Tempo de leitura: < 1 minuto

Agnaldo Santos, de Camacan

Um homem de prenome Nego Léo e outro comparsa foram mortos, nesta tarde, em confronto com as polícias Civil e Militar na rua Montes Claros, periferia de Camacan. Eles eram os principais acusados de ter matado o taxista Egmar Pereira da Silva, “Grande”, 52 anos, na madrugada desta segunda-feira, 21 (relembre aqui).

A Policia conseguiu prender um dos criminosos e uma mulher que teriam participado do crime que teve requintes de crueldade. Outras informações sobre o caso a qualquer momento.

Uma resposta

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.