Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Salvador João Henrique quebrará uma tradição e não comparecerá aos festejos do 2 de Julho em Salvador. Além de comemorar a Independência da Bahia, a data é uma espécie de termômetro para testar a popularidade (ou a falta dela) das principais lideranças políticas do Estado.
 
A assessoria de JH diz que ele tinha uma viagem inadiável. Mas a versão que corre é que ele tem medo de tomar uma senhora vaia por conta da greve dos servidores públicos municipais e da situação de penúria em que se encontra a capital baiana.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.