Tempo de leitura: < 1 minuto

Roberto Carlos Magalhães Lopes, que é acusado de enfiar 31 agulhas em seu enteado, uma criança de 2 anos, fugiu no último sábado, 30, da cadeia pública de Ibotirama, a 643 quilômetros de Salvador. Lopes estava preso desde janeiro.
De acordo com a polícia, o acusado, juntamente com outros dois detentos, serrou os cadeados da cela.Todos fugiram e os policiais não informaram como os presos obtiveram o material usado para escapar.
Em dezembro do ano passado, a criança de quem Roberto Lopes era padrasto foi internada porque sentia dores. Por meio de um raio-X, descobriu-se que havia diversas agulhas enfiadas por todo o corpo da criança. Preso como suspeito de ser o autor da crueldade, o padrasto confessou o crime e disse que fazia aquilo para se vingar da mãe da vítima.

4 respostas

  1. Pura incompetência da secretaria de segurança pública e de seus delegados. Como um criminoso desse tipo permanece numa cadeia de cidade pequena? Ele deveria estar numa penitenciária.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *