Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-ministro Geddel Vieira Lima prometeu que seus programas de Tevê e Rádio seriam pau puro no ex-aliado Jaques Wagner. A julgar pelo jingle apresentado na convenção que acontece neste momento no Wet´N Wild, não ficará só na promessa.

“Ele tem sangue baiano, ele tem amor no peito” é o refrão do jingle. Segundo explica a assessoria de Geddel, trata-se de uma “provocação ao fato de o candidato do PT à reeleição, Jaques Wagner, ser carioca”. O slogan da campanha de Geddel também está definido: “Eu tô com Geddel, pra chegar e resolver”.

4 respostas

  1. Geddel, se toca, meu! Seu nível de rejeição já teria feito qualquer pessoa sensata desistir, mas como você julga não ter nada a perder, e o olho grande nos cofres público lhe alimentam essa obstinação, eu até entendo, Mas desista, viu?

  2. Zelão pergunta: Xenofobia ou bairrismo?

    Alguém ainda lembra da campanha anti divisão da Bahia? – “A Bahia não se divide. Não dá para separar Caetano do Gil…” Inflar o ego dos baianos, não me parece xenofobia, mas, antes de mais nada, um apelo à baianidade. Seria em controvérsia, a busca do mesmo objetivo – sob o ângulo político – ao utilizado pelo PT, ao conclamar à Bahia, a se livrar da “panelinha,” ou igualmente condenável ao utilizar o slogan “A Bahia para quem mais precisa,” que pode ser interpretado como uma conclamação a divisão de classes.

    Antes de mais nada, o apelo promocional da campanha de Gedel, é, e deve ser entendido, como uma ação de marketing, que busca estabelecer diferenciais caros aos baianos e que pode pegar.

  3. COM CERTEZA É MELHOR TER A ORIGEM CARIOCA,
    DO QUE A ORIGEM, CARLISTA.
    A BAHIA SE LIVROU DESTE MAL,QUE FOI A ADMINISTRAÇÃO CARLISTA,
    E NÃO VAI SER AGORA QUE AS COISAS ESTÃO DANDO CERTO PARA NOSSO ESTADO,
    QUE NÓS VAMOS RESSUCITAR ESTES SURRUPIADORES DO DINHEIRO PUBLICO.

    -FORA GEDDEL!!!!

    -FORA PAULO SOUTO!!!

    É 13,É 13,É 13,É 13…

  4. Esse cidadão, será que se por ironia do destino,que Deus nos livre dele, ele irá resolver,como resolveu quando foi diretor do extinto BANEB,será,será Bahia.
    Ou deixar a Bahia livre e,continuar sendo de todos nós,ou morrer por ela.
    Também,o que me preocupa,não é nem o grito dos corruptos,dos sem caráter,dos sem ética.
    O que me preocupa mesmo é com o silêncio dos bons.Acelera Bahia.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.