Tempo de leitura: < 1 minuto

Papa Francisco é acusado de ajudar ditadura argentina (Foto Uol).
Papa Francisco é acusado de ajudar ditadura argentina (Foto Uol).

Do Opera Mundi
Recém-eleito papa, o argentino Jorge Mario Bergoglio é acusado de ter sido cúmplice de crimes cometidos pela ditadura cívico-militar de seu país (1976-1983). Arcebispo de Buenos Aires, o cardeal chegou a ser convocado para testemunhar em julgamento sobre a desaparição de sacerdotes durante os anos de terrorismo de Estado.
De acordo com a Associação Mães da Praça de Maio, Bergoglio foi “cúmplice da ditadura”. O cardeal é acusado de facilitar o sequestro dos sacerdotes jesuítas Francisco Jalics e Orlando Yorio. A versão é corroborada pelo jornalista Horacio Verbistky, autor de diversos livros sobre o assunto. “[Ele] era chefe da Companhia de Jesus, às quais eles pertenciam, mas em vez de protegê-los, lhes tirou a proteção eclesiástica e poucos dias depois foram sequestrados”.
“Ele os denunciou por estarem vinculados com a subversão e de terem desobedecido seus superiores hierárquicos”, continuou o jornalista, afirmando que a informação estava documentada na chancelaria argentina.
Em 2011, durante as audiências do processo sobre o plano sistemático de roubo de bebês – nascidos em prisões clandestinas, durante a ditadura, e adotados ilegalmente por outras famílias, em sua maioria próximas a autoridades militares –, Bergoglio chegou a ser citado para declarar, após testemunhas apontarem que ele estava ciente deste tipo de crime.
Leia mais

14 respostas

  1. Será???
    Não sei por que,mas lembrei de dito popular:
    “Os nossos amigos não têm defeitos. Já s nossos inimigos, se não tiverem, a gente bota”
    Vamso aguardar as provas….

  2. Não me surpreendo nem um pouco com essas revelações que agora vêm a tona.
    A Igreja Católica sempre foi cúmplice, quando não principal mentora, de crimes terríveis contra a humanidade.
    No Brasil tivemos alguns padres destemidos, como Dom Pedro Casaldáliga, Dom Paulo Evaristo Arns, freis dominicanos, que chegaram a se relacionar com o bravo Carlos Marighella, entre outros, mas no geral a igreja sempre foi covarde e ninho de farsantes.
    Agora, na Argentina, que colocou Jorge Rafael Videla, general cúmplice dos terrores praticados durante a ditadura, entre outros, na cadeia causa-me estranheza que esse Franfresco I tenha escapado impune. Devia ter sido julgado e condenado.
    Agora é tarde, já que o pilantra foi se homiziar no Vaticano.

  3. A América Latina tornou-se famosa por abrigar e desenvolver seus “idiotas” de esquerda. Os palhaços bolivarianos.
    O Papa certamente não compactuou com aquela esquerda empedernida que queria substituir, uma ditadura de direita (uma lástima), por uma outra ditadura muito pior, a ditadura de esquerda.
    O novo Papa certamente que tem a coragem para enfrentar os desafios de sintonizar a Igreja com os novos tempos. Bom, pelo menos ele teve a coragem de enfrentar o populismo dos Kirchner, que está finalizando a destruição da vizinha Argentina.
    E olhe que na Argentina não tem analfabetos…

  4. NÓS CATÓLICOS ESTAMOS FELIZES PELA ESCOLHA DO NOSSO PAPA FRANCISCO.
    “A QUELE QUE NÃO TIVER PECADO QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA”
    “EU VIM PARA OS DOENTES ”
    DEUS SEMPRE QUIS CONFUNDIR OS “SÁBIOS” E OS QUE SE SENTEM “SANTO”
    SALVE O PAPA FRANCISCO I , O PRIMEIRO PAPA LATINO AMERICANO.
    OS BRASILEIROS O ESPERA NO RI DE JANEIRO , SEJE BEM VINDO PAPA FRANCISCO.

  5. Novidade!
    O que dizer dos inocentes mortos nos anos de escuridão patrocinados pela INQUISIÇÃO e pelas CRUZADAS?
    Na idade contemporânea, o hobby é “comer” meninos!

  6. Bem pensado Robson e Edgard, para os que não sabem e para os atoleimados úteis, essa mesma safadeza que tentam manchar a imágem do novo papa fizeram com o nosso Wilson Simonal, se aproveitaram de uma frase infeliz do cara, mesmo sabendo que se tratava de pura bravata acabaram com o maior e mais popular cantor da MPB brasileira, tentaram o mesmo com a Elis Regina e outros que não quizeram aderir às suas ideias de trocar uma ditadura por outra mais sangrenta, basta pesquisar um pouco os noticiários argentinos de duas décadas pra cá e verão que toda essa patacoada contra o papa foi motivada por suas duras críticas aos governos pós ditadura que se diziam “socialistas”, principalmente os governos do casal Kirchner.

  7. O Papa, quando Cardeal na Argentina, teve posturas que desagradaram ao casal Kirchner. Depois disso foi, e continua sendo, difamado pela imprensa que come não mão de cristina Kirchner. Não há uma unica prova que desabone a conduta do Bergoglio. O resto é conversa fiada de pessoas que sofrem de intolerancia religiosa e buscam denegrir a imagem de quem participa de alguma religião.
    Quem tem provas para acusar, acusa no lugar certo, na justiça.

  8. Engraçado eu tinha 09 anos nessa epoca (regime militar), e nossos
    Ministros, Reitores, Governadores, Prefeitos Deputados e Senadores tambem Juízes, Desembargadores eram civis. E hoje ninguem diz ou foi aliados ou trabalhou e apoiou juntos com 80% da população os Militares aqui no Brasil. Que pessoal “frouxo e covarde”! Medo de que? Queriam que aqui estivesse como CUBA?

  9. Ser analfabeto funcional, que ler e não entende o que leu, e papagaio, que fica curupaco, paco, paco, o casal Kirchner perseguiu o cardeal, etc e tal, é um terror.
    Me parece o apresentador trapalhão lá do Maranhão que confundiu a Banda Charlie Brown Jr, com Carlinho Brown morto, e juntou com a morte de Chorão e ficou cantando uma música de Benito de Paula e falando que a mesma foi feita em homenagem ao morto.
    Me lembra esses tontos que leem a Veja, assistem Rede Globo, e outras idiotices e falam o que não entendem como se tivessem proferindo verdades absolutas. Oh, dementes!

  10. Onde há fumaça há fogo, e por que não? o Papa é um homem sujeito a todas as imperfeições dos seres terrestres, então, pelo amor de Deus, não o coloquem em um pedestal!!!!!!!!!!!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.