Tempo de leitura: < 1 minuto

Realmente, há coisas que só acontecem em Itabuna. Exemplo: a procuradora-geral do Município está ocupando o cargo ilegalmente há mais de seis meses, pois sua nomeação não foi aprovada pela Câmara de Vereadores, como determina a Lei Orgânica.

Mas a falta de aprovação do legislativo não impede que a procuradora participe de reunião, juntamente com o prefeito e o presidente da Câmara, para discutir a liberação de um terreno que será destinado à construção da nova sede da casa de leis municipal.

Tudo muito bem… Fajuto.

0 resposta

  1. Ele tem o poder de fazer isso não faz por q não considera nem a ele mesmo.. Azevedo o nosso maior servo ( servidor ) kd vc?

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.