Tempo de leitura: < 1 minuto

Reportagem destaca quase três dezenas de municípios baianos que descumpre legislação.
Reportagem destaca três dezenas de municípios baianos que descumprem a legislação.

A Prefeitura de Ilhéus aparece, hoje, na relação de 27 administrações municipais que descumprem a Lei da Transparência na Bahia. A relação leva em conta apenas os municípios acima de 50 mil habitantes. O município é destaque negativo em reportagem deste domingo no Correio (leia aqui).
O município sul-baiano não publica a relação de empenhos, pagamentos e balancetes. O Portal da Transparência está fora do ar desde o início do ano. Há um mês, o site foi alvo de hackers (relembre aqui). Apesar de descumprir a legislação, o município teve acesso a recursos federais, ressalta a reportagem de Rafael Rodrigues, que destaca:
“Mesmo com a recomendação contrária, os municípios conseguiram captar recursos. Foi o caso de Ilhéus, que recebeu R$ 82 mil em fevereiro deste ano do Ministério da Cultura para a construção de centros culturais, em convênio firmado ano passado, quando a cidade já deveria cumprir as regras da transparência. O Tesouro Nacional, por meio de assessoria, assegura que não permite o repasse para prefeituras que não receberam pareceres favoráveis do TCM”.
O espaço está aberto para o prefeito Jabes Ribeiro explicar o porquê do desrespeito à legislação.

6 respostas

  1. Acho que o governo federal quem criou esta lei, deveria fazer a sua parte ou seja, não transferir verbas voluntárias e nem conceder emprestimos a prefeituras que não estão cumprindo a referida Lei divulgando em tempo real as suas informações, Porque a Lei Complementar é clara quanto a esta punição.

  2. Itabuna não está atrás, existe um site mas é péssimo não se consegue obter informação nenhuma. O cidadão comum que tentar obter algum dado sobre o movimento financeiro do Município verá que o site é só pra “inglês ver” ou melhor pra enganar o TCM.

  3. FALTA DE AVISO NÃO FOI!!!
    Vejam no meu Facebook (Ilheense Nato) quantos avisos dei para o povo de Ilhéus não votar em Jabes Ribeiro. Agora, chorem por mais quatro anos e, depois, reelejam Jabes e chorem mais quatro. Provavelmente, no fim desses oito anos de caos, o povo eleja Valderico Reis, a fim de se vingar de Jabes Ribeiro. Valderico trará Newton Lima como seu vice. Newton Lima, por sua vez, assumirá depois de dois anos pelos motivos que já conhecemos. É a RODA GIGANTE DO TERROR.

  4. Bom dia, é pelo jeito o povo baiano quiz fazer uma grande mudança em vários municipios…. e conseguiu!!!!
    As cidades maiores, tem maiores destaques, em situação caótica mesmo estão as pequenas cidades, com população menores de 10.000 habitantes como Morpará e Brotas de Macaúbas, onde tiveram prefeitos honestos e transparentes, mas não molhavam a mão dos usurpadores com dinheiro… aí, deu nisso…. pobres baianos… pobres de nós…. temos que aguentar 4 anos de pé no pescoço e ditadura geral…

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.