Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

 Todas elas já mostraram que são competentes, seja na vida pública ou na iniciativa privada.

Que digam tudo das mulheres que pretendem disputar a prefeitura de Itabuna: que são vaidosas, se vestem mal, não tem carisma, densidade eleitoral ou qualquer coisa. Quem tem boca fala o que quer.
Mas não digam que essas mulheres não seriam boas prefeitas. Todas elas já mostraram que são competentes, seja na vida pública ou na iniciativa privada.
Juçara Feitosa fez um bom trabalho como secretaria de Desenvolvimento Social no então governo Geraldo Simões, com destaque para o programa Viva Maria.
A professora Acácia Pinho revolucionou a secretaria de Administração no governo Fernando Gomes, dando dignidade, respeito e autoestima ao servidor público.
A simpática Leninha Alcântara, com muita determinação, luta e perseverança, venceu todos os obstáculos inerentes ao campo empresarial.
Acácia Pinho, prefeiturável do PDT, vai ser a grata surpresa da sucessão municipal. A pedetista sonha todos os dias com o início dos debates entre os candidatos.

O PMDB NA FRENTE

A frente aí não diz respeito aos resultados das pesquisas eleitorais, que no momento apontam a petista Juçara Feitosa e o prefeito Azevedo nas primeiras posições.
O PMDB é o mais novo integrante da frente partidária formada pelo PDT, PCdoB, PRB, PV, PSC e o PP do também prefeiturável Roberto Barbosa, o Roberto Minas Aço.
Para onde for o PMDB, o PPS vai atrás. Mariana Alcântara, que é filha da neopeemedebista e pré-candidata Leninha, preside o diretório local da legenda.
Fora da frente, o PSB e o PSD do vice-governador Otto Alencar. Os dois partidos já decidiram pelo apoio ao candidato do PT, seja Geraldo Simões ou Juçara Feitosa.
Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

0 resposta

  1. O articulista insiste em elogiar o trabalho feito pela esposa do G.S., quando secretária de governo da gestão do esposo, mas por melhor que tenha sido o trabalho executado por ela, não foi um caso claro e evidente de nepotismo, …?!?!?!
    Fazendo uma analogia: Será que uma “boa ação”, resultante de um dinheiro auferido mediante um roubo, seria apenas uma boa ação, …, o crime deveria ser esquecido e/ou perdoado, …?!?!?!
    No Direito, quando será que um ato criminoso cometido por alguém – e reconhecido por todos – deixa de ser um crime, …?!?!?!
    Com a palavra, os especialistas, …!!!

  2. Nunca concordei muito com as ponderações de Marco Wense (pessoa que por sinal nunca considerei articulista político, e sim um mero escrivinhador – principalmente pelas suas relações pra lá de dependência ou quasae vassalagem ao senhor geraldo simões (com minúsculo mesmo)-, e olhe que eu tenho lido quase tudo que o mesmo escreve. Mas de ums tempos prá cá o mesmo vem se distanciando do ex-alcaíde e tem acertado algumas. Hoje,l mas uma vez, vou me dar ao luxo de discordar dele. Comçando pelo trabalho de Juçara, cujo único pré requesito para abocanhar o salário (e por consequência o cargo) de secretária de desenvolvimento social era ser mulher de geraldo. Lá ela nada fez, pois o Viva Maria era uma cópia mal acababa do maternidade da mãe pobre com distribuição de enxoval e banheira.
    Acácia Nada fez na Prefeitura de Itabuna e, além do mais não me esqueço de sua participação porra0louca na última eleição já que num dia estava ao lado de Juçara e Capitao Fábio e no outro declarou apoio ao Azevedo. Quanto à Leninha, ainda é uma incognita já que administrar uma auto escola está muito longe de dirigir os destinos de uma cidade.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.