Tempo de leitura: < 1 minuto

Um homem de 36 anos, natural de Ibicaraí, morreu hoje com suspeita de gripe A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína. Ele foi internado no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), em Itabuna, apresentando sintomas da gripe, mas não resistiu e morreu 19 horas depois da internação.

Autoridades em saúde informaram que amostra do sangue do paciente foi colhida e enviada a Salvador para detectar se a causa da morte foi mesmo a Gripe A. Outra medida será o acompanhamento da família e de pessoas que mantiveram contato com a vítima em Ibicaraí, município a 40 quilômetros de Itabuna.

A vítima poderá ser a morte de número 192 da gripe no Brasil. Até hoje, a Bahia registrava um caso de morte causada pela gripe A.

0 resposta

  1. O pior é que a cada dia que passa ela chega mais perto, mesmo aqui não tendo inverno, como em outras regiões, o que dificulta um pouco mais a disseminação da mesma, …!!!

    Tomara que tenha diso alarme falso, …!!!

  2. O Ministério da Saúde informoa que pelo menos 2 mil pessoas morrem ao ano em conseqüência da gripe sazonal (comum). O índice de pacientes que perdem a vida pela doença é de 0,5%, contra 0,16% da influenza A (H1N1), que ficou popularmente conhecida como gripe suína. Ou seja, a gripe comum mata, de fato, muito mais que a nova gripe.
    O resto é terroismo.

  3. Se Itabuna não consegue combater um mosquito visível a olho nú, imagine um vírus. Tamiflu, aliás, tamufú.

  4. ISSO É SÓ O COMEÇO.
    COM A EFICIENCIA DESSA SECRETARIA DE SAÚDE E ESSA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE ITABUNA, A COISA PODE SER MUITO PIOR.

  5. é a treva….
    é so o começo mesmo… é uma gerra biologica é uma pandemia,que veio para acabar com os humanos

  6. Precisamos de mais ajuda da Secretaria de Saúde para avisarmos as populações como se precaver !

  7. A treva mesmo, é escrever a palavra “guerra” como “gerra”! Não está faltando uma letrinha por aí minha filha?

    A gripe suína já está agindo e matando gente e você acabou de assassinar a gramática.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.