a televisão começar a mostrar o pessoal “morando” em barcos, sob a ponte do pontal e diblgar o motivo, num instante sai licença e tudo o que está faltando, …!!!

  2. Enquanto a ponte fica iluminadissima por baixo, a av. Lomanto Junior no Pontal está às escuras, com vários e vários postes sem luz!!
    Acho que retiraram as luzes dos postes da Lomanto Junior para colocar em baixo da ponte do Pontal!!

  3. Criticar é bem fácil, realizar é muito mais difícil. Gostaria de saber se os comentaristas Sérgio Oliveira e Fábio Simões estivessem no governo emitiriam Licença Ambiental para colocação de postes em uma Área de Preservação Permanente?
    Convém informar que existe um TAC entre o MPE, Coelba e Embasa que impede as ligações de energia e água nessas invasões.
    É engraçado: se fosse concedida a licença a crítica seria pela infração da Lei. Se a legislação é cumprida é falta de habilidade e sensibilidade.
    Afinal, os comentaristas são a favor de que?

  4. Ze Nazal tem razao, nao mais podemos permitir invasao em nossa cidade, que esta inchando pelos lados errados.Invasao nos mangues, invasao de loteamentos clandestinos , e o que mais se ve por aqui.As autoridades tem mesmo e que derrubar as casas de invasoes e ajudar a essa familias com recursos financeiros de passagens, de volta a seu destino de origem.Nao vejo motivo para criticas ao municipios, que passa por dificuldades financeiras, tolerar mais istas invasoes, que a cada dia aumenta mais.

  5. Não votei em Newton Lima, nem sequer o conheço.Mas vejo que as reclamações acima postadas não tem fundamentos, Sergio Oliveira e Fábio Simões.Zé Nazal foi muito coerente em sua resposta aos dois internautas.
    Com a confirmação ontem que a ferrovia Oeste/Leste, vai começar por Ilhéus em novembro próximo.Ilhéus vai sofrer uma onda de invasão de pessoas sem qualificações profissional, em busca de trabalho, vai chegar gente de todos os Estados, principamnte das vizinhas cidades de Itabuna e adjacências.
    E Ilhéus, não esta preparada para receber mais uma leva de pessoas sem qualificações,novas invasões vão surgir ao longo da estrada.Se a prefeitura permitir mais invasões, estamos a caminho de uma grande catástrofe populacional.
    Tude isso vai gerar mais despesas para o municipio, novos postos de saúde vão ter que ser construidos, para atender a demanda de desempregados,o HRLVF ´único hospital de emergência da cidade não vai ter capacidade nem leitos para atender a demanda que vai triplicar.Ilhéus como todas as cidades, vem enfrentando uma grande crise, falta de dinheiro para honrar seus compromissos, é verdade que a folha de pagamento podeia ser bem menor.Se o chefe do poder Executivo demitisse, praticamente todos o efetivos de pessoas contratadas sem concurso público, os tal cargos comissionados dos QI(Quem Indicou), não importa quem indicou, se foi o vreador da base aliada ou oposição, pois a prefeitura não é cabide de emprego para apadrinhados, que nem ao menos tem competencia para ocupar determinados cargos.Ai sobrava mais diheiro para ser investido em obras para a população, que reclama e com razão.A cidade realmente está um caos, tá uma fartura, fartando tudo.As ruas estão cobertas de matos, buracos, varredor de ruas não passa a vários meses, pois falta vassoura e sacos plásticos.A iluminação da ponte, foi uma obra que deveria estar incerida dentro do orçamento da reforma da ponte, que levou exatos noves meses para ser concluida.O prefeito Newton Lima, precisa tomar decisões, se governa a cidade ou é governado pelos vereadores, que cada dia quer mais inchar a folha de pagamento colocando mais um funcionário fantasma no serviço público!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.