Tempo de leitura: < 1 minuto

O eleitorado de Ibicaraí vai às urnas neste domingo, 7, para escolher o prefeito que governará o município pelos próximos quatro anos, mas apenas um candidatura aparecerá na computação dos votos válidos. São dois candidatos na disputa, mas apenas Lenildo Santana (PT) já foi liberado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Monalisa Tavares (PRP) teve de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por não ter apresentado certidão criminal ao inscrever a sua chapa.

Ontem, já constava no hot site Divulgacand, do TSE, Lenildo com o novo vice, Allain Fabrício, também do PT, em substituição a Lula Sampaio (PV). A quebra de coligação e a necessidade de mudança de vice ocorreram devido a erro no registro da chapa.

A falha fez com que o TRE liberasse a candidatura de Lenildo, mas sem que ele pudesse fazer coligação na majoritária. Assim, Lula Sampaio (PV) renunciou e Allain foi o seu substituto na chapa. O escolhido do PT cumpre mandato de vereador, mas não concorria à reeleição. Atualizado às 11h55

Uma resposta

  1. Zelão, diz: – Para Lenildo é ai que mora o perigo!

    Sem concorrentes, Lenildo terá que vencer a ele mesmo. Terá que obter para garantir a sua reeleição, 50% + 1 dos votos válidos, caso contrário a justiça terá que marcar uma nova eleição para Ibicaraí.
    A princípio pode parecer que tenha ficado mais fácil a reeleição de Lenildo, que liderava as pesquisas de intenção de votos. Mas essa liderança não representava a maioria absoluta -cinquenta e um por cento dos votos.
    Ainda mais que; ao ter que substituir o seu vice Lula Sampaio, perdeu também o direito de manter as coligações que davam sustentação a sua candidatura, o que significa, que cada candidato a vereador terá que correr sózinho em busca da eleição, deixando assim de pedir o voto para o prefeito.
    Se no cinema o título do filme “O perigo mora ao lado,” já representava o perigo de viver uma situação, para Lenildo “O perigo reside no amanhã.”

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.