Tempo de leitura: < 1 minuto

DA COLUNA TEMPO PRESENTE (A TARDE):
A deputada Maria Luiza (PMDB), esposa do prefeito João Henrique, que tradicionalmente se destaca mais pela impecabilidade do trajar do que pela atuação parlamentar, surpreendeu os colegas ontem. Subiu à tribuna, uma raridade, e atacou Jaques Wagner, dizendo que ‘os baianos só verão a Copa de 2014 se mudar o governo em 2010’. Estava irritada, como confidenciou a colegas, porque Walter Pinheiro criticou o metrô de Salvador. E anunciou que não vai mais aceitar ataques à administração do marido sem dar o troco. ‘Agora, para mim, é bateu, levou’. Provocada pelos oposicionistas, que lembraram o fato de Jaques Wagner acalentar a esperança do apoio de João Henrique, falou sem meias-palavras: ‘Ele (João) fará o que eu quiser’.
Em suma, tentou atingir Wagner, atingiu o marido.
Como desserve pensando estar servindo.

3 respostas

  1. Que mal há, em ser mandado pela mulher? Afinal, a mulher de Wagner Birita, tambem dá as ordens.

  2. Zelão, diz: – Mulheres de Atenas!
    Pior que ter uma mulher corajosa dentro de casa – mesmo que apanhando dela – mas que sai em defesa do maridão, é ter uma mulher passiva e que de repente se volta contra o incauto amante.
    Viva as mulheres de Atenas: – “Orgulho e raça!… Vivem para os seus maridos… Orgulho e raça… De Atenas”.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.