Tempo de leitura: 2 minutos

Certamente este não é o melhor caminho, e o cidadão até já foi alertado pela polícia que pode ser preso. Mas devido à situação de humilhação e descaso a que vem sendo submetido, um senhor de 52 anos, que busca há um mês uma autorização de exame oftalmológico para sua mãe, de 74, diz estar prestes a “fazer uma besteira” no posto de saúde do Califórnia. A última promessa dos funcionários, feita ontem à tarde, foi para esta sexta-feira.

“Já avisei até no posto policial: se eles me fizerem de besta novamente, nesta sexta-feira, quebro tudo lá dentro”, desespera-se o cidadão. O caso já foi denunciado aqui no Pimenta. Este mesmo senhor já dormiu duas vezes na fila, na tentativa de conseguir uma autorização para exames pré-operatórios para sua mãe, que sofre de catarata e está praticamente cega.

Depois das madrugadas no frio, esta é a terceira vez que mandam que vá ao posto (Unidade Básica de Saúde Alberto Teixeira Barreto) para retirar a tal autorização. “Antes disso já me disseram que ligariam para minha mãe, para entregar a autorização. Depois dessa promessa já dormi na fila e nada foi resolvido”, lamenta.

A paciente – no sentido mais literal da palavra – é hipertensa, e diante da confusão que se anuncia, além da angústia de quase já não poder andar sozinha, teme pela sua saúde. “Pedi que ele não fizesse nada. Espero em Deus que tudo se resolva, sem precisar de confusão”. Segundo outros parentes da anciã, funcionários do posto disseram que o caso já está marcado com uma observação de urgência.

Num governo que após seis meses da posse não muda o discurso e continua a pedir paciência à população, quem sabe a classificação como urgência não já é um sinal de que um dia esse exame – assim como o próprio governo – desempaque.

0 resposta

  1. PROMESSAS NÃO SALVAM VIDAS NEM OPERACIONALIZAM EMERGENCIAS. LEMBRO-ME DA CAMPANHA QUANDO OS DISPUTANTES POLITICOS PARECEM UTILIZAR DO SEGUINTE DITADO PARA ALCANÇAR O PODER. “NÃO IMPORTA SE A PATO É MACHO, EU QUERO É OVO”.
    POIS É. AS COISAS NÃO SÃO ADQUIRIDAS A QUALQUER CUSTO. POIS “GALINHA QUE ACOMPANHA PATO, MORRE AFOGADA”

  2. È para quebra mesmo!!!
    se fosse eu já teria quebrado na 2 vez!!!
    Essa vergonha,todos já sabiam que iria acontecer,mas como diz o povo(ITABUNA TEM O PREFEITO QUE MERECE)agora é aguentar!!!!
    continuação de F……SÓ LAMENTO!!!

  3. Sabe mim desculpe essa senhora pois quem votou nesse prefeito e quem não votou tem que aguentar por 04 anos e não adianta chorar o leite derramado. Eu quero é mais.

  4. Parece incompetencia, tem quem ache o contrario. Dizem por aí que para funcionar tão mal só se for de proposito.
    Completam afirmando que dessa forma o municipio “economiza” o dinheiro que gastaria com a saude da população.
    Os pacientes, segundo estes comentarios, são assim obrigados a pagar as “taxinhas” que as clinicas cobram para fazer as consultas, exames ou cirurgias, diante da falta de autorização para poder fazer pelo SUS.
    As clinicas, parece ser, não reclaman da situação como seria de esperar.
    Eu não sei o que pensar.

  5. TENHO CERTEZA QUE DEPOIS DESTE ESCANDOLO TODO ENTORNO DESTE GRANDE PROBLEMA E QUE NAO E SÓ ESTE E O PIOR SE PERGUNTAR AOS FAMILIARES DESTA SENHORA TODOS FORAO ELEITOR DESTE PREFEITO QUE TEM UM SALARIO DE 18 MIL BRUTO FORA AS COMISSOES, SALARIOS DOS QUE O APOIOU NAO E MENOS DE 2 MIL REAIS, SEUS SECRETARIADOS GANHAO MAIS QUE 4 MIL…? ESTE CASO DESTA SENHORA APOSTO QUE ESTA RESOLVIDO POREM TEM MUITOS OUTROS ESCONDIDOS. DAQUI UNS DIAS O POVAO PODE TOMAR PROVIDENCIA POR CONTA PROPRIA, JA TIVEMOS ESTA REAÇAO EM CIDADES BRASILEIRA.SENHOR PREFEITO PACIENCIA TEM LIMITES. POLITICOS DE ITABUNA PAREM DE SER ARTISTAS INVISSIVEIS QUE SO APARECEM AGORA NA CAMPANHA DE 2010. TOMEM VERGONHAS SUAS CABADAS DE SANGUISSUGAS.

  6. Avisem a esse sofredor que existe em Itabuna uma associação chada AGP – Associação Grapiuna do Praplégico, Que presta um serviço de primeiro mundo aqui em Itabuna em defesa dessas pessoas como é o caso desta senhora quase cega.
    Não perca seu tempo em ir ser humilhado novamente no posto de saúde, dou esse conselho porque eles me socorreram. Eu estava nesse mesmo dilema.
    Quem tem sua dor é que geme, peça socorro a eles.(73)8839-4651

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.