Tempo de leitura: < 1 minuto

O clima continua tenso em Gandu e suscetível a degolas. Duas, de cinco possíveis exonerações, já rolaram. A caneta da prefeita Dra. Irismá (PCdoB) “ejetou” o secretário de Esporte, Cultura e Turismo, Emetério da Palma, e a diretora de Cultura, Lindaura Bonfim. As cabeças dos dois eram pedidas pela APLB, o sindicato da educação.

Ambos eram acusados de desvio de função, pois pertencem aos quadros do estado e não teriam se afastado oficialmente dos respectivos cargos para serem nomeados no município. Pelo mesmo motivo, outras cabeças ainda podem rolar, a exemplo dos secretários Ednaldo Bispo (administração) e Wendel Reis (planejamento). Mudanças também podem ocorrer na área de finanças.

0 resposta

  1. O mal dos partidos de esquerda é que quando chegam ao poder não valorizam os profissionais locais. Sei da capacidade de Rosivaldo Pinheiro, inclusive, fomos colegas. Mas será que em Gandu não existe alguem capaz de assumir a secretária de finanças? Por que importar mão-de-obra? Falam do falecido ACM mas uma coisa ele fazia com maestria: Formar grandes Homens Públioos a partir da prata da casa.

  2. Por essas e outras temos que cobrar dos gestores posicionamentos firmes. Se defendemos a moralidade não podemos permitir ou ser coniventes com desvio de funcao (desvio de dinheiro publico), uma vez que esses profissionais vem apropriando os vencimentos de professor do estado e de secretarios no municipio. A prefeita tem que descer do palanque e trabalhar. Quero também aproveitar a oportunidade e sugerir a Dra. Iris (dizem que é má), que surge ai uma grande oportunidade dela melhorar a máquina de governo, transferindo o copetente economista e planejador e gestor de cidades Rosivaldo Pinheiro, para a pasta administrativa. Com essa saida ela tira o rapaz do processo de fritura (fruto de inveja e olho gordo de alguns mediocres) e permite que um grande profissional tenha a sua imagem positivada. Quero também alertar a prefeita que ela nao pode querer o municipio da forma amadora que gerencia sua clinica, alem do mais, nao adianta trazer um fornecedor do municipio, financiador de campanha da referida, para um posto de financas, assim vai se desenhando algo no minimo suspeito, e talvez seja a municao necessaria que a camara tera para comecar um processo de analise e tentar substituir a gestora pelo seu vice(que aliás dizem que pelo menos em um quisito e diferente da mesma. Dizem que tem palavra). Meu objetivo e provocar o debate e gratuitamente torcer para que o projeto siga o rumo do acerto, pois, para o PCdoB o prejuizo sera muito grande, caso a prefeita insista em continuar metendo os pes pelas maos.

  3. Bom, entrei com vontade de tecer um comentário, porém o Netan aí emcima, disse tudo que eu gostaria de escrever… Abre o olho Irismá, se não querem um profissional, do currículo do Sr. Rosivaldo, no governo, é porque não querem alguém que tenha conhecimento de causa ao seu lado, para assim, lhe orientar de forma correta e técnica, quais os caminhos que devem ser trilhados para realizar um bom governo… Fala-se por aí nomes de possíveis novos secretários e/ou diretores, os nomes que até agora escutei são o de velhas raposas oriundas dos governos anteriores, e por que não dizer, com honestidade sob suspeita… Mais uma vez repito, abre o olho Doutora!!!

  4. A respeito do primeiro comentário, quero dizer que: a cada dia o mundo é mais global e as fronteiras geográficas deixam de existir, portanto, esta visão provinciana de alguns pseudos filhos de da terra (verdadeiras minhocas) tem que deixar de prevalescer, se nao, nossa cidade não avança. Por outro lado existe uma responsabilidade do PCdoB com a atual gestão e a vinda dos técnicos do partido entendo que era algo perfeitamente normal, pois, se o projeto não for vitorioso, quem perde é o partido. Esse Rosivaldo, além de bom profissional é notadamente boa gente, educado e atencioso, e isso faz toda diferença. Bem vindo Rosivaldo!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.