Tempo de leitura: < 1 minuto
Erivaldo Dedinho: do ménage a pancadaria.

Nem a seleção brasileira tem sido páreo para o assunto do momento em Uruçuca, município sul-baiano de pouco mais de 25 mil habitantes. Na semana passada, o presidente da Câmara de Vereadores de Uruçuca, Erivaldo Guimarães (PT), decidiu fazer um programinha diferente e se deslocou para Itabuna.

Por aqui, e longe dos olhares dos seus eleitores e munícipes, se fez acompanhar de duas belas mulheres, uma delas compromissada. Buscava um ménage à trois.

No meio da estrada, às margens da BR-101, deu uma paradinha em um motel, para agitar a noite. Depois das preliminares e do primeiro tempo, o vereador foi ao, digamos, vestiário.

Ao virar as costas, segundo relatou a amigos próximos, percebeu movimento estranho. Alguém tentava lhe bater a carteira, deixada sobre a mesa. O sangue subiu e ele mandou às favas o cavalheirismo. Acarinhou a parceira de ménage com tablefes.

As pancadas do valentão soaram na administração do motel, que chamou a polícia militar. Quando a guarnição chegou ao local, Eri já havia abandonado o “campo” de jogo, na velocidade da luz. A vítima, de prenome Roberta, agradeceu a presteza da polícia, mas não deu queixa contra o valentão. A noite de amor da autoridade virou caso de polícia. Para sorte dele, livrou-se de um belo flagrante.

4 respostas

  1. Parabéns ao Pimenta pela qualidade da informaçao prestada… aqui nao importa se é pobre ou rico a noticia vem completa ao contrario de outros sites que só divulgam nome de pobre e favelado do “xilindro” da vida.

  2. Quero ver a posição da camara pois isso e quebra de decoro parlamentar e a posição dp PT de Uruçuca se não vai expulsar este Coverde.

  3. Ninguém liga pra isso… pessoas são assasinadas constantemente e nada acontece, a cidade sem lei, alem de não fazerem nada q interesse, agora todos devem usar capacete fica melhor para os assassinos se camuflar…
    porque acham que isso vai ficar mais de um mes na memoria do povo?

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.