Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de envolver-se em polêmica ao despejar igreja no São Caetano (relembre aqui), o prefeito Capitão Azevedo (DEM) tenta limpar um pouquinho da imagem com os evangélicos. O prefeito autorizou a recolocação do Monumento à Bíblia na praça Camacã (Octávio Mangabeira), retirado desde a última reforma da área de lazer, em 2008.

0 resposta

  1. Zelão diz: – Prefeito prepara inauguração festiva de um décimo de obra.
    “Cara de palhaço, pinta de palhaço, foi esse o nosso amargo fim…”
    Há toque de caixa, com os vinte operários que restam na obra, o prefeito Nilton Azevedo, encomendou ao seu “competente secretário de obras,” a agilização de um “décimo” da obra do Canal do Lava Pés (trecho entre a Ação Fraternal e a Avenida Itajuípe), para inauguração festiva, denominando-a de “primeira etapa.”
    Conforme já é do conhecimento público, a verba de 13,8 milhões destinadas pelo Ministério da Integração Nacional, para a execução total da obra, já não existe mais; desviada que foi em grande parte pelo governo municipal.
    Itabuna está para assistir a mais uma “excrescência administrativa,” promovida pelo governo do “capitão prefeito,” dentre muitas outras em que tem se constituído o seu governo.

  2. Este canal vai criar o maior problema para a cidade. Vejam bem: O dinheiro destinado para execução da obra, já se foi. O que significa que pode não ser concluída neste governo. Caso seja um outro prefeito eleito, este vai ter o maior problema para consegui verba para conclusão, pois já não há mais recursos para este canal. Ou seja, o próximo prefeito vai pegar um abacaxi imenso.Só falta uma grande enchente, para lascar de vez com tudo.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.