Tempo de leitura: < 1 minuto

A comissão de licitação da prefeitura de Itabuna concluiu o processo licitatório para a contratação da empresa que vai fazer a cobertura do canal da Amélia Amado. A empresa vencedora foi a TC Loc Engenharia e Serviços Ambientais Ltda., com o preço de R$ 12,8 milhões.

A concorrência foi na modalidade menor preço. O prazo de entrega das obras é de oito meses – lá para o fim do ano, acreditam os mais otimistas. Os recursos são do governo federal, com uma contrapartida da prefeitura, que fará intervenções de urbanização na nova avenida. O contrato deve ser assinado na próxima semana.

5 respostas

  1. Esperamos que a obra apresente qualidade nota dez, pois o volume de recursos é estupendo para a extensão da obra.

  2. presente do futuro governador geddel e do futuro deputado estadual mais digno da bahia RENATO COSTA espero que itabuna reconheça e vote nos dois ,mesmo sem mandato já esta trabalhando por itabuna

  3. Tomara Deus que não seja a mesma empresa que cobriu o canal do São Caetano… Sugiro que antes de tomar qualquer decisão, que visitem outras cidades para ver que existem formas melhores de se fazer as coisas… É necessário um engenheiro com know how para não fazer merda… De preferência que não tenha nenhum político na família dele, desde a 10a. geração. Itabuna é a cidade de médio porte mais feia que eu conheço, espero que não fique pior… Se for possível… A única coisa que eu detesto mais do que política são os políticos, mas vou fazer campanha pela primeira vez, contra Azevedo daqui a 03 anos. Eta sujeitinho irresponsável… Por falar nele, alguém sabe me informar para que tantos guardas da SETRAN na rua, batendo perna, à toa, o dia todo? Poderia direcionar parte deles para os bairros, se não tiver o que fazer, pelo menos para ajudar na limpeza pública… É uma forma de aplicar melhor o dinheiro público.

  4. Como pode o preço dessa cobertura do canal ser próximo ao preço de uma ponte? Isso é um absurdo! Prova que o prefeito é um incompetente! Parem de jogar nosso dinheiro no lixo. Isso deveria ser alvo de investigações e denúncia ao Ministério Público.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.