Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia ainda não identificou o corpo de um homem encontrado morto no porão do navio Victoria, que saiu de Gana para Ilhéus com 5 mil toneladas de cacau. O navio está atracado no Porto do Malhado e o corpo permanecia até o final da noite de ontem no Departamento de Polícia Técnica de Itabuna.
Tripulantes do navio serão ouvidos hoje pela Polícia Federal, segundo o delegado Samuel Martins em entrevista ao Correio. A finalidade é saber se a vítima entrou clandestinamente no Victoria. A suspeita é de que o homem tenha morrido no momento de fumegação da carga, prática que se destina a combater pragas eventualmente presentes no produto importado.

Uma resposta

  1. O Ministério da Agricultura, infelizmente, libera a importação de cacau, sem a menor fiscalização. Além de prejudicar, de forma arrasadora, a produção do produto em nossa região, em todos os aspectos. Vale lembrar que o cacau, quando era exportado do nosso sul da Bahia, era responsável por mais de 10% da Balança Comercial do País. Hoje só vemos pobreza e caos social. Vamos proteger o nosso mercado interno. A população regional, dependente dessa cultura, precisa que medidas positivas sejam tomadas com urgência.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.