Tempo de leitura: < 1 minuto

Jaques Wagner chegou há pouco mais de meia hora em Itapé, onde inaugura quatro unidades de saúde, quadra poliesportiva e melhorias em 75 casas populares. Assim que entrou em contato com os jornalistas que o aguardavam, Wagner foi abordado com a pegunta inevitável:

“Como o senhor encara a candidatura de Geddel, governador?”.

De bate-pronto, como se já soubesse que teria de “chupar essa manga”, Wagner mandou: “sobre esse assunto eu não falo”.

Ele argumentou que o assunto foi explorado à exaustão nos últimos dias e o que pensava sobre o relacionamento já havia dito em outras entrevistas.

0 resposta

  1. seo governador soubesse conduzir aseleições de 2008 teria deixado o pmdb neutralizado ou seja seu maior aliado com sua reeleição garantida vacilou e ainda corre um grande risco de nao se reeleger

  2. ja vi gedel com certeza será nosso futuro governador com o apoio de lula e no segundo turno com apoio dos democratas

  3. Com certeza, já chega de prepotencia na Bahia, no momento dos que se apresentam ainda o melhor é Wagner, os demais é só retrocesso e manutençao dos canais oligárquicos. Rogo ao Senhor do Bomfim que nao seja diferente senao a malevolencia dos “vezeiros do poder” acarretará em serios prejuizos para o POVO DA TERRA DE TODOS NÓS.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.