Tempo de leitura: < 1 minuto

Às 17 horas, representantes dos governos municipal, estadual e federal assinam termo de autorização para que Itabuna possa ter curso de Medicina ofertado por uma instituição privada ou filantrópica.
O ato será no gabinete do prefeito Claudevane Leite e dele participam o secretário estadual de Saúde, Washington Couto, e o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Heider Aurélio Pinto.
Na Bahia, terão cursos superiores de Medicina privados, além de Itabuna, Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Jacobina e Juazeiro.
De acordo com informações de bastidores, há interesse das faculdades FTC e Unime em disputar a habilitação para oferecer o curso de Medicina.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.