Tempo de leitura: < 1 minuto

A paralisação dos servidores municipais em Ilhéus chegou ao fim na manhã desta sexta, 14, após a prefeitura ceder e assegurar o pagamento do retroativo dos meses de maio, junho e julho na folha de setembro.

A greve foi iniciada há quatro dias e somente serviços essenciais funcionaram. O salário de agosto será pago já com o reajuste de 12%. O acordo foi fechado na terceira rodada de negociações entre prefeitura e o sindicato da categoria.

Os servidores iniciaram a paralisação na última terça-feira, 11, quando bloquearam os acessos a todos os prédios públicos municipais e ocuparam as escadarias do Palácio Paranaguá, sede da prefeitura. A prefeitura se negava a pagar, imediatamente, o retroativo de maio, junho e julho. Alegava dificuldades de caixa.

0 resposta

  1. Mais uma prova da grande fraqueza do Governo Newton. Aberto o precedente, vai começar a avalanche de reinvidicações.
    Professores, Fiscais, Cargos Comissionados, todos vão querer mais e o Governo que já andava meio perdido perderá o rumo de uma vez.
    A pena é que a população da cidade é que termina pagando a conta.
    A fraqueza de um Prefeito termina sendo a desgraça de uma cidade.
    Os próximos acontecimentos vão comprovar o que digo aqui.

  2. Todos tem quer tomar cuidado que itabuna pode passar por uma dessas tambem, se a ecolimp participar da licitação e por ventura ganhar da marquise, abre o olho população e prefeito de itabuna, para não acontecer com aqui na nossa terrinha

  3. Isso é uma falta de consiencia do prefeito para com os trabalhadores. Todos tem quer tomar cuidado que itabuna pode passar por uma dessas tambem, se por ventura a empresa Marquise não ganhar essa licitação segunda feira, abre o olho população e prefeito de itabuna, para não acontecer o que aconteceu em ilheus.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.