Tempo de leitura: < 1 minuto

O Conselho Municipal de Saúde de Itabuna não pretende participar de uma reunião agendada para esta sexta-feira, 25, com a finalidade de discutir o processo de retorno da gestão plena da saúde para o município. A reunião ocorrerá a partir das 8h30min, no auditório do Hospital de Olhos Beira-Rio.

Segundo informações, foram convidados para o encontro representantes da Secretaria da Saúde do Estado, Ministério da Saúde, Prefeitura de Itabuna, Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e o CMS. Este teria aceitado participar, mas depois recuou.

No governo municipal, o posicionamento do Conselho é visto como boicote político. Já o CMS afirma fazer uma oposição técnica, alegando que o município ainda não tem condições para retomar a gestão plena.

0 resposta

  1. O secretário quer na força a Plena. deveria deixa de muita conversa e responder a altura a parte que está na sua mão, o que não está fazendo. as entrevista dele é como se o caus da saude de Itabuna fosse por cauda da Plena.

  2. Louvável a postura do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna. Numa cidade onde os processos seletivos nada mais são do que meios de empreitar os agregados dos politiqueiros aqui instalados. Maracutaias disfarçadas de seleção onde inclusive o senhor Secretário de saúde aparece como aprovado no processo seletivo 006/2011. Tem tempo para atuar no SAMU, no HBLEM mas cuidar da saúde de verdade´que é bom nada. E agora quer na marra o retorno da gestão plena? Postura senhor secretário! Aliás, na prefeitura de Itabuna tem de tudo, menos vergonha na cara dos politiqueiros de plantão. É uma verdadeira CORJA. Mas, aguardem senhores vereadores, secretários, prefeito, vice-prefeito que também é médico (vergonha), fantasmas… 2012 vem aí!!!

  3. esse tal de cms é todo comprado por geraldo simoes por isso eles querem atrapalha a volta da plena pro municipio nao ta nem ai pro povo so querem fazer politica que mundo é esse

  4. É muito preucupante se estiverem fazendo joguete politico com essa questão da gestao plena da saude em Itabuna. É preciso que se tenha a visão de que o sistema de saude de Itabuna atende mais de 100 municipios, e que de alguma forma a vinda ou nao da gestão implicará num bom ou mal atendimento a pessoas que infelizmente não dispoe de recursos para ter um plano de saude. Se há problemas ja identificados leve a conhecimento das autoridades. Agora o pobre, que depende de um atendimento mais qualificado não pode sofrer por capricho ou joguete de quem quer que seja. Seria no minimo imoral deixar uma questão tao complicada como e um sistema de saude publica andar de maos dadas com a politica partidaria, quando se observa a quantidade de pessoas que chegam aos hospitais e ficam numa fila, e a depender da situação, a fila da morte.

  5. Causa estranheza,ficamos sem entender essa luta ferrenha do secretário de Saúde em querer voltar a assumir casos mais complexos de saúde na sua pasta. Pelo que se ouve na boca do povo, Itabuna não vem dando conta do recado na Saúde básica. Será ganância para gerir mais recursos? O Conselho de Saúde Municipal tem que ficar de olho bem aberto.

  6. Concordo com vc, Antônio Barreto, se eles não dão conta de uma pequena parcela, qto mais ALTA COMPlEXIDADE, o problema é a GRANA$$$$$$$$$$. NÃO, ceda Maria das Graçaa (PRESIDENTA)retada.Vc não está ai, ATOA. Torço por VC!!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *