Tempo de leitura: < 1 minuto

A superlotação na carceragem levou o juiz da Vara de Execuções Penais de Ilhéus, Gustavo Lyra, a interditar as oito celas existentes na sede da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior. Desde ontem (18), por determinação da justiça, todos os presos, exceto mulheres e menores, devem ser levados para o presídio Ariston Cardoso, também na cidade e igualmente superlotado.
O delegado Pedro Amorim elogiou a decisão da justiça e disse que a superlotação do presídio é um “problema do executivo”. Com informações da TV Santa Cruz
 

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.