Tempo de leitura: 2 minutos
Romualdo Lisboa, José Nazal, Newton Lima e Bruno Susmaga durante assinatura do protocolo que dá abrigo a projetos culturais em Ilhéus (Foto Mary Melgaço).

A Prefeitura de Ilhéus vai ceder o histórico Colégio General Osório, por 20 anos, para o Teatro Popular de Ilhéus (TPI). Hoje, o presidente do TPI, Brunek Susmaga, e o prefeito Newton Lima assinaram protocolo de intenções nesse sentido.

O termo de permissão de uso de bem público, pelo prazo de 20 anos, deverá estar pronto em duas semanas e também assegura ao TPI a administração da Biblioteca Pública Municipal Adonias Filho, que possui cadastrados cerca de 35 mil títulos, dentre os quais obras raras da literatura brasileira.

O diretor-artístico do TPI, Romualdo Lisboa, diz que desde 2008 o grupo vinha tentando conquistar uma sede definitiva.“Para realizar este volume de atividades o grupo necessitaria de um espaço mais amplo”.

Premiado nacionalmente, o TPI estava abrigado na Casa dos Artistas, no centro histórico, mas o contrato com os donos do imóvel chegou ao fim em setembro. Hoje, o grupo de residentes da Casa dos Artistas acompanhou toda a cerimônia de assinatura do protocolo no Palácio Paranaguá e, logo após, partiu para as novas instalações junto com o diretor do TPI, Romualdo Lisboa.

Grupo de artistas do TPI durante visita ao prédio do General Osório, hoje (Foto Clodoaldo Ribeiro).

4 respostas

  1. Uma feliz iniciativa, principalmente tendo Bruno a frente com certeza o Predio do General Osorio sera bem aproveitado. Temos nosso TPI em local bem mais adequado e ainda a nossa Biblioteca Adonias Filha tera vida nova. Bruno pode contar comigo, parabens pela iniciativa.

    Eduardo Carvalho – Siri

  2. É isso aí !!!!!!!!!!!! Que conquista enorme, essa é a forma de contribuição com a cultura de nossas cidades!!!!Essa alegria que vejo no rosto de cada um de vcs, artistas queridos, é a mesma quando obtivemos em nossa cidade ( Itabuna) com a reinvidicação dos espaços ao prefeito e por ele entendido e pra nós devolvidos….e assim vamos escrevendo a história de forma concreta , objetiva e acima de tudo honesta!!!!
    Ora VIVA!!!!!
    Eva Lima, atriz e produtora cultural

  3. Uma decisão tão importante, levando-se em conta o valor historico do predio para os ilheenses, deveria ser discutido com a comunidade.Apesar de ter sido assinado apenas um protocolo de intenções, foi um ato oportunista para beneficiar a candidata Carmelita. Esse prefeito(o pior da historia de Ilhéus) levou 6 anos a frente do municipio sem fazer nada pela cultura, poderia ter assinado convenios(federal, Estadual) para recuperar o predio. Vamos lembrar a Newton que as luzes estão se apagando, é ora de tirar o time. Cabe ao novo prefeito(a) o destino da nossa querida Ilheus.Em tempo quero lembrar que os artistas ilheeses merecem o abraço de todos nos.

  4. É muito importante a participação de toda a comunidade regional, ajudando o pessoal do Teatro Popular de Ilhéus na recuperação deste importante patrimônio histórico, transformando-o num moderno Centro de Cultura.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.