Tempo de leitura: < 1 minuto

Da Agência Brasil

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já julgou 3.252 recursos sobre indeferimento de candidaturas referentes às eleições municipais deste ano. O número ainda é menos da metade dos 7.023 recursos que chegaram ao tribunal.

Dos 2.936 recursos de candidatos que tiveram o registro negado em função da Lei da Ficha Limpa, o tribunal já julgou 907. A lei, criada em 2010, determina, entre outras coisas, que ficam inelegíveis os candidatos condenados por órgão colegiado por crimes como o de improbidade administrativa.

Um levantamento parcial feito pela assessoria do TSE mostra que, entre os processos já recebidos ligados à Lei da Ficha Limpa, a maioria está relacionada a condenações por problemas nas prestações de contas dos candidatos.

São pelo menos 1.224 recursos. Em seguida vem as condenações criminais. Levantamento preliminar, feito em parte dos processos, apontou 252 recursos.

Os ilícitos eleitorais, como compra de votos ou transporte ilegal de eleitores, por exemplo, são responsáveis por 133 entre os 1.628 processos que fizeram parte do levantamento.

7 respostas

  1. Seu Pimenta,

    O tempo não para, é feriado mas precisamos nos manter informados, todos acessam o pimenta sempre, portanto mantenhanos informados.
    E SOBRE OS NOVOS PREFEITOS?
    E A COMISSÃO DE TRANSIÇÃO? DIZEM QUE DAVIDSON IRÁ CONTROLAR TUDO, CADÊ VANE CONTINUARÁ DO RENASCER OU SE TORNARÁ DO FENECER?

    A CANDIDATURA A DERPUTADO FEDERAL DO SR. DAVIDSON MAGALÃES ESTÁ GARANTIDA NÃO É? ANCORADA EM ILHÉUS E ITABUNA.ESTAMOS DE OLHO SR VANE.
    VOTEI NO SENHOR AGORA SEREMOS SEUS FISCAIS.

  2. Fernando parece que Gilka tem 12 processos tramitando na justiça. Mais com a maquina na mão fica mais fácil de empurrar esses processos para frente e governar por um tempo.

  3. seu pimenta gilka badaro será julgada pelos seus atos nos governos passado se for ai sim acredito que exista ficha limpa no brasil mais se não for ai vai ficar claro que prevalece a ficha suja

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.