Tempo de leitura: < 1 minuto

Governo e PP estão num dilema dos diabos. Caso o deputado federal João Leão assuma a Secretaria Estadual de Infraestrutura, vai abrir espaço para a oposição na Câmara Federal.

Em 2006, o PP coligou com o PFL (hoje DEM) e o PR nas eleições proporcionais. João Leão foi um dos eleitos. Márcio Marinho, do PR, e Jairo Carneiro, do DEM, ficaram como os primeiros suplentes da coligação.

Marinho assumiu o mandato em definitivo com a renúncia de Jusmari Oliveira, hoje prefeita de Barreiras. Agora, a oposição torce para que as negociações no Palácio de Ondina deem certo e João assuma a Infraestrutura. Assim, ela seria fortalecida pela chegada de mais um deputado, justamente Jairo Carneiro, do DEM. O governo vai pagar para ver?

0 resposta

  1. O Partido Progressista, capitaneado pelo dep. federal Mário Negromonte, definitivamente não faz política rasteira. Ao contrário, aliado de primeira hora dos companheiros, se propõe à construção de um Estado digno, capaz de transformar a vida do cidadão. O PP ao longo dos anos tem se planejado estrategicamente para por em prática políticas públicas eficazes e se o Governador confia a Secretaria Estadual de Infraestrutura ao partido, certamente o faz por perceber que somos parceiros fieis. Observe-se que o nome do dep. federal João Leão, apesar de termos tantos outros, esta sendo ventilado para importante tarefa mostra que os progressistas vêm trilhando no caminho certo. Portanto não existe o menor receio de um seu substituto na cadeira legislativa ser da oposição, pois partindo da primícia que uma oposição sistemática do “quanto pior melhor” já não faz mais parte do ideário político baiano, se conclui claramente que o morador do Palácio de Ondina, gestor público eficaz até na sua generosidade, não administra com ódio, todavia, nem por isso, esta alheio aos que sistematicamente lhe dedicou infidelidade.

  2. Esse é o galego!
    Democrata irredutível com os “aliados”, autocrata extremista com os companheiros.
    Só ele e Rui(m) Costa não vêem que o PP é mais um partido de aluguel interessado em seus próprios projetos. Parece que o episódio com o PMDB nada ensinou.
    Espeeera!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.