Tempo de leitura: < 1 minuto

O juiz Alberto Fernando Sales de Jesus suspendeu uma audiência que era realizada no Fórum Odilon Santos, em Santo Amaro da Purificação, no recôncavo baiano, após uma promotora agredir um advogado com um soco no rosto. O caso ocorreu no final da tarde de segunda-feira (9).

De acordo com o termo assinado pelo juiz, a audiência foi suspensa porque as partes deixaram de debater as questões processuais. Ainda de acordo com o texto, a promotora agrediu o advogado com um soco na altura do rosto, o que levou a um pequeno sangramento na boca.

A queixa de agressão foi registrada na delegacia do muncípio na noite do mesmo dia e na manhã desta terça-feira (10), a vítima esteve no local para fazer o exame de corpo delito. Por meio da assessoria de imprensa, o MP-BA informou ao G1 que está apurando os fatos para emitir um comunicado oficial.

Segundo a polícia, o advogado baiano Murilo Azevedo registrou a queixa no mesmo dia, mas teve que retornar pela manhã, pois não havia delegado na unidade na noite de segunda-feira. Leia mais no portal.

2 respostas

  1. Quem porventura conhecer este advogado, pode postar algum dado nos comentários, pois tenho algum material de representações feitas contra esta promotora, que podem ajudar a mostrar ao Conselho Nacional do Ministério Público e ao Poder Judiciário que esta promotora não tem condições de representar o Ministério Público,dada a sua falta de auto controle e comportamento leviano.

  2. Srs. Membros do Ministério Público da Bahia. Não temam em “Limpar a Casa”. Marginais travestidos de servidor público como esta pretensa promotora, não sabem promover sequer a própria dignidade. Façam como aquí em São Paulo. Não há a mínima tolerância para a mantença deste tipo de excrescência humana em um órgão constitucional tão relevante. A falha cometida que resultou na aprovação desta fulana, deve e há de ser corrigida!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.